Tópicos | Rio de Janeiro

Tânia Mara e Jayme Monjardim curtiram o sábado (16) na companhia da filha Maysa, de nove anos de idade. O ex-casal anunciou a separação em outubro de 2019, após 12 anos juntos e um ano de casados oficialmente.

Maysa já mostrou em suas redes sociais que seus pais continuam com uma boa relação, sempre próximos da filha.

##RECOMENDA##

Os três comemoraram os nove anos da filha em outubro, com uma festa temática inspirada na cantora Ariana Grande.

A 8ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro negou pedido de habeas corpus para Rafael Gomes da Costa, um dos suspeitos de construir e vender prédios que desabaram na comunidade da Muzema, no Itanhangá, zona oeste do Rio. Os prédios foram construídos sem habite-se e não tinham engenheiro assinando a obra. Em 12 de abril deste ano, o desabamento de dois prédios na Muzema, após forte chuva, matou 24 pessoas.

No pedido de soltura, a defesa de Rafael alegava que ele estava sofrendo constrangimento ilegal pela longa duração da prisão – ele foi preso em maio – e que seu estado de saúde inspirava cuidados.

##RECOMENDA##

Na decisão, o desembargador Claudio Tavares de Oliveira Junior ressaltou que os laudos médicos comprovaram a melhora do suspeito. “No caso em exame, dúvida não há de que a juíza vem se mostrando atenta ao estado de saúde do paciente, em favor de quem já determinou diversas medidas urgentes para lhe garantir um atendimento médico adequado à sua enfermidade, inclusive com o fornecimento de medicamentos e insumos necessários ao seu bem-estar, além da expedição do ofício ao diretor do hospital responsável pelo tratamento”, diz o desembargador na decisão.

“Soma-se a isso a melhora apresentada pelo paciente, que restou atestada por laudo médico e diversos documentos juntados aos autos originários, o que evidencia que a prisão cautelar não configura uma medida que possa privar o paciente de um tratamento médico adequado”, acrescentou o magistrado.

O desembargador Claudio Tavares destacou ainda a gravidade dos indícios de crimes dos quais Rafael é acusado com outros réus. “Segundo a denúncia, recaem indícios de que o paciente e os dois corréus teriam concorrido eficazmente para a prática de 24 delitos de homicídio qualificado e três crimes de lesão corporal gravíssima, decorrentes do desabamento dos edifícios 93-B e 93-C da comunidade da Muzema.”

 

Ludmilla teria se envolvido em uma baita confusão na última terça-feira (12). Segundo o colunista Leo Dias, a cantora constrangeu uma funcionária de uma boate no Arpoador, no Rio de Janeiro, após ser chamada de nojenta por uma outra pessoa.

A cantora teria chegado ao local com um grupo de amigos e, logo na entrada, uma pessoa que estava na fila teria perguntado quem era a artista que estava chegando. Em resposta, uma pessoa, sem ter a identidade revelada pela publicação, respondeu: "É a nojenta da Ludmilla".

##RECOMENDA##

Nesse momento, uma amiga de Ludmilla teria visto a situação e associado que o xingamento partiu da funcionária responsável pelo caixa da boate, que fazia o cartão dos clientes. Já dentro da boate, Ludmilla teria ficado por cerca de três horas, quando na hora de deixar o local, foi tirar satisfação com a funcionária da boate que teria a ofendido. De acordo com a publicação, a funkeira pegou o celular, digitou a palavra nojenta e esfregou, literalmente, na cara da funcionária, que teria chorado devido ao constrangimento.

A assessoria de imprensa de Ludmilla não comentou o assunto, no entanto, esclareceu ao jornalista que a cantora não se enganou quanto a responsável pela ofensa, afirmando ainda que a artista não esfregou nenhum celular no rosto da suposta funcionária, mas apenas mostrando o significado da palavra nojenta e, reforçando educadamente, sobre a importância de ter respeito.

A boate também emitiu nota ao colunista e lamentou o ocorrido, afirmando que sempre estará de portas abertas para receber Ludmilla.

No dia 14 de março de 2018, dia do assassinato da vereadora Marielle Franco e Anderson Gomes, o gabinete do então deputado Jair Bolsonaro havia comprado duas passagens aérea com destino ao Rio de Janeiro. Isso é o que registra o Portal da Transparência da Câmara dos Deputados.

##RECOMENDA##

O possível envolvimento do presidente Jair Bolsonaro no caso da vereadora Marielle Franco voltou ao debate nesta quarta-feira (13), depois que o deputado David Miranda (Psol) resgatou o tuíte de uma jornalista afirmando que Bolsonaro teria voltado mais cedo no dia 14 de março de 2018, mesma data do assassinato da vereadora. 

[@#video#@]

Esse tuíte põe em dúvida a negativa de Jair Bolsonaro sobre a afirmação do porteiro, em depoimento, que afirma ter ouvido a voz de "Seu Jair" no interfone. Foi nesse momento que um dos acusados entrou no condomínio onde mora o presidente, dizendo que iria para a casa da família Bolsonaro.

LeiaJá também

-> Marielle: MP-RJ interpela ex-ministro sobre investigação

O governo do estado do Rio de janeiro autorizou, por meio de despacho no Diário Oficial da União (DOU), publicado na manhã desta segunda-feira (11), a abertura do novo concurso público que visa admitir 864 profissionais para sete cargos da Polícia Civil. O edital deve ser publicado em breve.

De acordo com a autorização, as vagas serão distribuídas em: 47 oportunidades para o cargo de delegado; 54 vagas para perito legista; 20 vagas para perito criminal; 12 vagas para auxiliar de necropsia; 597 vagas para inspetor de polícia; 118 vagas para investigador policial.  Os salários poderão chegar a R$ 10,3 mil a depender da função.

##RECOMENDA##

O último edital da Polícia Civil do Rio de Janeiro foi lançado em 2013. Na época, a banca responsável pelo certame foi o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC). A banca organizadora deste concurso ainda será definida.

Os candidatos do certame deverão passar por duas fases da seleção, na qual a primeira consiste na aplicação de provas com questões de conhecimentos específicos, português e matemática, além de exame médico, exame psicotécnico e prova de capacidade física. A segunda fase será composta por um curso de formação que será detalhado no edital.

O Flamengo repudiou por meio de uma nota as agressões que aconteceram dentro e fora do Engenhão envolvendo a torcida do Flamengo e a do Botafogo no jogo desta quinta-feira (7). O rubro-negro publicou o comunicado nesta sexta-feira (8) através das redes sociais.

O Clube de Regatas do Flamengo repudia os atos de violência praticados na noite de ontem (07.11). É inadmissível a paixão do torcedor perder espaço para a intolerância desportiva, tanto dentro quanto fora dos estádios", afirma.

##RECOMENDA##

“Vestir a camisa do clube que ama não pode ser sinônimo de medo, e sim de orgulho. O Clube espera que as autoridades competentes identifiquem e punam os responsáveis pelas cenas de agressão, covardia e vandalismo. #CRF", completa o comunicado do clube rubro-negro. 

[@#video#@]

Franciane Moizes Pedro, vítima de feminicídio em Miracema-RJ, foi obrigada a assistir a vídeos do companheiro Gutemberg Xavier Alves, que é soropositivo, fazendo sexo com outras mulheres, comer fezes e tatuar 'Gutemberg, eu te amo!". Os relatos foram feitos à Polícia Civil, que continua em busca de Gutemberg, foragido desde a data do crime. As informações são do G1.

 O corpo de Franciane foi encontrado em uma área de mata na cidade de Palma-MG em outubro. Segundo a polícia, o corpo estava esquartejado e incendiado.

##RECOMENDA##

 O delegado do caso já ouviu 20 pessoas no inquérito. Já existe um mandado de prisão preventiva expedido contra Gutemberg, mas ele está foragido.

A vítima teria relatado a parentes e amigos que o suspeito obrigou que ela fizesse uma tatuagem com a frase 'Gutemberg, eu te amo!'. Em outra oportunidade, ele teria tentado enforcá-la com uma corda.

 No período em que a vítima ainda estava desaparecida, a polícia fez escavações no quintal de sua casa e encontrou um pano com marcas de sangue e mau cheiro. O suspeito teria ficado desconfiado após prestar depoimento na delegacia, retirando o corpo do local.

 Câmeras de segurança registraram o suspeito e um homem, com transtorno mental, deixando a casa com sacolas onde estavam as partes do corpo de Franciane. A polícia concluiu que Gutemberg enganou o homem afirmando se tratar de restos mortais de um cachorro.

A funkeira Ludmilla e sua namorada, Brunna Gonçalves, estão dando um novo passo na relação. O casal decidiu dividir o mesmo teto e Brunna já organizou toda sua mudança com destino à mansão da amada, localizada no Rio de Janeiro. A novidade foi compartilhada pela própria dançarina nas suas redes sociais. 

Demonstrando estar muito feliz, Brunna fez um vídeo no seu quarto contando aos fãs que eles não a veriam mais naquele espaço. "Se antes vocês quase nunca me viam aqui nesse lugarzinho, agora vai ser mais difícil ainda porque eu acabei de tirar tudo do meu quarto. Porque eu estou indo morar adivinhem onde? Onde eu já morava né, gente. Agora só é oficial, porque estou levando minhas roupas e não preciso ficar vindo buscar roupas para voltar. É isso aí, estou indo morar com o amor da minha vida", disse. 

##RECOMENDA##

Recentemente, Ludmilla e Brunna surgiram nos stories do Instagram falando sobre os planos de aumentar a família. A cantora disse que sonha em ser mãe e que deseja ter sete filhos. A namorada logo se assustou com o número e a funkeira explicou. "Você vai ter quatro e eu três". 

O vereador do Rio de Janeiro, Marcelino D´Almeida (PP), por ser o número 24, que no jogo do bicho é atribuído ao animal veado, se recusou a votar na sessão de votação sobre a Linha Amarela. O caso aconteceu nesta última terça-feira (5). Atitude fez com que a Câmara dos Vereadores do Rio criticasse a atitude do parlamentar.

O presidente da Comissão de Ética da casa, Fernando William (PDT), diz que vai conversar com o vereador Marcelino sobre a atitude. "Eu acho um ato infantil, para ser mais claro. O legislativo é exatamente o equilíbrio, o respeito à diversidade", declarou Fernando. Ele ainda repudiou a declaração de Marcelino. "Uma decisão infeliz, não há razão disso", completou o pedetista.

##RECOMENDA##

De acordo com as informações do G1, a votação precisou ser nominal porque os terminais da Câmara apresentaram problema. A solução foi colher os votos como era feito antigamente, nome a nome. Depois de 23 votos na sessão, Marcelino D´Almeida se recusou em ser o vigésimo quarto. O regimento interno prevê que o vereador presente à sessão não pode abrir mão de votar.

O Ministério Público do Rio retomará, nesta quarta-feira (6), as investigações do caso Marielle Franco. A Procuradoria Geral de Justiça fluminense recebeu de volta nesta terça os autos da investigação que estavam com a Procuradoria-Geral da República. O encaminhamento à esfera federal ocorrera porque o presidente Jair Bolsonaro tinha sido citado e tem prerrogativa de foro.

Só o Supremo Tribunal Federal (STF) pode julgá-lo. Como a PGR arquivou a apuração relativa a Bolsonaro, a Procuradoria Geral de Justiça do Rio agora voltará a investigar informações dadas por um porteiro do condomínio Vivendas da Barra - desde que não citem o presidente.

##RECOMENDA##

Segundo o Jornal Nacional, da Rede Globo, revelou na terça-feira (29), um porteiro do Vivendas anotou em um livro da portaria que Elcio Queiroz, um dos acusados de matar Marielle e o motorista Anderson Gomes, esteve no condomínio em 14 de março de 2018. Nesse dia, Marielle seria morta, à noite. A anotação diz que Elcio pediu para ir à casa 58. Em dois depoimentos, um porteiro afirmou ter telefonado e obtido autorização de "Seu Jair". Então deputado, Bolsonaro estava naquele dia em Brasília. No dia 30, após exame nos áudios das ligações da portaria, promotoras desmentiram o empregado tinha mentido. Uma gravação mostrava que quem liberou a entrada foi Ronnie Lessa, outro acusado, na casa 65.

O MP descobriu a anotação da visita de Élcio depois que a mulher de Ronnie, Elaine Lessa, foi presa, em 3 de outubro. Esse documento já estava nos autos, mas ainda não tinha sido notado pelos investigadores. Elaine tinha no telefone celular uma foto da planilha. A informação chegou à cúpula da PGJ em 8 de outubro e, após uma reunião no dia 9, a Subprocuradoria de Assuntos Institucionais do MPRJ foi acionada. No dia seguinte, as promotoras Simone Sibílio do Nascimento e Letícia Emile Petriz, que cuidam do caso, foram ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli. A Corte receberia os autos e, dias depois, os CDs com as gravações das comunicações entre os porteiros e as casas no Vivendas.

Àquela altura, o MP já tinha encaminhado as gravações para seus analistas da Coordenadoria de Segurança e Inteligência. Como não tem foro para investigar o presidente, o Ministério Público não poderia tratar, nesse trabalho, de nada relativo à casa 58, de Bolsonaro, mas apenas da casa 65, onde morava Lessa antes de ser preso. O exame foi feito no dia 30 e apontou que a voz que autorizou Élcio a entrar é a de Ronnie. Agora, depois que a PGR concluiu que não há nada que envolva Bolsonaro e devolveu o material à PGJ, os promotores do Rio retomarão as investigações sobre as declarações do porteiro. Juridicamente, antes que os autos voltassem ao Rio, o MP fluminense não podia agir em relação a ele, que estava "vinculado" à investigação de Bolsonaro.

Apesar da repercussão negativa, o MP do Rio considera que a planilha e a gravação são provas relevantes para resolver o caso Marielle. Elas vinculam, materialmente, Élcio e Lessa, presos desde março. Falta agora descobrir o motivo e quem ordenou o duplo assassinato.

Depois da votação pela encampação da Linha Amarela, ocorrida nesta terça-feira (5), os vereadores do Rio de Janeiro voltam suas atenções para outro pedágio da capital fluminense, o da Transolímpica, via construída especialmente para os Jogos Olímpicos de 2016. Além de discursos no Plenário neste sentido, alguns parlamentares deixaram claro que uma questão está ligada a outra e se mobilizam para iniciar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Transolímpica.

“Já existe uma proposta de CPI para ela. Ainda não teve assinaturas suficientes, mas acredito que, a partir da votação de hoje, se consiga um número de assinaturas para que ela possa se viabilizar. A proposta é do vereador Brizola Neto [PSOL] e eu estou encampando a ideia e tentando ajudar a conseguir as assinaturas necessárias”, disse o vereador Fernando William (PDT), que foi presidente da CPI da Linha Amarela.

##RECOMENDA##

Para a vereadora Teresa Bergher (PSDB), a Câmara agora deve se debruçar sobre a questão da Transolímpica, pois só uma CPI poderá trazer informações estratégicas sobre o número de veículos que trafegam na via e o lucro da empresa concessionária.

“A Transolímpica já devia estar sendo discutida aqui também. Afinal de contas, o pedágio é exatamente no mesmo valor, de R$ 7,50, e tem duas praças de pedágio. Está na hora de se rever isso também, de se fazer uma análise profunda dessa concessão. Essas concessões normalmente são caixas-pretas e só agora, através dessa CPI que fizemos na Câmara, nós tivemos acesso a informações que antes eram totalmente desconhecidas”, disse Teresa Bergher.

O presidente da Câmara, vereador Jorge Felippe (MDB) disse que a iniciativa de se trazer o assunto à Casa deve ser do Poder Executivo, assim como foi com a Linha Amarela.

“Eu acho que é uma questão que o prefeito deve propor à Câmara. Eu também acho exorbitante o valor do pedágio da Transolímpica, como o da Linha Amarela. Basta cotejar com o que ocorre hoje na Ponte Rio-Niterói [que custa R$ 4,30, pago em um único sentido]. Você vê, flagrantemente, o exagero na cobrança desses pedágios na cidade do Rio de Janeiro”, disse Jorge Felippe.

A Transolímpica tem 26 km de extensão e liga a Barra da Tijuca e o Recreio dos Bandeirantes à Magalhães Bastos e Deodoro. Foi criada para ligar dois pólos de eventos dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016: o Parque Olímpico da Barra e o Parque Olímpico de Deodoro.

A empresa Viario, que explora a Transolímpica, foi procurada, por meio de sua assessoria, mas até a publicação desta matéria ainda não havia se posicionado. A Viario é composta pelas empresas CCR, com 66,66% do capital, e a Invepar, com 33,34%. A Invepar também está presente na Linha Amarela, com 100% do capital, assim como no Metrô Rio, também com 100%, e no VLT do Rio de Janeiro, com 24,8%, entre outras concessionárias de rodovias pelo país.

 

Muitas situações inesperadas podem acontecer no caminho para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). No momento em que a maioria dos estudantes estava correndo e com medo de se atrasar, a jovem Alana Luizi Martins encontrou um novo amigo: um cachorrinho que estava sendo doado em uma praça; diante da circunstância, o cão foi batizado de "Enem".

Alana está no ensino médio e ainda não decidiu se cursará medicina ou enfermagem. No último domingo (3), ela estava indo fazer a prova do Enem pela primeira vez. No caminho para a Escola Municipal General Carlos Caetano Miragaya, na Taquara, Zona Oeste do Rio, a jovem viu uma mulher doando cães em uma praça. Mesmo faltando pouco tempo para a prova, ela parou para fazer carinho em um dos filhotes, o último que havia restado, e acabou se encantando pelo bichinho. 

##RECOMENDA##

Após publicar uma foto do animal em um grupo do Facebook, a jovem decidiu que o nome do cachorrinho seria "Enem". De acordo com informações do jornal 'O Globo', ter adotado o animal atrapalhou um pouco o desempenho de Alana na prova, mas ela não se arrepende. 

“Ele foi o único que sobrou. Ninguém o queria porque ele estava sujo e com pulguinhas. (...) Atrapalhou um pouco, estava bem desconcentrada. Minha mãe surtou na hora, mas depois tirou várias fotos com ele, falando que parecia um carneirinho. Ele marcou meu dia. Nem lembro da prova direito, do nervosismo... Esse dia vai ficar marcado por causa do Enem [o cachorro]”, contou a jovem, que mora com a avó, uma tia e um primo.  

A escolha do nome do mascote, de acordo com Alana, se deu pela situação inusitada na qual decidiu que levaria um novo amigo para casa. “Eu achei tudo a ver também porque foi o meu novo presente, meu Enem”, disse a estudante.

LeiaJá também

--> Enem: candidata sonha com tema da redação e acerta

-->  Fé pode te ajudar a fazer uma boa prova do Enem

--> Acha que foi mal no primeiro dia do Enem? Há esperança

No primeiro semestre de 2020, Animais Fantásticos 3, derivado da saga Harry Potter, começará a alinhar a produção do filme. Previsto para estrear nos cinemas só em 2021, o longa terá uma história que irá se passar no Brasil.

De acordo com o site Deadline, o Rio de Janeiro foi a cidade brasileira escolhida para ser ambientada na ficção cinematográfica. Não foi informado se as filmagens serão realizadas no Rio ou em estúdio. A atriz Jessica Williams, que teve uma pequena participação em Os crimes de Grindelwald, de 2018, terá um destaque maior na nova sequência do filme. 

##RECOMENDA##

A terceira parte da saga será dirigida novamente por David Yates. J. K. Rowling, a escritora dos livros, vai assumir o roteiro ao lado de Steve Kloves. Os dois filmes da saga arrecadaram nas bilheterias US$ 1,47 bilhões.

O Dia de Finados hoje (2) é marcado com um pedido de paz para os moradores do Rio de Janeiro. O evento ocorre no Crematório e Cemitério da Penitência, no bairro do Caju, localizado na zona portuária da cidade.

As ações da campanha Paz pelo Rio começaram às 8h. A programação conta com um pedido de paz para o Rio de Janeiro. No mês de setembro, houve um aumento de 44% no número de mortos por arma de fogo na capital fluminense, em comparação ao mesmo período do ano anterior, de acordo com a organização Fogo Cruzado.

##RECOMENDA##

O gerente administrativo do Crematório e Cemitério da Penitência, Alberto Brenner Júnior, disse que o combate à violência na cidade passa por uma análise profunda que envolva toda a sociedade fluminense. “O Rio clama por paz. Precisamos jogar um holofote sobre essa questão e fazer um resgate histórico e cultural da cidade que já foi a capital do país”.

A programação começou com um ato religioso, celebrado pelo Padre Pedro Paulo. Em seguida, a Orquestra Maré do Amanhã, da comunidade do Complexo da Maré, fez uma apresentação. Uma faixa, colocada verticalmente no prédio do crematório, pedia paz.

Um painel foi montado para que os visistantes escrevam seus desejos, completando a frase “Antes de morrer eu quero...”, tirem fotos e publiquem nas redes sociais com a #antesdemorrereuquero. Durante todo o sábado, estão previstas apresentações de violinistas e performance de estátuas vivas.

Além das tradicionais missas de hora em hora, os cemitérios do Rio de Janeiro terão neste Dia de Finados, cultos evangélicos e afro-brasileiros e atividades com música.

O Cemitério Parque Jardim da Saudade, em Sulacap, na zona oeste, vai ganhar um monumento em homenagem ao Cristo Redentor. A benção será dada pelo cardeal arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta. No São João Batista, em Botafogo, na zona sul, a programação conta com música instrumental durante o dia.

 

 

A Polícia Militar do Rio de Janeiro encontrou três fuzis dentro de um poste na comunidade da Serrinha, Zona Norte da capital. O armamento foi descoberto durante operação realizada na quinta-feira (31).

A corporação divulgou um vídeo mostrando o policial usando uma ferramenta para quebrar o poste e alcançar as armas. De acordo com a PM, as armas são um mosquetão 7.62 mm, um ArmaLite AR-10 7.62 mm e um Colt 5.56 mm.

##RECOMENDA##

Segundo comunicado, houve confronto durante a operação, mas ninguém ficou ferido. Também não foram efetuadas prisões.

[@#video#@]

 

O casal de ex-governadores do Rio de Janeiro Rosinha Matheus e Anthony Garotinho foi solto na noite dessa quinta-feira (1º). Eles deixaram a cadeia um dia depois de serem presos, por decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes.

Apesar da soltura, Mendes impôs medidas cautelares, como proibição de contato com outras testemunhas, proibição de sair do país sem autorização judicial, entrega dos passaportes e comparecimento mensal à Justiça.

##RECOMENDA##

O casal é acusado de fraudes em contratos celebrados entre a prefeitura de Campos dos Goytacazes, no norte fluminense, e a construtora Odebrecht para a construção de casas populares, durante os dois mandatos de Rosinha como prefeita da cidade, entre 2009 e 2016.

Eles haviam sido presos inicialmente em setembro, por decisão da 2ª Vara Criminal da Comarca de Campos dos Goytacazes, mas foram soltos no dia seguinte, pelo desembargador Siro Darlan, durante plantão judiciário.

Na última quarta-feira (30), foram presos novamente, por determinação da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, teve sua filiação ao Novo suspensa pela Comissão de Ética do partido. A determinação, em caráter liminar, de acordo com o Novo, foi tomada com base no trecho do estatuto que permite essa suspensão provisória até que haja o julgamento final do caso.

O Novo confirmou ao O Antagonista que Salles já não exercia nenhuma atividade partidária, nem tinha cargo dentro do partido. O pedido de suspensão de Salles foi feito pelo deputado estadual do Rio de Janeiro Chicão Bulhões. O ministro continua com o seu cargo no governo.

##RECOMENDA##

No próximo sábado (2), a zona oeste de São Paulo recebe pela primeira vez a Kilariô Afro Baile. Uma festa carioca, criada com objetivo de dar visibilidade a cultura negra. O evento promete reunir muito hip-hop, funk e black music no comando de DJs cariocas e paulistas.  

A festa foi criada em 2014 pelo produtor cultural Wes Silva, 28 anos, que queria encontrar a representação dos negros em um evento, onde todos pudessem se sentir à vontade em um lugar sem pré-julgamentos e preconceitos. “Antes de criar o Kilariô, eu estava em uma festa e convidei uma mulher para dançar, a resposta dela foi ‘eu não gosto de pretos’. Desde então, resolvi que iria criar um evento para que as pessoas negras interagissem e se divertissem sem se preocupar em passar por situações como essa”, lembra.

##RECOMENDA##

Depois de 17 edições na cidade maravilhosa, a festa já se tornou uma referência de diversão para o público negro e agora está expandindo suas edições. “Havia uma necessidade de transmitir a energia da festa para mais pessoas. Muita gente pedia uma edição em São Paulo”, comenta Silva.

O tema dessa edição é o “Afrofuturismo”, que busca criar imaginários positivos da população negra em relação ao futuro, resgatando raízes e levando a cultura negra para frente.

Para o criador do evento, trazer o evento, que já reuniu mais de 3 mil pessoas em uma edição, para São Paulo é sinônimo de muita empolgação. “É meu filho que está viajando para outro estado. É claro que existem riscos em termos de produção e público, mas a felicidade em estar levando nossa proposta para outro lugar é maior”, reflete Silva.

 

Serviço

Kilariô Afro Baile

Quando: 2 de novembro às 22h

Onde: Mary Pop - Rua Barão de Campinas, 375 - ao lado do metrô Santa Cecília

Ingressos pelo site a partir de R$ 20

 

Um acidente com um ônibus na serra de Petrópolis, na região Serrana do Rio, provocou a morte de duas pessoas na manhã deste domingo (27). O motorista, que não teve o nome divulgado pelo Corpo de Bombeiros, e a passageira Tamires Gomes, de 26 anos, faleceram em decorrência do acidente. De acordo com a corporação, o aviso do acidente, que ocorreu no quilômetro 96 da BR040, próximo ao pedágio de Xerém, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, chegou às 6h30.

Ainda conforme os bombeiros, as vítimas foram removidas para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes (HEAPN) e para o Hospital Municipal Doutor Moacir Rodrigues do Carmo (HMMRC). A Secretaria de Estado de Saúde (SES) do Rio de Janeiro informaram que 19 adultos e 7 menores deram entrada no HEAPN. Um dos adultos estava morto quando chegou à unidade hospitalar. Do total, três pessoas estão em estado de saúde grave, 16 apresentam estado de saúde estável e seis pacientes receberam alta hospitalar. Conforme a prefeitura de Duque de Caxias, o HMMRC recebeu 27 vítimas, a maioria com escoriações e fraturas. Os primeiros atendimentos na pista foram prestados pela Concer, concessionária que administra a via.

##RECOMENDA##

Conforme a empresa, a descida da Serra passou a ser operada em meia pista para facilitar o trabalho das suas equipes de resgate e dos bombeiros. Diante da gravidade do acidente, os bombeiros precisaram enviar ao local ambulâncias de diversos quartéis e dois helicópteros para o transporte das vítimas para os hospitais.

A SES reforçou a rede de hospitais do estado com integração ao Corpo de Bombeiros para o trabalha de atendimento dos acidentados. “Os hospitais estaduais Alberto Torres (HEAT), Azevedo Lima (HEAL), Getúlio Vargas (HEGV), Carlos Chagas (HECC) e de Ortopedia e Traumatologia Vereador Melchiades Calazans (HTO Baixada) ficaram de prontidão para receber parte das vítimas, bem como pacientes de outras internações para liberar leitos e, assim, facilitar o atendimento das vítimas no próprio HEAPN”, acrescentou.

O Hemorio, órgão da SES, responsável por prestar assistência à rede de serviços de saúde do estado, disponibilizou bolsas de sangue para os hospitais que receberam vítimas do acidente. Por causa da gravidade do acidente, o Hemorio pediu à população para reforçar as doações hoje e ao longo da semana com objetivo de garantir o abastecimento das unidades e o atendimento adequado às vítimas.

Os passageiros do ônibus estavam vindo de Belo Horizonte e Conselheiro Lafaiete, em Minas Gerais, para passar o dia em Copacabana, no Rio de Janeiro. Em nota no seu perfil no Facebook, a Concer disse que informações preliminares indicavam que ao tentar a ultrapassem o ônibus bateu em um outro numa curva e acabou caindo em barranco às margens da pista.

O Bondinho do Pão de Açúcar, o primeiro teleférico instalado no Brasil e o terceiro no mundo, completou 107 anos. Considerado um dos mais belos pontos turísticos do Rio de Janeiro, o bondinho é uma atração para moradores e para quem vem de fora do estado ou de outros países.

Além disso, está instalado em um marco natural para navegadores que passam pela Baía de Guanabara, e geológico, uma vez que tem datações precisas da história da Terra. Como marco histórico, sua base foi o local em que Estácio de Sá fundou a cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro, em 1º de março de 1565.

Em 1909, foi fundada pelo engenheiro brasileiro Augusto Ferreira Ramos a companhia Caminho Aéreo Pão de Açúcar, que, em 1912, inaugurou o primeiro trajeto entre a Praia Vermelha e o Morro da Urca. No ano seguinte, foi inaugurado o segundo trecho, ligando o Morro da Urca ao Pão de Açúcar. No ano de 1972, o transporte se modernizou com a segunda geração do bondinho, que tinha cabines com novo design e duplicação de linhas.

A terceira geração do bondinho surgiu em 2008 e passou a contar com sistema digital de comando e potência, além de vidros fumê, antirreflexo e sistema de ventilação. Em 2016, o sistema passou novamente por revitalização e modernização.

##RECOMENDA##

Entre as curiosidades divulgadas no site do bondinho, está a informação sobre a origem do nome Pão de Açúcar, que tem diferentes versões históricas, uma das quais indica que o historiador Vieira Fazenda acreditava que os portugueses deram esse nome ao morro por causa da sua semelhança com uma forma, feita de madeira ou metal, usada para armazenar os blocos de açúcar que eram transportados para a Europa.

Programação

As comemorações dos 107 anos do bondinho duraram dois dias. No sábado (26) foram abertas as exposições Fio que Nos Une e Carioquíssima, que permaneceram o fim de semana, com gastronomia, moda, decoração e atividades infantis e apresentação do Samba de Santa Clara. Hoje a programação incluiu a apresentação do Coral Diversus e os parabéns, com bolo distribuído ao público. Os ingressos variam de R$ 29 a R$ 220, dependendo do tipo de atividade escolhida, com bilhetes de somente visitas aos morros ou com direito a passeios ecológicos ou tour histórico ou de bastidores.

Para cariocas e moradores do Rio e do Grande Rio, as tarifas são mais baixas: R$ 58 para adultos e R$ 29 para crianças de 6 a 12 anos. Quem está abaixo dessa faixa etária não paga.

As consultoras de venda de produtos de oncologia Valquíria Ribeiro, de São Paulo, e Sueide Souza, de Salvador, ambas de 46 anos, aproveitaram a vinda ao Rio para um congresso e visitaram o bondinho. Sueide já tinha feito o passeio, mas resolver levar a amiga, que ainda não conhecia o cartão-postal, valorizado pelo dia de sol forte e céu azul. “Fantástico, sensacional”, disse Valquíria.

“A gente ainda teve a grata surpresa de pegar o aniversário de 107 anos do Pão de Açúcar, com uma festa superlinda, com apresentação de coral. Comemos o bolo, tiramos fotos”, completou Sueide.

A visita ao bondinho foi mais uma etapa das atividades que prepararam para este domingo. “A gente veio a trabalho e, como ia ter o dia livre, a gente correu de manhã, no Monumento dos Pracinhas, em uma corrida de rua, e depois veio para o passeio”, disse Valquíria. Afirmando que aproveitou bem o tempo de folga, Valquiria acrescentou:  “Ainda tem mais. Eu vou voltar, mas este meio período foi bem aproveitado. Amei, vou voltar e trazer meus filhos.”

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando