Tecnologia

| Mobilidade

O Waze, aplicativo de navegação por satélite do Google, já é conhecido por permitir que seus usuários personalizem a voz que indica as direções no trânsito. Na última quinta-feira (5), além de algumas celebridades de humor e até mesmo gravações dos próprios condutores, o app passou a permitir que seus motoristas sejam guiados pela voz do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em uma das indicações de direção, a imitação da voz do petista parece mais animada ao pedir para o motorista virar à esquerda. “Vire à esquerda, companheiro!”, indica a gravação. O mesmo não acontece se o condutor precisar ir na direção contrária. O “vire à direita” na voz de Lula é consideravelmente mais desanimado. 

##RECOMENDA##

Para ter a voz do ex-presidente fazendo as orientações de trânsito, basta fazer o download no site do aplicativo. A imitação também informa os comandos padrões, além de começar a viagem com um  “Está pronto? Eu estou! Vamos, companheiro, tomar os meios de produção!”.

A Uber começou a investir em outros tipos de modais para os brasileiros. Além dos carros particulares e das entregas de refeições - feitas tanto por ciclistas quanto motociclistas - a empresa iniciou as operações, na última terça-feira (3), de seus novos patinetes elétricos. Inicialmente, os usuários poderão testar o transporte apenas na cidade de Santos, no litoral de São Paulo.

A proposta da empresa é que todos os serviços sejam oferecidos em um único aplicativo, deixando que o usuário decida o modal de acordo com sua necessidade. O preço inicial de uso dos patinetes elétricos é de R$ 1,50 para desbloquear o veículo mais R$ 0,75 por minuto de uso. 

##RECOMENDA##

Educação no trânsito

Para ajudar a população a usar o serviço com segurança, a empresa também preparou uma série de materiais educativos para seus clientes de Santos. O conteúdo vai ajudar a relembrar regras de trânsito e dar dicas para dirigir os veículos com segurança. O material está disponível no site da empresa, no próprio aplicativo e será distribuído em panfletos na área de operação, que vai da Ponta da Praia até o Emissário. 

Para começar a usar os patinetes elétricos, basta atualizar o app. Ainda não há previsão de expansão do serviço para outros estados. 

O deslocamento de pessoas para lojas físicas durante a Black Friday foi 60% maior do que em outras sextas-feiras comuns de 2018, apontou um levantamento feito pelo aplicativo de navegação Waze.

Para chegar à conclusão, o Waze analisou o comportamento de seus usuários ativos no dia da Black Friday 2018 e comparou com outras sextas-feiras do mesmo ano, pois o último dia útil da semana é o que normalmente já apresenta uma maior movimentação em relação aos outros.

##RECOMENDA##

Somente em São Paulo, o número de usuários ativos no ano era de 4,4 milhões; e no Rio de Janeiro, 1 milhão.

Na base de dados do Waze, não há distinção entre os consumidores de fato e entregadores ou motoristas de aplicativo. Mas, segundo explicou a gerente de Desenvolvimento de Vendas para o Brasil, Bianca Waclawek, a categoria que se encaixa como "profissionais" representa menos de menos de 5% da base de usuários.

Além disso, o fluxo de navegação para lojas físicas foi 29% maior em 2018, em comparação com o mesmo período de 2017. O grande destaque ficou para as lojas de departamento, cujo crescimento de deslocamento foi de 116% em 2018 em comparação com 2017.

Em segundo lugar, ficaram os supermercados (70%), cujo pico de deslocamento no ano se deu justamente na Black Friday. Já os shoppings ficaram em terceiro (63%) - a Black Friday é a segunda data que mais carrega clientes para esses centros comerciais, perdendo apenas para o Natal.

A tendência é que os consumidores saiam mais de casa para comprar produtos. Segundo uma pesquisa de tendências para a Black Friday 2019 do Google, esta é a edição em que o número de compradores em lojas físicas deve praticamente se igualar ao online, em uma crescente que vem desde pelo menos 2017.

A mudança de comportamento se dá, especialmente, pelos consumidores omnichannel - que compram online e passam para retirar na loja ou o contrário, que passam na loja para testar um produto e depois compram pela internet.

Entre as razões que levam as pessoas a deixarem de comprar online em 2018, ainda de acordo com o levantamento do Google, foram o valor do frete (48%), segurança (22%), possibilidade de testar e ver o produto (20%) e tempo de espera (18%).

Seguindo a dinâmica de contribuição no compartilhamento de informações, a Google anunciou novos recursos da ferramenta Maps, que prometem facilitar e personalizar a experiência com o aplicativo. O pacote de atualização, divulgado nesta quarta-feira (27), no Recife, permite que o usuário descubra novas perspectivas de determinado espaço através da ótica e avaliações de outros usuários. Além disso, indica locais e eventos de acordo com seu histórico.

Para aprimorar a exploração de lugares e estabelecimentos, bem como, a mobilidade no cenário urbano, a aposta da Google foi expandir a atuação dos próprios usuários para uma rede colaborativa, o Local Guides. Trata-se de uma comunidade mundial com mais de 95 milhões de participantes que avaliam, comentam e fotografam locais e estabelecimentos, fornecendo mais de 20 milhões de referências diariamente. 

##RECOMENDA##

Reportar um acidente de trânsito, uma obra na via ou a excelência de determinado prato ou restaurante faz com que a comunidade interaja, planeje e exponha opiniões que ajudem na tomada de decisão de outros usuários. "Os usuários estão buscando mais do que rotas para fugir do trânsito. Eles estão usando a plataforma para descobrir o melhor programa ou restaurante perto deles, tirar seus planos do papel e fazer acontecer", destacou o gerente de produtos da América Latina André Kowaltowski.

Nos ultimos dois anos, só no Recife, o número de participantes triplicou. Tal essência colaborativa é aliada à ferramenta 'Combina', que recomenda e indica lugares onde o usuário gostaria de ir, através da análise de avaliações e comentários prévios dele mesmo. 

Através do próprio app também podem ser feitos pedidos e reservas em restaurantes e outros seguimentos, como salões de beleza. Assim, o Google planeja apresentar uma nova relação entre sociedade, interação e espaço.

Os aplicativos de transporte já fazem parte da vida dos brasileiros. Porém, alguns idosos ainda encontram dificuldades para lidar com as ferramentas que permitem solicitar um motorista. Pensando em uma maneira de ajudá-los, os irmãos Victória Abdelnur Barboza, 27 anos, e Gabriel Abdelnur Barboza, 30 anos, desenvolveram o "Eu Vô", serviço voltado para as necessidades do público da terceira idade.

A inspiração para o aplicativo veio como uma possível solução para as dificuldades de mobilidade da mãe deles, que há 27 anos é portadora de esclerose múltipla. Assim, os irmãos pensaram que a ferramenta poderia beneficiar mais pessoas nas mesas condições. "Percebemos que a população acima de 60 anos no Brasil está envelhecendo e faltam produtos e serviços para melhorar a qualidade de vida dessas pessoas. Com isso, vimos que além de pessoas como a nossa mãe poderíamos auxiliar também o mercado 60+", conta Victória.

##RECOMENDA##

Em julho de 2017, os irmãos começaram a realizar o transporte de idosos em São Carlos, interior de São Paulo, cidade onde moram. Segundo Victória, eles queriam saber se a demanda existia ou se era apenas pessoal.

No começo de novembro, o aplicativo chegou na capital paulista. Ao todo, o "Eu Vô" já possui mais de 4,5 mil passageiros cadastrados e 2,4 mil motoristas cadastrados que ainda passarão por treinamento, além dos que já estão em circulação. "Nos preocupamos com a segurança e autonomia dos nossos passageiros e familiares, por isso todo motorista acompanhante parceiro do 'Eu Vô' passa por um treinamento para aprender a lidar com o nosso público. Não é apenas levar e sim prestar um serviço de porta a porta, podendo também acompanhar nas atividades", explica Victória.

O "Eu Vô" possui alguns diferencias dos demais aplicativos de transporte, como a opção de acompanhamento durante toda a atividade, principalmente para idosos com mobilidade reduzida. "Estamos com um nível de satisfação acima de 85%. Não tem nada mais prazeroso do que receber feedbacks positivos, e é isso que nos move, impactar pessoas que buscam segurança e autonomia", conclui Victória.

O aplicativo está disponível para sistemas Android e IOS.

Enquanto os drones - sejam recreativos ou de monitoramento - ainda se popularizam no Brasil, a empresa alemã Volocopter foi além e desenvolveu um capaz de transportar 200 quilos por até 40 quilômetros. De olho no aprimoramento da mobilidade aérea urbana, à princípio o dispositivo totalmente elétrico visa atender segmentos da indústria.

Com cerca de 9,2 metros de diâmetro e 2,3 de altura, o VoloDrone foi projetado junto à parceiros comerciais para identificar as necessidades de diversos nichos industriais e avaliar suas possibilidades de utilização. A promessa é que o gigante possa realizar transporte de cargas à lugares de difícil acesso.

##RECOMENDA##

Em um futuro próximo, ele poderá figurar a setores da agricultura, no tratamento de plantações, ou se fazer presente em canteiros de obras para içar peças e materiais. A garantia de toda essa força vem das peças adaptáveis, das 18 hélices que possui e suas baterias de íon-lítio substituíveis.

Confira

[@#video#@]

Na última terça-feira (29), o Porto Digital e Urbana-PE assinam acordo para a implantação do Laboratório de Inovação Digital em Mobilidade Urbana, no Recife. O projeto pretende mapear quais são os desafios e as oportunidades que permitam a criação de estratégias para a inovação digital voltada à mobilidade urbana.

Além do espaço físico - localizado dentro do Portomídia, a iniciativa vai procurar soluções para temas como segurança, informações e relacionamento com o usuário, eficiência operacional, bilhetagem  e pagamentos, roteamento inteligente, telemetria, entre outros. Ao todo, serão cinco etapas - divididas em 24 meses, que vão da implantação e operação inicial do laboratório até o desenvolvimento de modelos de negócio e proposição de mudanças regulatórias. 

##RECOMENDA##

O Porto Digital também irá realizar workshops e assessorar a contratação de soluções maduras para os desafios mapeados. O acordo deve buscar a integração do ecossistema de inovação pernambucano com a Urbana-PE.

A Uber anunciou, na última segunda-feira (28), que vai expandir os testes com a ferramenta que dá aos motoristas parceiros a opção de aceitar ou não dinheiro como forma de pagamento das viagens. O recurso funcionará dentro do aplicativo e, caso o condutor do veículo queira o recurso ativo, receberá apenas chamados para viagens pagas com cartão de crédito e débito.

A ferramenta já vinha sendo testada pela empresa nas cidades de Campo Grande, Cuiabá, João Pessoa, São José dos Campos, São Luís, Sorocaba e Ribeirão Preto. Agora será a vez de mais três municípios do interior de São Paulo: Mogi Guaçu, Bragança Paulista e Marília.

##RECOMENDA##

Os testes nas novas cidades começam nas próximas semanas e, a partir da avaliação do resultado, a empresa fará novos aprimoramentos até que o produto final possa ser expandido nacionalmente. 

Recentemente, atendendo a demandas de seus motoristas, a Uber já havia implementado outro recurso, que mostra o destino do usuário antes mesmo da aceitação da viagem e iniciou uma atualização nos valores das taxas cobradas para cancelamento (apenas em São Paulo).

A Uber anunciou na última sexta-feira (25), uma atualização nos valores das taxas cobradas para cancelamento e também no tempo de espera dos motoristas, antes de iniciarem uma viagem. As mudanças foram implementadas após reivindicações dos colaboradores do aplicativo e serão feitas apenas na cidade de São Paulo.

A partir de agora, para aplicar a cobrança em casos de cancelamento, a ferramenta vai considerar a distância percorrida pelo carro até o local onde seria iniciada a viagem. O cálculo da “multa” dada ao passageiro será feito contando o tempo que o motorista levou do momento em que aceitou a corrida até a desistência do usuário.

##RECOMENDA##

Quem usa o serviço na cidade paulista deverá ficar atento ao relógio. A gratuidade do cancelamento só será possível até 3 minutos após a chegada do motorista ao local de embarque. Antes, o passageiro poderia cancelar a viagem em até 5 minutos sem pagar nenhuma taxa. Em casos de viagens na modalidade Uber Juntos, o limite de espera sem cobrança continua sendo de 1 minuto.

O valor da taxa também não será mais fixo, e sim proporcional à distância percorrida e tempo. A mudança, não vale para outros municípios, nem tem previsão de ser atualizada para outras cidades. Recentemente, a Uber tem feito uma série de atualizações em sua plataforma como a criação de uma modalidade sem conversas e o projeto Elas na Direção, que permite as motoristas parceiras escolherem o gênero de seus passageiros (ainda em teste).

O prefeito da cidade italiana de Baunei, Salvatore Corrias, proibiu o uso do aplicativo de localização geográfica Google Maps por "muitas pessoas" estarem se perdendo devido a coordenadas equivocadas sugeridas pelo aplicativo, informou a agência ANSA.

Salvatore Corrias se queixa que os motoristas que usam o aplicativo também causam problemas. Com ruas estreitas, a cidade frequentemente se vê trancada em congestionamentos por causa de motoristas perdidos após utilizar o aplicativo do Google.

##RECOMENDA##

"Os antigos mapas de papel são melhores", declarou o prefeito.

A cidade ainda sofre prejuízo, uma vez que seus serviços de emergência já tiveram que ser mobilizados 144 vezes para resgatar usuários do Google Maps perdidos nos arredores da cidade.

Da Sputnik Brasil

O Uber anuncia nesta segunda-feira (7) uma nova categoria de corridas no Brasil, para atender os usuários que gostam de um conforto a mais. Chamada de Uber Comfort, a modalidade permite que o usuário solicite carros espaçosos, coloque a temperatura do ar-condicionado ao seu gosto e até peça para o motorista conversar ou ficar em silêncio.

Lançada nos EUA em julho, a categoria chegará ao País em novembro. Segundo a empresa, funcionalidades também estarão disponíveis na categoria de luxo Uber Black. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

##RECOMENDA##

Encontrar um local concreto em um lugar desconhecido é um problema frequente, especialmente para os moradores de grandes cidades. Por isso os aplicativos de navegação ganharam tanta popularidade. Mas nem sempre o usuário consegue compreender logo à primeira vez aonde ir para chegar ao lugar desejado. Além disso, às vezes é preciso olhar para o smartphone para não perder o caminho. E isso distrai a atenção e pode criar situações perigosas.

Um grupo de alunos do cursinho pré-universitário da MEPhI apresentou uma solução inédita para este problema: um par de tênis que indicam o caminho. É fácil: quando você se aproxima do lugar onde é recomendado dobrar à direita, o sapato direito vibra, e quando se recomenda virar à esquerda, é o esquerdo que vibra.

##RECOMENDA##

"Criamos um módulo eletrônico que se sincroniza com um aplicativo especial através de Bluetooth, obtendo a informação sobre o percurso pretendido. O módulo funciona sem atrapalhar o movimento e pode ser colocado nos cadarços. Basta usar o telefone uma vez antes do início da viagem. Além de servir de navegador, o sistema calcula a distância, o número de passos e as calorias. Todas estas informações podem ser vistas no aplicativo para o celular", contam Aleksandr Pinchuk e Maksim Levkin, autores do projeto BiGiPiS.

A equipe tenciona continuar a desenvolver o projeto, já que o mercado de roupa "inteligente" está crescendo. Os autores do BiGiPis acreditam que, dentro de alguns anos, os tênis inteligentes podem ser tão populares como os relógios inteligentes.

O projeto dos alunos do cursinho da MEPhI abre o caminho para eles continuarem sua pesquisa na universidade, diz o vice-diretor do Instituto de Sistemas Cibernéticos Intelectuais da MEPhI, Valentin Klimov.

"Os alunos das nossas escolas já têm criado projetos bastante originais. Por exemplo, no ano passado os nossos alunos criaram um sistema multifuncional de orientação para pessoas com problemas de visão, vencendo um concurso internacional de engenharia entre crianças, depois ganharam o concurso Junior e participaram do maior concurso internacional Intel ISEF. Agora, eles são alunos do primeiro ano na nossa universidade, o que confirma o alto nível dos nossos vestibulandos”, contou Klimov à Sputnik.

Ele diz que os alunos e jovens cientistas da MEPhI também participam de outros desenvolvimentos que facilitam a vida, inclusive de pessoas com capacidades limitadas. Por exemplo, para pacientes com capacidade de movimento limitada, os nossos cientistas criaram uma cadeira de rodas controlada pela visão. Um aluno da Escola Superior de Engenharia da MEPhI criou uma prótese biônica que ajuda pessoas com extremidades amputadas a voltarem à vida normal.

"Alunos que se apaixonam pela criatividade técnica são normalmente vencedores de olimpíadas e concursos de engenharia, o que lhes dá benefícios durante as provas vestibulares na MEPhI. Sendo estudantes da nossa universidade, eles podem continuar aplicando sua criatividade técnica em muitos círculos estudantis e participar de concursos internacionais para atingir novos patamares", disse Klimov.

Da Sputnik Brasil

A Uber lançou na última segunda-feira (1º) o Uber Pro, novo programa de vantagens da empresa para motoristas. Após iniciar os testes com seu programa de recompensas para os usuários, a companhia busca melhorar também a satisfação de seus colaboradores. Ao participar do programa, os motoristas parceiros terão acesso a um desconto de até 50% em cursos de graduação semipresenciais, entre outros benefícios.

Os testes começaram nas cidade de Curitiba, Fortaleza e São Paulo, agora são estendidos para todo o país. Dentro do programa o motorista poderá fazer parte de uma das quatro categorias: Azul, Ouro, Platina e Diamante. Cada uma oferece uma vantagem diferente.

##RECOMENDA##

Quem for da categoria Ouro, por exemplo, ganha até 50% de desconto em cursos de graduação semipresenciais, em faculdades selecionadas. O benefício é estendido à família dos colaboradores, que podem indicar até mais três dependentes para também se matricularem nos cursos de graduação pagando menos na mensalidade. Além disso há premiações como 50% de abatimento em mensalidades de academias, entre outros.

Para ter acesso às vantagens é preciso ter uma nota média de, pelo menos, 4,85 estrelas, além de outros critérios, como pontos acumulados. Os pontos do Uber Pro compreendem ciclos de três meses, ao final dos quais são zerados, iniciando uma nova contagem.

O Google anunciou, neste sábado (28), uma nova atualização no serviço rotas Google Maps. A ferramenta vai passar a ter, entre as indicações de trajeto, um especial para quem anda de moto. O recurso permite comparar a diferença de tempo gasto entre veículos fechados e o modal.

Entre as opções de mobilidade oferecidas pelo aplicativo, para que o usuário possa se programar para chegar ao destino estão, bicicleta, motoristas particulares, à pé, transporte público e carro. Além da escolha do melhor meio de transporte para sua necessida também é possível observar as condições do trânsito, o tempo do trajeto e conferir detalhes do trajeto, fotografados em 360º.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

LeiaJá também

--> Google Maps sugerirá múltiplos modais para um só trajeto

--> Uber anuncia nova versão do app para integrar serviços

--> Confira 6 ferramentas do Google indispensáveis na sua vida

A Uber apresentou na última quinta-feira (26), uma série de novidades que vão mudar a cara de seu aplicativo. Em um evento realizado nos Estados Unidos, a empresa exibiu uma nova interface do app, que irá integrar o serviço de viagens particulares com o Uber Eats, tudo em um mesmo local. Além disso, haverá também uma integração com o transporte público, semelhante aos apps que passam informações sobre linhas e horários de ônibus. 

Transporte público

##RECOMENDA##

Querendo ir além de dos serviços de entrega e transporte a Uber anunciou a ampliação da expansão da integração com transporte público - em que oferece informações sobre linhas e horários - para mais países. O recurso funcionava há alguns meses em cidades como Londres, Sydney e Chicago e começou a funcionar em Paris, Cidade do México e São Francisco. A empresa afirmou que, nos próximos meses, a integração irá abarcar mais sete cidades, incluindo São Paulo.

O serviço é muito parecido com o que propõe a nova versão do Google Maps, por exemplo, oferecendo múltiplas opções de modais para tornar a viagem do usuário mais rápida. No caso da Uber, o serviço exibe informações sobre linhas de ônibus, metrô ou trens direto no aplicativo, para que o usuário possa comparar as opções disponíveis com o valor da corrida, em tempo real. Em Denver, nos Estados Unidos, é possível até mesmo comprar a passagem direto no app da companhia, sem ter que enfrentar filas ou fazer pagamentos em dinheiro.

 "Em muitos casos, o transporte público pode ser a opção mais rápida e barata para se locomover. Por isso, continuaremos trabalhando com as cidades para facilitar ainda mais essas viagens. Seja fornecendo informações no app, permitindo a compra de passagens ou firmando novas parcerias, estamos entusiasmados em trabalhar para fortalecer o transporte público e ajudar a reduzir a dependência das pessoas de possuir um carro particular", afirmou David Reich, diretor global de Uber Transit, durante o evento.

Ciclistas mais seguros

Outra novidade é adição de um recurso para alertar motoristas e usuários sobre a presença de ciclistas. O objetivo é orientar quem está realizando uma viagem de Uber a verificar a presença de ciclistas antes de abrir a porta do carro no momento do embarque. Além disso, se estiver em uma viagem que termine perto ou ao longo de uma ciclovia ou ciclofaixa, o aplicativo enviará uma notificação no final do percurso, orientando que o usuário redobre a atenção ao sair do carro. A intenção da empresa é aumentar a segurança dos ciclistas nas ruas. 

O projeto, que inicialmente está sendo implementado nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, já está em teste e vai ser aprimorado de acordo com a opinião de  motoristas parceiros, usuários e ciclistas. Além dos alertas para os usuários, os motoristas parceiros também vão receber comunicados com informações sobre as regras de trânsito que proíbem parar ou estacionar em vias exclusivas para bicicletas. A ideia é incentivá-los a procurar locais seguros para estacionar ao realizar o embarque e desembarque de passageiros.

Sem descartáveis

Por fim, além da integração com o aplicativo principal da empresa o Uber Eats vai ganhar, em outubro, um recurso que permite aos usuários dispensarem o recebimento de talheres descartáveis, guardanapos e canudos nos pedidos realizados em restaurantes. A iniciativa começou em fevereiro, com alguns estabelecimentos, e agora será expandida em escala global para todos os parceiros.

A nova versão do aplicativo será lançada em cidades de nove países, inclusive no Brasil. O novo app chegará para os usuários brasileiros ao longo das próximas semanas.

O pagamento de passagem por cartão de crédito, débito ou pré-pago em algumas linhas de ônibus de São Paulo começou nesta segunda-feira, 16. O novo serviço vale apenas para cartões físicos ou digitais com a tecnologia NFC ("contactless"), que funciona por aproximação e sem o uso de senha.

O projeto-piloto tem duração de três meses ou até atingir 500 mil transações. Inicialmente serão aceitos cartões Visa e Mastercard (nacionais e internacionais), enquanto está em processo a adesão da Elo.

##RECOMENDA##

NFC é uma tecnologia que libera o pagamento com o toque do cartão (ou a versão digitalizada dele em um smartphone, pulseira ou smartwatch) sobre um dispositivo habilitado. Esse tipo de conectividade é adotada por plataformas como o Google Pay e a Apple Pay, além de cartões físicos identificados com o símbolo de quatro ondas. Haverá um limite de dez pagamentos por dia por cartão.

Cerca de 200 ônibus estão atualizados para receber a nova forma de pagamento, que ocorrerá no mesmo dispositivo de validação do bilhete único.

Segundo a Prefeitura, as linhas do projeto-piloto transportam 2,9 milhões de passageiros por mês e foram escolhidas por terem uma quantidade acima da média de viagens pagas com dinheiro. Na primeira fase, não será possível fazer integração tarifária.

Confira as linhas que aceitam o pagamento por cartão de credito:

- 675R/10 Grajaú - Metrô Jabaquara

- 715M/10 Jardim Maria Luiza - Largo da Pólvora

- 807M/10 Terminal Campo Limpo - Shopping Morumbi

- 908T/10 Parque Dom Pedro II - Butantã

- 917M/10 Morro Grande - Metrô Ana Rosa

- 917M/31 Morro Grande - Metrô Ana Rosa

- 2002/10 Terminal Bandeira - Terminal Parque Dom Pedro II

- 2590/10 União de Vila Nova - Parque Dom Pedro II

- 4031/10 Parque Santa Madalena - Metrô Tamanduateí

- 5129/10 Jardim Miriam - Terminal Guarapiranga

- 5129/41 Jarim Miriam - Santo Amaro

- 6030/10 Unisa-Câmpus - Terminal Santo Amaro

- 9300/10 Terminal Casa Verde - Terminal Parque Dom Pedro II

- 9500/10 Terminal Cachoeirinha - Praça do Correio

O cartão será a terceira alternativa de pagamento de passagem na capital paulista, que também aceita dinheiro e bilhete único. No caso do bilhete único, aplicativos e outras tecnologias digitais já permitem a recarga com cartão de crédito.

No próximo sábado (14), começa a funcionar em São Paulo o projeto que irá implementar o pagamento por aproximação no transporte público. Aproximadamente 200 ônibus da capital paulista receberão o pagamento da tarifa por aproximação com cartões, celulares, pulseiras e relógios. A ação é uma parceria da Secretaria de Mobilidade e Transportes e a São Paulo Transporte com a Mastercard, empresas de bilhetagem e operadores de transporte.

Esse tipo de projeto já funciona em outras cidades do mundo como Miami,  Nova York, Londres, Sydney e até mesmo nos trens do Rio de Janeiro. A Mastercard  foi a empresa responsável pela implementação da nova forma de pagamento na Inglaterra. "Pagamento por aproximação com cartões responde atualmente por 55% das viagens realizadas no metrô (de Londres), um dos mais movimentados do planeta nos horários de pico", afirma João Pedro Paro Neto, presidente da companhia no Brasil e Cone Sul.

##RECOMENDA##

As tarifas poderão ser pagas apenas ao se aproximar os objetos no validador de cartões de crédito, débito e pré-pago. Smartphones, smartwatches ou pulseiras de pagamento também estarão entre as formas de pagamento. Cartões emitidos fora do País também serão aceitos. A ideia é facilitar a vida tanto dos usuários frequentes quanto dos turistas. A primeira fase irá contemplar 200 ônibus municipais que operam em 12 linhas da capital paulista.

Os carros da Tesla são conhecidos pela pela possibilidade de destrancar o veículo sem chaves, usando apenas um aplicativo de celular. Esse recurso, entretanto, apresentou problemas no servidor nesta quarta-feira, 4, e pessoas ficaram trancadas para fora de seus veículos.

Clientes da marca reclamaram sobre o episódio na rede social Twitter. "Tesla, seu servidor está desconectado para manutenção e estamos trancados para fora do carro. Qual é sua estimativa de tempo?", questionou um usuário, que posteriormente disse que o servidor voltou a funcionar normalmente após três horas e meia.

##RECOMENDA##

Além do bloqueio por aplicativo, os carros da Tesla possuem chaves. A empresa recomenda que os clientes andem sempre com a chave, caso o smartphone apresente algum defeito. A empresa de Elon Musk confirmou que o servidor do app apresentou problemas, e disse que os defeitos foram solucionados rapidamente.

O bloqueio inteligente é apenas uma das tecnologias dos carros da Tesla. A empresa também investe em veículos autônomos e desde 2016 está desenvolvendo um chip de direção automática. Há algum tempo, Elon Musk está prometendo veículos totalmente autônomos, nos quais será possível, segundo ele, até dormir no assento frontal enquanto o veículo guia sozinho. Atualmente, os carros da empresa ainda precisam de intervenção humana e não são considerados totalmente autônomos de acordo com os padrões da indústria. Empresas como a Alphabet, dona do Google, e o Uber, também apostam em carros autônomos.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Uma pesquisa feita com jovens de 18 a 24 anos mostrou que 77% deles se sentiriam prejudicados se não tivessem o aparelho. As áreas mais afetadas pela falta do smartphone seriam as atividades de lazer (39%), os estudos ou o trabalho (39%), a vida social (37%) e as finanças (21%). O levantamento, feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), revelou ainda que 84% dos jovens nessa faixa etária possuem um smartphone.

A analista de mídias sociais Gabriele Beraldo, 24 anos, é uma dessas pessoas que se sentiria prejudicada sem o celular nas mãos. "Os smartphones nos trazem muita comodidade, eu por exemplo, pois consigo trabalhar no conforto da minha casa", diz. Ela usa dois smartphones para trabalhar, uma ferramenta indispensável no seu dia a dia.  “Sem eles eu perderia vendas, contratos fechados e não teria como me comunicar com a minha equipe, uma vez que o aplicativo de mensagem instantânea é o meio mais rápido de comunicação nos dias atuais”, explica.

##RECOMENDA##

A pesquisa também aponta que 81% dos jovens acessam a internet pelo smartphone, enquanto 51% acessam a rede por computador de mesa e 48% pelo notebook.

Entre os motivos para utilização, 59% afirmam que utilizam os smartphones para manter contato com os amigos e familiares, 54% se mantêm informados sobre assuntos diversos e 40% buscam informações sobre produtos e serviços.

 

O Google anunciou nesta terça-feira (27), um novo recurso para o Google Maps. A ferramenta, que já permitia ao usuário escolher entre diferentes modais ao definir um percurso, agora vai colocá-los dentro de uma mesma rota. O pareamento será feito entre transporte público, opções de ciclismo e de compartilhamento de viagens do começo do percurso até o destino final.

Para visualizar as sugestões basta digitar seu destino na caixa de pesquisa, tocar em "Rotas" e, em seguida, na guia de trânsito. A partir daí, será possível ver automaticamente as rotas que apresentam opções de compartilhamento de trajeto e ciclismo emparelhadas com as rotas de transporte público. Caso o usuário esteja em um veículo de passeio, verá informações úteis sobre cada etapa da viagem como, por exemplo, quanto custará o passeio, quanto tempo será a espera, se há trânsito, etc. 

##RECOMENDA##

Para ciclistas rotas adaptadas e condições de trânsito devem aparecer passo a passo. Toda esta informação é automaticamente incluída no seu tempo total de viagem e na aba “etapas”, para que você possa saber exatamente quando chegará ao seu destino. O pareamento de rotas será lançado aos poucos para Android e iOS, em 30 países em todo o mundo.

LeiaJá também

--> Google marca primeira semana de agosto com novidades

--> O Google Maps quer ajudar você a escolher o que comer

--> Apple começa a mapear Canadá para novo Apple Maps

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando