Tópicos | Vai cair no Enem

Uma das estratégias adotadas pelos professores, diante da ansiedade dos candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a menos de um mês para a prova, é a criação de paródias. Por meio de versões de canções nacionais e até mesmo internacionais, educadores relacionam assuntos cobrados no processo seletivo às letras das composições, proporcionando momentoS de descontração.

O professor de química Valter Júnior é um dos adeptos das paródias. Em sua trajetória musical e educativa, ele já gravou versões de MC Loma, MC Bruninho, do embalo de “Malemolência”, entre outras. Agora, em sua mais recente produção, Valter se inspirou na cantora baiana Claudia Leitte para explicar, de maneira descontraída, um dos assuntos mais frequentes no Exame: pilhas.

##RECOMENDA##

“Vale tudo pela educação. A minha inspiração foi Salvador e esta grande musa, Claudia Leitte. Na explicação, você tem um metal que sofre oxidação e que vai perder elétrons, e outro metal que sofre redução, passando a receber elétrons. Eletroquímica sempre está na prova do Enem”, explica o professor. Confira, a seguir, a paródia produzida pelo LeiaJá em parceria com o Vai Cair No Enem:

Nesta semana, o programa especial do Vai Cair No Enem, projeto multimídia que reúne dicas exclusivas para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio, aborda a moda, uma das principais formas de expressão da humanidade. Em uma aula dinâmica, candidatos do Enem podem acompanhar conteúdos históricos e sociológicos cobrados no processo seletivo.

A influenciadora digital Thaliane Pereira recebe o professor de história e sociologia José Carlos Mardock. Confira, no vídeo a seguir, todos os detalhes desta edição:

##RECOMENDA##

o Vai Cair No Enem é produzido pelo LeiaJá. No nosso Instagram, os estudantes encontram dicas, aulas exclusivas, exercícios, simulados, notícias e muitos outros conteúdos voltados à prova.

 

Considerada um dos maiores eventos literários do Brasil, a Bienal Internacional do Livro de Pernambuco abre, nesta sexta-feira (4), uma série de programações. O evento, que neste ano chega a sua 12ª edição, traz a temática “Histórias para Resistir”, prometendo mais de 120 horas de atividades, além de 100 expositores, desde editoras independentes às grandes empresas do ramo.

A Bienal, preservando o seu mote principal, que é celebrar a literatura e outras formas de linguagens, tais como a dança e a música, será realizada, até o dia 13 de outubro, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife. Neste ano, o grande homenageado da feira literária é o poeta Solano Trindade (in memoriam), bem como o autor Sidney Rocha. Em meio à diversidade de livros comercializados na feira, o projeto Vai Cair No Enem, em parceria com o LeiaJá, marca presença com um estande – de número 14 - onde o público, principalmente estudantes que enfrentarão a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), poderão acompanhar conteúdos que costumeiramente são cobrados no processo seletivo. Grandes obras literárias estão entre os assuntos abordados no Enem.

##RECOMENDA##

“Já nesta sexta-feira, no primeiro dia da Bienal, a partir das 11h, teremos uma live que fará um passeio literário pela feira. Na ocasião, conversaremos com professores que apresentarão obras e outros conteúdos que podem cair na prova do Enem. O público poderá conferir no nosso estande vídeos com aulas exclusivas e ainda oferecemos alguns brindes do projeto. É um evento voltado à literatura e, claro, à educação”, destacou o subeditor do LeiaJá Nathan Santos.

A programação é vasta, com atividades a partir das 10h. As atrações, palestras, e demais ações estão espalhadas em espaços temáticos. Confira a programação seus respectivos horários.

A feira, apontada como o maior evento literário do Nordeste, é organizada pela ‘Cia. De Eventos’ e conta com o apoio de diversas entidades. O LeiaJá é um dos divulgadores oficiais da 12ª Bienal a Bienal Internacional do Livro de Pernambuco.

De acordo com a organização, a Bienal já foi visitada por 2 milhões de pessoas, de 2003 a 2017. Em sua última edição, o evento contou com 100 mil visitantes em 11 dias de atividades. Foram quase 370 ações de conteúdo e entretenimento em quatro ambientes.

O balanço da organização informa ainda que foram gerados 3 mil empregos diretos, em média, por cada edição, bem como foram realizadas 600 atividades culturais. “Em 2017, foi gerado um impacto econômico de cerca de R$ 10 milhões, pulverizados em gastos realizados pelo público em compras de livros, produtos expostos no evento e em custos como taxi, passagens de ônibus na Região Metropolitana do Recife, estacionamento, além de alimentação, locação de transportes para traslado de grupos do interior, hospedagens, passagens aéreas, passagens intermunicipais e interestaduais”, detalha a Bienal, em seu site oficial.

Os ingressos para a Bienal variam de R$ 5 a R$ 10; crianças até 12 anos não pagam entrada. Outros detalhes informativos podem ser obtidos no site oficial do evento.

Em uma das cidades mais lindas do mundo e sob as bençãos do Cristo Redentor, o Vai Cair No Enem, em parceria com o LeiaJá, aporta em solo carioca no dia 19 deste mês. Dando continuidade a sua série de aulões gratuitos por várias regiões do país, o projeto multimídia reunirá dicas exclusivas para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio, por meio de explicações dinâmicas e interativas. Clique aqui e realize sua inscrição sem custo.

O aulão será realizado na UNIVERITAS  - Centro Universitário Universus Veritas, no Rio de Janeiro, a partir das 8h. Os professores convidados são André Luiz (biologia), Everaldo Chaves (história), Sandro Curió (matemática) e Vitor Ricci (física).

##RECOMENDA##

Com mais de 30 anos de ensino, o professor de biologia André Luiz abordará assuntos geralmente cobrados no Enem: ecologia, citologia, programa de saúde com seres vivos (reinos), fisiologia e genética. O educador revela que espera um grande aulão. “Estou com uma expectativa muito grande! Os candidatos podem esperar uma revisão mais completa possível; vamos passar pelos principais temas do Enem. Fui ao Rio de Janeiro em 1983 e estou voltando com muita felicidade”, declarou o professor.

Parceiro do Vai Cair No Enem, o professor de matemática Sandro Curió, do canal @dicasdemat, que ostenta mais de 100 mil seguidores, explicará o tema análise combinatória. “Mostrarei aos seguidores uma forma fácil e rápida de resolver questões. Vamos ver tudo de análise combinatória e principalmente saber a estratégia para ganhar tempo no Enem”, comentou Curió.

Everaldo Chaves, professor de história, destacará um dos assuntos mais importantes da disciplina, a Revolta da Vacina. Vitor Ricci, professor de física do Curso Poliedro, explanará ondulatória.

Todo o aulão será transmitido, a partir das 8h, por meio do Instagram do Vai Cair No Enem e pelo youtube.com/vaicairnoenem. Para quem quiser acompanhar presencialmente, a organização do evento alerta que as inscrições são limitadas. A UNIVERITAS fica na Rua Marquês de Abrantes, 55, Bairro do Flamengo, no Rio de Janeiro.

A pouco mais de um mês para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), errar em assuntos básicos não se torna uma opção. Um desses assuntos é o tema de concordância. Seja ela nominal ou verbal, a concordância tem a ver com a forma que o verbo se alinha em gênero, número e grau com o sujeito.

Se a ordem das frases fosse sempre composta por “sujeito + verbo + complemento + adjunto adverbial”, seria muito mais fácil identificar problemas de concordância. Entretanto, muitas orações são escritas de forma inversa e podem confundir os estudantes. “Nessa ordem fica muito fácil perceber se há erro de concordância. O problema é quando o sujeito é jogado lá para o final”, explicou o professor de Linguagens Tiago Xavier.

##RECOMENDA##

Na concordância verbal, a única coisa a ser analisada é a forma que o sujeito e o verbo se alinham. Já na concordância nominal, é necessário avaliar outros aspectos como artigos, adjetivos, pronomes, numerais, substantivos, e como essas palavras estão relacionadas e adequadas umas às outras. Nesse caso, o verbo é deixado em segundo plano.

“É importante que os estudantes leiam bastante, afinal o tema de concordância é muito longo. Apenas concordância verbal é composta de mais de 30 assuntos”, aconselha Xavier. Para ajudar quem ainda tem dúvidas sobre o assunto, o Vai Cair no Enem, em parceria com o LeiaJá, trouxe alguns exemplos do professor Tiago Xavier sobre os erros mais comuns no tema concordância. 

Aluga-se salas

Alugar é um verbo transitivo direto, acompanhado de uma partícula apassivadora, o “se”. “O ‘se’ transforma a palavra ‘salas’ em sujeito. Então, o verbo ‘alugar’ deve concordar com o sujeito ‘salas’”, indica o professor. Dessa forma, a frase correta seria “Alugam-se salas”. 

Precisam-se de operários

Diferentemente do exemplo anterior, o verbo “precisar” é transitivo indireto. O “se” que o acompanha, desta forma, é chamado de índice de indeterminação do sujeito. O termo “de operários” é objeto indireto. “Nesse caso, o verbo, de forma alguma, pode ser levado ao plural”, explica Tiago Xavier. A frase correta seria “Precisa-se de operários”.

Agora é meio-dia e meio

Segundo o professor de Linguagens Tiago Xavier, o termo “meio” é um numeral, por se tratar de metade de um dia. “Implícita na frase está a palavra “hora”. Dessa forma, a frase correta é “meio-dia e meia”, diz. A frase correta seria “Agora é meio-dia e meia”.

Reuniu-se, na empresa responsável pelo evento, os sócios do projeto

O sujeito da frase é “os sócios do projeto”, cujo núcleo é a palavra “sócios”. Então, o verbo “reunir” deve concordar com “sócios” e seguir no plural. “Reuniram-se, na empresa responsável pelo evento, os sócios do projeto”.

Dicas para não errar mais

O professor salienta que existem dois passos fundamentais para ter bons resultados em Linguagens. “A leitura ajuda bastante, o aluno que não lê também vai ter dificuldade com gramática. Sem leitura, não tem como conseguir ser eficiente em língua portuguesa, leitura é fundamental. Já o segundo passo é fazer muito exercício. Quanto mais exercício você fizer, mais você vai entender como funciona o assunto”, finaliza. 

LeiaJá também

-> O jeito que você fala cai no Enem? Confira a resposta

O Grupo de Apoio Preparatório (GAP), vinculado à Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), vai promover neste sábado (5) um aulão para os estudantes que estão em ritmo de vestibular. As inscrições podem ser realizadas pela internet e custam R$ 5.

Serão ministradas aulas de filosofia, química, matemática e redação, das 8h às 12h, no Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA), nas salas A7 e A8, no campus Recife. O objetivo do projeto é auxiliar os candidatos na reta final de preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

##RECOMENDA##

O GAP é um projeto de extensão da UFPE que atende estudantes de baixa renda e ao longo do ano promove um cursinho pré-vestibular. Para mais informações sobre o preparatório e os aulão, os interessados podem entrar em contato pelo telefone (81) 99972-0996. O Campus Recife fica na Avenida Professor Moraes Rego, 1235, no bairro da Cidade Universitária, Zona Oeste da capital pernambucana.

O Modernismo é uma das escolas literárias mais importantes do Brasil. A Semana de Arte Moderna de 1922 foi um marco para o movimento, destacando artistas plásticas como Tarsila do Amaral e Anita Malfatti e escritores Oswald e Mário de Andrade, Guilherme de Almeida, Manuel Bandeira, entre outros. Eles tinham como objetivo criar uma forma de expressão livre de influências estrangeiras e discutir a criação de uma identidade artística nacional.

“Representou a afirmação de novos ideais estéticos e preparou o terreno para uma arte e uma literatura adultas e, de fato, modernas como podem ser vistas hoje. Essas características fazem do movimento um dos mais importantes da literatura e consequentemente um dos mais cobrados no Enem”, disse a professora de Literatura, Suellen Oliveira

##RECOMENDA##

O movimento é dividido em três fases

A primeira fase é conhecida como “fase heroica”, com importância para obra dos autores que ficaram conhecidos como a tríade modernista: Oswald de Andrade, Mário de Andrade e Manuel Bandeira. Eles seguiram os prepostos da Semana de 22 e buscavam uma literatura inovadora e distante das antigas escolas.

A segunda fase, a geração de 1930, tem uma característica diferente em relação aos antecessores. Mesmo buscando dar continuidade aos ideais apresentados, os artistas dessa era estavam preocupados com as questões sociais e utilizaram seus trabalhos como forma de denúncia das mazelas do Brasil. Fazem parte desta geração Graciliano Ramos, Rachel de Queiroz, Cecília Meireles e Carlos Drummond de Andrade.

A terceira e última fase, também chamada de pós-modernista ou geração de 45, tem como diferencial o uso da linguagem mais rebuscada, fugindo dos tons coloquiais e apostando na temática psicológica, sem fugir das denuncias sociais. Autores como Clarice Lispector, João Cabral de Melo Neto, Lygia Fagundes Telles e Guimarães Rosa pertencem a este grupo. Eles trouxeram de volta para os romances e poesias a rima e a métrica, influências parnasianas, simbolistas e um regionalismo universal.

Nas edições de 2009 a 2017 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) o assunto representou mais de 30% das questões de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, segundo um estudo desenvolvido pelo Sistema de Ensino Poliedro. Para auxiliar os candidatos na preparação para a prova nesta reta final, o Vai Cair no Enem em parceria com o LeiaJá pediu ajuda aos professores Suellen Oliveira e Paulo Neto para montar o quiz abaixo sobre o Modernismo.

[@#video#@]

O programa especial do Vai Cair No Enem desta semana está no ar. A influencer digital Thaliane Pereira recebe o professor de Linguagens e redação Diogo Xavier. Nesta edição, destrinchamos os principais pontos do tema ‘variação linguística’: o jeito que você fala pode cair no Exame Nacional do Ensino Médio?

Direto das ruas histórias de Salvador, o Vai Cair No Enem, em parceria com o LeiaJá, exibe uma aula dinâmica e cheia de dicas que contribuem bastante para a preparação dos candidatos. Confira, a seguir, o programa desta semana:

##RECOMENDA##

Todas as terças-feiras, a partir das 16h30, o Vai Cair No Enem exibe suas edições especiais no Instagram, bem como aqui no LeiaJá e no youtube.com/vaicairnoenem. Thaliane Pereira sempre aborda um tema que mistura assuntos da prova com o cotidiano.

LeiaJá também

--> Literatura nordestina: veja tudo o que você precisa saber

Levar conhecimento de qualidade e na velocidade da internet é o objetivo do Vai Cair no Enem. O projeto, que segue no ritmo firme de expansão pelo Brasil, desembarca, no próximo dia 19 de outubro, na Cidade Maravilhosa. O Rio de Janeiro-RJ receberá o próximo aulão gratuito da plataforma de estudos voltada para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 

O projeto multimídia desenvolvido em parceria com o LeiaJá levará, das 8h às 12h, conteúdos exclusivos de assuntos recorrentemente cobrados nas provas do Enem. Os convidados a participar do encontro são os professores André Luiz Vitorino (biologia), Everaldo Chaves (história), Sandro Curió (matemática) e Vitor Ricci (física).

##RECOMENDA##

O quinto aulão do Vai Cair no Enem será realizado na UNIVERITAS Rio de Janeiro e contará com a apresentação do subeditor do LeiaJá Nathan Santos. A instituição de ensino superior está localizada na Rua Marquês de Abrantes, 55, bairro do Flamengo. 

Realize sua inscrição:

19/10: UNIVERITAS Rio de Janeiro - Clique aqui e se inscreva de forma gratuita

Expectativa e certeza de qualidade

Segundo o diretor do Vai Cair no Enem, Eduardo Cavalcanti, os aulões anteriores superaram as expectativas e o realizado no Rio de Janeiro promete o mesmo. “Os estudantes precisam correr para garantir a participação, pois as vagas são limitadas e temos certeza que será uma oportunidade única. Aqueles que não morarem na Cidade Maravilhosa não precisam se preocupar, já que transmitiremos, simultaneamente, live no Instagram @vaicairnoenem e no youtube.com/vaicairnoenem”, disse.

Para o subeditor do LeiaJá Nathan Santos, os estudantes do Rio de Janeiro poderão desfrutar de aulas exclusivas do Vai Cair no Enem. “E para fazer jus à beleza da cidade do Rio de Janeiro, vamos fazer um aulão lindo e cheio de conteúdos que vão valorizar a preparação dos candidatos nesta reta final. Mais uma vez o LeiaJá, parceiro do Vai Cair no Enem, assume a responsabilidade de compartilhar um conteúdo de qualidade na velocidade da internet, levando também aos seguidores que vão acompanhar de fora do Rio de Janeiro uma transmissão muito boa”, garante.

Professores revelam ansiedade e conteúdos inéditos

Planejando uma discussão sobre temas como ecologia, citologia, fisiologia, genética, biotecnologia, seres vivos e saúde, o professor André Luiz Vitorino espera uma aula de muito enriquecimento de aprendizado. “Estou esperando com muita expectativa pra aulão do dia 19 de outubro, e essa expectativa se traduzirá numa revisão de todos os temas importantes para o Enem. Ao final, serão resolvidas algumas questões. Os estudantes podem esperar pelo nosso encontro, que será sensacional”, assegura.

Também ansioso para o evento, o professor de Everaldo Chaves garante uma aula diferenciada. “Nosso aulão vai ser muito legal, um aulão cheio de dicas, um aulão cheio de novidades, um aulão interativo, então a expectativa é a melhor do mundo. Estou muito ansioso para conhecer e debater o conteúdo com os estudantes do Rio de Janeiro. Eu tenho certeza que juntos vamos ‘detonar’ neste Enem”, disse. 

Time de peso

Um verdadeiro time de professores está preparado para levar aos nossos seguidores as melhores explicações para o Enem 2019. São docentes com vasta experiência de atuação no mercado educacional, além de educadores da nova geração.

Tereza Albuquerque (redação), Cristiane Pantoja (filosofia), Josicleide Guilhermino (redação), André Luiz (biologia), Diogo Xavier (Linguagens e redação), Felipe Rodrigues (literatura e redação), Sandro Curió (matemática), Everaldo Chaves (história), Valter Júnior (química), Ricardo Rocha (matemática), Berg Figueiredo (química), Dionísio Sá (matemática), José Carlos Mardock (história), Francisco Coutinho (química) e Eduardo Pereira (redação) são alguns dos professores que estão confirmados para os aulões.

O Vai Cair No Enem conta com o patrocínio da UNINASSAU, além do apoio da UNIVERITAS e da UNAMA, instituições de ensino mantidas pelo grupo Ser Educacional. Confira dicas exclusivas no nosso Instagram, YouTube e no site vaicairnoenem.com.

Palco de grandes jogos do futebol nacional, o Estádio dos Aflitos, na Zona Norte do Recife, receberá uma disputa diferente. No dia 20 de outubro, o tapete verde será ocupado por “craques da educação”: professores de várias áreas vão compor o time do Arena Enem, evento que busca oferecer revisão dos principais conteúdos do Exame Nacional do Ensino Médio e uma série de atividades descontraídas para acabar com a ansiedade de milhares de candidatos.

A partir das 12h, os estudantes contarão com áreas de descontração. Barbearia, espaços de relaxamento, estúdio para registro de imagens, setor de entretenimento musical, jogos e praça de alimentação são algumas das opções. E para destrinchar temas cobrados ne prova, uma equipe de professores promete apresentar, por meio de aulas dinâmicas, os assuntos que devem cair no Enem.

##RECOMENDA##

Confira o elenco de professores: Marconi Sousa (matemática), Ricardo Berardo (matemática), Ramon Gadelha (biologia), Salviano Feitoza (sociologia), Michel Estevão (história), Tereza Albuquerque (redação), Carlos Japwwa (física), Rodrigo Morato (geografia) e Heron Andrade (química).

Ainda na programação do Arena Enem, o público poderá interagir com o biólogo André Maia, do Trilogiabio, que já participou de uma das edições do programa Vai Cair No Enem, além do psicólogo Marcos Strider, que abordará questões relacionadas à mentalidade, do comediante Carlos Santos e do cantor Rafa Mesquita.

De acordo com Bruno Downey, um dos organizadores do evento, o encontro tem a proposta de trabalhar os principais assuntos das disciplinas e, principalmente, ajudar os candidatos na questão emocional. “É muito mais do que um aulão. Além da preparação técnica de diversas disciplinas, a gente trabalha os lados comportamental e psicológico. Também temos opções de diversão para os alunos, porque o sucesso no Enem não está ligado apenas ao conhecimento nas disciplinas, mas também ao estado emocional do estudante. O Arena Enem se dedica a investir na revisão para os feras, como também na preparação emocional dos jovens. Teremos arenas de mentalidade, música, brincadeiras, salão de beleza, entre outras ações. O Arena se transformou em um grande evento”, destacou Downey.

O primeiro lote de ingressos está disponível no endereço virtual para vendas. A entrada custa R$ 35. Para mais informações, acesse o site oficial do Arena Enem.

O Vai Cair No Enem, projeto multimídia realizado em parceria com o LeiaJá, conta com dicas de vários professores que integram o elenco do Arena Enem. Nosso projeto cobrirá o evento, levando aos nossos seguidores informações exclusivas.

Luzinete Oliveira, 64 anos, sonha em ingressar em uma graduação. Foto: Cortesia 

##RECOMENDA##

Nos dias 3 e 10 de novembro, mais de 5 milhões de pessoas devem fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Desse universo, 0,2% são idosos, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Eles representam aproximadamente 9.840 brasileiros, muitos deles ultrapassando as barreiras da idade em busca de realizar o sonho de ingressar no ensino superior.

Um fator colabora para que mais gente lute pelos objetivos não conquistados na juventude: as pessoas estão vivendo cada dia mais. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida ao nascer em 2019 é de 80 anos para mulheres e 73 anos para os homens. “A busca por um envelhecimento diferenciado vem motivando os idosos a buscar resgatar sonhos que ficaram em segundo plano em suas vidas em virtude de outras escolhas que tiveram maior prioridade, como entrar no mercado de trabalho apenas com o notório saber para assim prover financeiramente uma família”, comenta a psicóloga clínica e neuropsicopedagoga, Márcia Karine Costa Monteiro. 

Para ela, o desejo dos idosos de ingressar na universidade não é somente uma forma de adquirir novos conhecimentos, mas também uma oportunidade de ocupar o tempo ocioso e mostrar ao mundo a capacidade que tem, independente de qualquer coisa. “As pessoas da terceira idade apresentam uma disposição maior para enfrentar desafios. A busca pelo aprendizado é algo bastante significativo, pois permite aumentar o conhecimento e experimentar novos 'poderes'. Os idosos que estão em busca de conhecimento universitário estão escolhendo viver mais e melhor porque estão ocupando a mente com experiências desejadas anteriormente e isso impulsiona a vida”, diz a psicóloga clínica e neuropsicopedagoga.

 

Luzinete Oliveira faz parte desse percentual. Depois de 45 anos fora das salas de aula, ela resolveu tirar o sonho de ser assistente social do papel e está a todo ritmo na preparação para os dias de prova do Enem. Para conhecer o funcionamento estrutural do Exame, a senhora participou da edição de 2018 como treineira e agora, aos 64 anos de idade, vai disputar uma vaga na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

“Minha vida foi muito difícil porque trabalhava para ajudar meus pais. Depois me casei tive um casal de filhos. Na adolescência deles o pai deixou a casa. Fui pai e mãe deles”, contou Luzinete, que ainda ressaltou o orgulho que sente em ver os filhos formados pela UFPE e agora, com a sensação de dever cumprido, está dedicando as horas do dia em busca do seu diploma. 

Ela ganhou uma bolsa de estudos em um cursinho preparatório, onde ainda faz isoladas em literatura e redação. Não perde um dia de aula, nem mesmo nos finais de semana. “Estou me esforçando ao máximo. Tenho aulas, passo o dia todo no curso. Aos sábados participo de tutoria das 8h às 17h e nunca perdi um aulão, sempre aos domingos”, contou a idosa. 

Dona Luzinete está muito confiante da sua preparação, tanto que busca até elevar a confiança dos colegas que andam nervosos com a proximidade e importância do Enem. “Estou ajudando alguns amigos que estão muito ansiosos, eles tem que confiar no seu potencial. Estou muito confiante de passar e estudar, principalmente na UFPE. Nunca é tarde para realizar nossos sonhos. A esperança é a certeza daquilo que sonhamos, eu vou conseguir”, concluiu Luzinete Oliveira. 

O quadro 'Aprenda com Elas' deste mês, produzido pelo Vai Cair No Enem em parceria com o LeiaJá, está no ar. Nesta edição, a pauta principal traz um questionamento: percebeu que a maioria das obras literárias brasileiras que estudamos foi escrita por homens?

Para abordar o assunto, a apresentadora Kimberly Nery recebe a professora de literatura Lourdes Ribeiro. Entre os nomes destacados durante a entrevista estão os das autoras Clarice Lispector, Cecília Meireles ou Adélia Prado. Confira:

##RECOMENDA##

 

 

Queimadas e desmatamentos castigam a Floresta Amazônica. Considerada um dos maiores bens naturais da humanidade, a Amazônia tem sido pauta de debates entre a sociedade, ambientalistas, políticos, professores e estudantes.

Direto da Floresta, o programa Vai Cair No Enem, projeto multimídia que em parceria com o LeiaJá oferece conteúdos sobre a prova do Exame Nacional do Ensino Médio, produziu uma aula que mostra, com exclusividade, como a Amazônia pode ser cobrada na prova do Enem 2019. Os professores de geografia e química Benedito Serafim e Berg Figueiredo, respectivamente, comandam as explicações.

##RECOMENDA##

O programa desta semana foi produzido direto de Belém-PA, uma das cidades onde o Vai Cair No Enem realizou aulões. Assista:

[@#video#@]

LeiaJá também

--> Confira mais conteúdos no site do Vai Cair No Enem

“Não vai cair ideologia, a gente quer saber de conhecimento científico, técnico, de capacidade de leitura, de fazer contas, de conhecimentos objetivos”. Em mais um depoimento que instigou opiniões nas redes sociais, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, deu indícios de como serão as questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), cujas provas serão realizadas nos dias 3 e 10 de novembro. Diante da declaração, estudantes de todo o Brasil começaram a questionar: afinal, quais ideologias não aparecerão na prova do Enem 2019? Na redação, por exemplo, podem ser citados pensadores ideológicos? Matemática, física e química terão quesitos mais difíceis do que as últimas edições?

Para analisar a fala de Weintraub e responder aos questionamentos dos candidatos, professores participam, nesta quinta-feira (26), de uma live do LeiaJá. Ao vivo, em parceria com o projeto Vai Cair No Enem, os educadores revelam suas opiniões sobre o Exame e previsões acerca do nível do processo seletivo. Benedito Serafim (geografia e atualidades), Cristiane Pantoja (filosofia e história), Salviano Feitoza (sociologia), Alberto César e Diogo Xavier (redação) são os professores convidados. Assista:

##RECOMENDA##

[@#video#@]

Relembre – No início do ano, o governo federal anunciou que criaria uma comissão para impedir questões ideológicas no Enem. Meses depois, o ministro da Educação afirmou que o presidente Jair Bolsonaro não leu os quesitos no Enem. Por causa dessas informações, estudantes e professores começaram a discutirem sobre como deverão ser as questões do Enem 2019.

Em 1969 um cientista russo chamado Dmitri Mendeleev escreveu em cartões os elementos químicos conhecido naquela época. Eram 63 até então. Ele os organizou em linhas e colunas, conforme as propriedades químicas e físicas de cada um. Essa é a origem da tabela periódica, um dos principais assuntos presentes na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Para comemorar os 150 anos de sua criação, a Organização das Nações Unidas (ONU) e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) decidiram, em assembleia geral, que 2019 seria proclamado como o Ano Internacional da Tabela Periódica dos Elementos Químicos. A justificativa para a homenagem é o reconhecimento da importância do material para a ciência de uma forma geral, visto que a tabela é utilizada para outras disciplinas como biologia e física, por exemplo. De acordo com o comunicado oficial da ONU, a atitude serve para aumentar a consciência global e a educação em ciências básicas.

##RECOMENDA##

Com o passar dos anos a tabela foi sendo complementada conforme os estudiosos iam descobrindo e estudando mais elementos. Em 1913, o físico britânico Henry Moseley reorganizou o sistema iniciado por Medeleiev, tornando-o mais próxima do modelo atual. No entanto, em 1944, com mais descobertas houve uma atualização e hoje a tabela periódica tem 118 elementos químicos, dos quais 92 são naturais e 26 artificiais.

E você conhece a tabela periódica? Com o auxílio da professora de química Gabriela Sá preparamos um teste para analisar seus conhecimentos sobre o tema. Confira:

[@#video#@]

O programa especial do Vai Cair No Enem desta semana, em parceria com o LeiaJá, recebe o professor de literatura Felipe Rodrigues. Direto da Praia de Iracema, em Fortaleza-CE, o educador responde aos questionamentos da influenciadora digital Thaliane Pereira, em um passeio pelas obras literárias de grandes nomes do Nordeste.

Ariano Suassuna, José de Alencar, Castro Alves e Manuel Bandeira são alguns dos nomes abordados pelo professor. Ele mostra, com exclusividade, como o Enem cobra poetas, escritores e obras nordestinos em suas questões. Confira:

##RECOMENDA##

 

Seguindo o ritmo de levar conteúdo de qualidade a quem vai fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Vai Cair no Enem desembarca, neste sábado (28), em Salvador-BA. O projeto promove um mais um aulão gratuito, desta vez na UNINASSAU Pituba, e levará conteúdos exclusivos sobre os assuntos mais recorrentes na prova do Enem. 

Das 8h às 12h, os estudantes que buscam o sonho de inserção no ensino superior poderão conferir aulas das disciplinas de redação, linguagens, literatura e química. Os professores convidados são Diogo Xavier (redação e literatura), Valter Júnior (química), Jorge Pontual (linguagens) e Luiz Artur (química). 

##RECOMENDA##

Realize sua inscrição gratuitamente

28/09: UNINASSAU Salvador (Pituba) - Clique aqui e se inscreva de forma gratuita

O evento é o quarto aulão da série de aulões promovidos pelo Vai Cair no Enem. O projeto, que é produzido em parceria com o LeiaJá, realiza seu processo de expansão pelo Brasil, levando conteúdos exclusivos com foco em assuntos recorrentemente cobrados no Exame Nacional do Ensino Médio. 

No dia do aulão, é necessário que os estudantes levem um documento com foto, que pode ser o RG ou a Carteira Nacional de Habilitação, por exemplo. A apresentação do evento ficará a cargo da digital influencer Thaliane Pereira e do subeditor do LeiaJá Nathan Santos.

Expectativa a mil

Para o diretor do Vai Cair no Enem, Eduardo Cavalcanti assim como nos aulões anteriores, o evento de Salvador será frutuoso. “Em todos os locais em que passamos, os aulões do Vai Cair no Enem foram sucesso. Acredito que em Salvador não será diferente. Com conteúdo relevante, professores capacitados e metodologia de ensino diferenciada, prometemos uma grande experiência aos alunos. As inscrições são limitadas, então os estudantes devem correr para garantir as suas vagas. Quem não puder comparecer presencialmente poderá conferir o evento ao vivo pelos Instagram @vaicairnoenem e no youtube.com/vaicairnoenem”, disse.

O professor Diogo Xavier revelou estar ansioso para o evento. “Por mais que eu já tenha anos de prática, cada aulão é uma realidade completamente diferente, um público totalmente novo. Tenho certeza de que será muito produtivo e que os alunos sairão prontos para dar o seu melhor na prova”, disse. 

Já Valter Júnior, salientou que os assuntos abordados no aulão serão em passos de forma divertida. “A minha expectativa para esse aulão está em 1000g/mol. Neste sábado, os alunos podem esperar uma aula de química bem diferenciada e dinâmica. Paródias novas, experimentos e conteúdos que sempre caem no Enem”, explicou.

A digital influencer Thaliane Pereira acredita no sucesso do aulão e nos benefícios para quem está se preparando para o Enem. "O aulão vai ser incrível, vai ter professores maravilhosos e conteúdos incríveis", ressaltou. 

O subeditor do LeiaJá Nathan Santos aposta em um aulão diferenciado. “Tenho certeza que Salvador receberá um grande aulão. Temos professores talentosos e dinâmicos, como os próprios Valter Júnior, que considero o Rei das Paródia, e Diogo Xavier, que sempre reúne dicas essenciais para que sonha em tirar mil na redação. A equipe do LeiaJá, mais uma vez, trabalhará em prol da uma educação de qualidade na velocidade da internet”, garante.

Time de peso

Um verdadeiro time de professores está preparado para levar aos nossos seguidores as melhores explicações para o Enem 2019. São docentes com vasta experiência de atuação no mercado educacional, além de educadores da nova geração.

Tereza Albuquerque (redação), Cristiane Pantoja (filosofia), Josicleide Guilhermino (redação), André Luiz (biologia), Diogo Xavier (Linguagens e redação), Felipe Rodrigues (literatura e redação), Sandro Curió (matemática), Everaldo Chaves (história), Valter Júnior (química), Ricardo Rocha (matemática), Berg Figueiredo (química), Dionísio Sá (matemática), José Carlos Mardock (história), Francisco Coutinho (química) e Eduardo Pereira (redação) são alguns dos professores que estão confirmados para os aulões.

O Vai Cair No Enem conta com o patrocínio da UNINASSAU, além do apoio da UNIVERITAS e da UNAMA, instituições de ensino mantidas pelo grupo Ser Educacional. Confira dicas exclusivas no nosso Instagram, YouTube e no site vaicairnoenem.com.

Neste sábado (21) candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de Fortaleza receberam de braços abertos o Aulão do Vai Cair no Enem, realizado na UNINASSAU (Centro Universitário Maurício de Nassau) Dorotéias.

 O evento contou com a participação dos professores Ricardo Rocha, de matemática, Cassia Oliveira, de biologia, Paulo Sá, de história e Felipe Rodrigues, de redação e foi apresentado pelo jornalista Nathan Santos e a influenciadora digital Thaliane Pereira.

##RECOMENDA##

O primeiro a subir no palco foi o professor de matemática Ricardo Rocha, conhecido como Ricardinho. Ele trouxe formas de responder mais rapidamente aos quesitos e revisou com os estudantes temas como cilindros e poliedros.

Em seguida a professora Cássia Oliveira apresentou temas referentes ao assunto ecologia, aposta certa para a prova de biologia. Ela pediu atenção sobretudo para os problemas ambientais que podem ocasionar mudanças na fauna e na flora.

A terceira aula ficou a cargo do professor de história Paulo Sá. Ele fez uma rápida contextualização sobre a primeira guerra mundial e as consequências dela no mundo. Ainda respondeu perguntas importantes da plateia como o papel do Brasil na segunda guerra.

Por fim, Felipe Rodrigues apresentou aos estudantes cearenses formas de desenvolver uma boa redação. Sempre lembrando para que tenham cuidado com os excessos de citações, com a conclusão, com a repetição de palavras e a gramática.

Para ter acesso às apostilas com os assuntos abordados baixe nos links abaixo

Matemática

Biologia

História

Redação

No próximo sábado (28), o Aulão do Vai Cair no Enem chega em Salvador. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas Clicando aqui.

Confira as próximas datas

19/10: UNIVERITAS Rio de Janeiro - Clique aqui e se inscreva de forma gratuita

26/10: UNINASSAU Recife (Graças, Bloco B) - Clique aqui e se inscreva de forma gratuita

Confira o aulão de Fortaleza na íntegra 

[@#video#@]

O aulão do Vai Cair no Enem em Fortaleza foi finalizado com as dicas de redação do professor Felipe Rodrigues. Durante toda a manhã deste sábado (21), os estudantes que vão fazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médio tiveram a oportunidade também de revisar conteúdos de matemática, biologia e história.

Foram muitas dúvidas respondidas pelo professor Felipe Rodrigues. Contudo, a mais recorrente era em relação à conclusão do texto da redação. O docente expôs aos participantes suas percepções como avaliador e fez diversas sugestões de como eles podem proceder para conquistar uma boa nota.

##RECOMENDA##

A principal delas: “Não encham o texto com coisas de fora, eu quero ver vocês falando”, voltado às citações na prova. O docente fez questão reiterar a necessidade de demonstrar repertório sociocultural por meio de dados, fontes oficiais e autores renomados, sem exagerar. Uma preocupação repassada na ocasião por Rodrigues é o fato de na intervenção final os candidatos sugerirem a criação de novas leis. Segundo ele nessa hora é preciso cautela, até para saber se a legislação de fato é inexistente. A sugestão dele é trocar a ideia de criar por ‘fiscalizar, aumentar o rigor ou maior transparência’.

Outra orientação fundamental do professor no aulão foi a manifestação política e ideológica no texto. Para ele, a redação não é o espaço para isso, onde o ponto de vista crítico precisa estar baseado em algo ou alguém e não nas nossas percepções pessoais.

Por fim, a hora mais aguardada: a aposta para o tema da redação do Enem 2019. Felipe Rodrigues disse acredita que podem aparecer temas de concordância geral, como questões de saúde e ambientais. Em saúde ele acredita na cobrança de temática relacionada à saúde mental, com males como depressão, ansiedade; já para o viés ambiental o professor discorda que os problemas da Amazônia possam vir este ano, no entanto deixou a sugestões para utilizar o assunto como exemplo. Com este tema ele acha mesmo que o lixo, seja o convencional ou o eletrônico, podem aparecer.

Perdeu alguma aula de hoje? Confira o vídeo completo

[@#video#@]

No dia 29 de setembro o aulão do Vai Cair no Enem chega a Salvador na Bahia. Para se inscrever basta clicar aqui. É gratuito.

Após matématica e biologia, a terceira aula do Vai Cair no Enem em Fortaleza é de história, ministrada pelo professor Paulo Sá. O tema principal desta manhã de sábado (21) foi o contexto que levou à Primeira Guerra Mundial, Tratado de Versalhes e as consequências do pós-guerra.

Os estudantes mostraram-se atentos aos temas abordados pelo docente, que explicou de maneira simples os desdobramentos do conflito. Ele fez questão de salientar que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) pode trazer o termo ‘A grande guerra’ para falar da primeira guerra mundial.

##RECOMENDA##

Explicou como alguns países entraram na guerra, a exemplo dos Estados Unidos, que tinham interesses econômicos envolvidos, principalmente em relação à exportação de produtos para a Europa, devastada. Houve espaço também para a crise de 1929 e a repercussão em diversos outros lugares do mundo, como no Brasil, com os problemas na importação do café para os EUA, padecendo com a quebra da bolsa. Outros temas abordados foram os regimes totalitários, como nazismo e fascismo.

Mais uma vez os estudantes participaram e fizeram perguntas. Uma delas pode ser a dúvida de muita gente no momento: como a ditadura militar pode ser abordada este ano no Enem. Conforme Paulo Sá, O Enem tem um caráter de estar ligado ao governo que o produz. “O que nós queremos é que no Enem se mantenha em caráter de ciência. É um período que tem que ser visto de maneira crítica e muito questionada”, respondeu o docente.

 Por fim ele deixou uma dica para que as pessoas nesta reta final tenham cuidados, além do conteúdo, com o psicológico. “Continuem estudando, assistam nossas aulas, mas tirem um tempo para descansar, cuidem da alimentação e mantenham a cabeça em ordem”, concluiu.

O aulão do Vai Cair no Enem ainda vai ter a participação do Professor Felipe Rodrigues com aula de Redação. Confira ao vivo no Instagram e no Youtube.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando