Tópicos | Redes sociais

Uma sala de guerra para defender a Previdência, um estúdio de TV no gabinete para transmissões ao vivo em mais de 30 canais nas redes sociais, uma fábrica de 'meme' pronta para viralizar um discurso ou um bate-boca. A renovação política impôs uma nova maneira de deputados e senadores se comunicarem no Congresso.

O objetivo é o mesmo: vencer a guerra da narrativa política na internet. Dos R$ 10 milhões usados desde fevereiro pelos 513 deputados de suas cotas parlamentares para divulgação de atividades, metade foi colocada em empresas ligadas à comunicação digital.

##RECOMENDA##

Uma das principais investidas no mundo virtual é o gabinete de inteligência da Previdência, que foi montado pelo governo no Parlamento. Em uma sala da liderança do Congresso, cinco técnicos do Ministério da Economia e uma especialista em comunicação acompanham, em tempo real, as discussões nas comissões e nos plenários na Casa, tentando captar temas que têm potencial de gerar debate nas redes. No fim do dia, o que se quer é ganhar a "guerra de versões", se a Previdência é boa ou ruim.

Um tópico recorrente nas discussões monitoradas pelo grupo, por exemplo, é a proposta de capitalização da Previdência. O governo quer um sistema que funciona como um tipo de poupança, na qual o trabalhador terá de economizar para garantir sua própria aposentadoria no futuro. Grupos contrários à proposta costumam utilizar o modelo chileno como exemplo para desqualificar a ideia.

Durante a sua participação na Comissão Especial da Reforma da Previdência da Câmara, o ministro da Economia, Paulo Guedes, foi confrontado sobre o tema. O deputado José Guimarães (PT-CE) declarou: "o Chile é hoje um país com uma legião de idosos pobres, é o país onde mais se comete suicídio." Foi o momento de o time virtual agir. Em pouco menos de uma hora, governistas já tinham às mãos estatísticas, dados, banners e imagens para divulgar em suas redes sociais e grupos de WhatsApp.

"A ideia é melhorar a comunicação. Quanto mais rápida e direta a resposta, menos impacto negativo teremos lá na frente", afirmou David Rebelo Athayde, coordenador geral de Economia e Justiça do Ministério da Economia, deslocado para atuar na equipe do gabinete de inteligência da Previdência.

Selfie

No Congresso Nacional, os celulares em punho se tornaram onipresentes, com parlamentares filmando discursos no plenário, registrando atos ou transmitindo entrevistas ao vivo. As fotos e vídeos vão direto para as redes sociais e para grupos de WhatsApp ligados aos parlamentares.

"É direto e rápido. Não tem mais intermediário", afirmou o senador Jorge Kajuru (PSB-GO), que conta com uma estrutura de 12 pessoas - sendo três nomeadas em seu gabinete - divididas em Brasília, Goiana e Rio de Janeiro para produzir conteúdos e alimentar 30 perfis do apresentador nas redes. No gabinete, ele grava cinco vídeos por dia em um estúdio montado com chroma-key e um mini camarim.

Em sua primeira votação na Casa, durante a escolha do presidente do Senado, em fevereiro, Kajuru propôs uma enquete a seus seguidores para decidir como votar. Após duas rodadas de questionamentos, optou pelo nome de Davi Alcolumbre (DEM-AP) para o posto.

Até mesmo reuniões a portas fechadas vão parar nas redes sociais, como foi o caso do encontro entre o presidente Jair Bolsonaro e deputados na entrega do pacote de mudanças no Código de Trânsito. Na última quarta-feira, Bolsonaro foi recebido no gabinete do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ). A imprensa não teve o acesso liberado, mas tudo o que se passava lá dentro pôde ser acompanhado ao vivo pelas páginas de alguns deputados, que filmavam o encontro e transmitiam em tempo real.

Redes

O uso das redes sociais como canal de interação com os eleitores ganhou outras proporções na atual legislatura - boa parte eleita mais com a ajuda das novas mídias e menos por meio de solas de sapato gastas nas tradicionais rodas políticas ou visitas a bases eleitorais.

Nascidos políticos nas redes sociais, jovens parlamentares como Tabata Amaral (PDT-SP), Kim Kataguiri (DEM-SP) e Marcel Van Hattem (Novo-RS) mantêm ativos seus berços virtuais. A deputada paulista tem uma equipe de comunicação composta por três pessoas que cuidam das redes. A prioridade é produzir formatos simples que agreguem conteúdo. Tabata gasta R$ 15 mil por mês da verba de gabinete com uma consultoria digital que apoia seu posicionamento estratégico, produção de conteúdo, monitoramento e trabalho de inteligência em redes, além de assessoria de imprensa.

Van Hattem tem um assessor de imprensa e editor de vídeo, que também filma e fotografa, para cuidar das redes. O líder do Novo abusa de produções curtas, editadas, com potencial de viralizar. Com dois funcionários formados em design gráfico, Kim Kataguiri (DEM-SP) tem um departamento de memes. A principal função da dupla é "monitorar" a atuação do parlamentar do DEM a fim de criar publicações em vídeo e imagens para as redes sociais.

Há duas semanas, uma cena chamou a atenção no Plenário da Câmara. Na votação da reestruturação ministerial do governo Bolsonaro, com plenário lotado, fotógrafos flagraram dezenas de deputados, a maioria do PSL, fazendo selfies e 'lives' durante a discussão da medida provisória que redefiniu o desenho da Esplanada dos Ministérios, reduzindo de 29 para 22 pastas.

No redesenho da MP, o governo sofreu uma derrota simbólica: os deputados tiraram o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do comando do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. Para os parlamentares da base do governo, no entanto, o mais importante naquele momento era justificar o resultado da votação 'para fora'.

"Tenho que responder aos meus eleitores, não para aqui", afirmou o coronel Tadeu, que admite ser mais importante estar nas redes do que debater no Congresso. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Uma das facções que comandam o tráfico de drogas no Rio de Janeiro proibiu que os presos relacionados à quadrilha postem fotos e vídeos dentro da cadeia. Conforme publicado pelo Extra, o comunicado do TCP - Terceiro Comando Puro - compartilhado no WhatsApp partiu de detentos do Presídio Jonas Lopes de Carvalho, conhecido como Bangu 4, no Complexo de Gericinó, na Zona Oeste da capital carioca.

De acordo com o aviso, quem publicar conteúdos em redes sociais será banido. A facção também proibiu roubo a pedestres, carros, ônibus e celulares. "Esses tipos de crimes covardes não serão permitidos pela facção", diz a mensagem.

##RECOMENDA##

Após a divulgação, 46 presos que estavam em Bangu 4 pediram transferência para o 'seguro', ou seja, solicitaram isolamento dos outros detentos. Tal pedido é feito por presos que alegam estar sofrendo ameaças, apontou o Extra.

A internet não perdoou a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, após a divulgação de um vídeo nas redes sociais no qual ela fala que crianças no Nordeste aprendem bruxaria nas escolas. A declaração foi dada durante palestra em uma igreja. “Está chegando no Nordeste o Manual Prático de Bruxaria para crianças a partir de seis anos de idade”.

A resposta dada pelos alunos do Nordeste à ministra foi feita em forma de memes e ironias sobre o assunto, que foram de Harry Potter nordestino até o “abrasileiramento” de piadas sobre filmes de bruxo. Confira:

##RECOMENDA##

[@#galeria#@]

Uma empresária, de 38 anos, decidiu casar consigo mesma, no próximo domingo (26), em uma praça pública de Santa Lúcia, localizada em Belo Horizonte, Minas Gerais. Com direito a vestido e buquê, a intenção da noiva é celebrar o amor próprio. O casamento será transmitido ao vivo, em uma rede social.

Jussara Couto decidiu realizar o casamento 'sologâmico' para externar às pessoas o amor por si mesma. Segundo a amiga, sócia e assessora da cerimônia Dani Cerqueira, "vai ser um casamento lindo. Teremos uma celebrante para comandar".

##RECOMENDA##

A Cerimônia

Ela já foi casada durante 13 anos, e tem uma filha. Maria Laura, de 21 anos, vai entregar o buquê de flores para a mãe, uma alusão às alianças. Depois, Jussara caminhará ao altar, onde vai formalizar os votos diante de um espelho. "Embaixo da cadeira de cada pessoa que estiver no casamento também terá um espelho, onde as pessoas vão ser convidadas a repetir os votos de amor próprio", explicou Dani Cerqueira.

Ao término da cerimônia, um DJ animará a festa para os convidados, que terão a oportunidade de comer o bolo de noiva. "Ela está vivendo o momento dela, que é de estar feliz sozinha. Mas, no futuro, ela pode se interessar por alguém e ter um novo relacionamento", explicou a sócia ao R7.

O Facebook anunciou nesta quinta-feira, 23, que removeu 2,2 bilhões de contas falsas entre janeiro e março de 2019 um número recorde para a empresa e que é ligeiramente menor que os 2,38 bilhões de usuários mensalmente ativos que a rede possui em todo o mundo. Os números fazem parte de um relatório global lançado nesta quinta-feira pela companhia; a partir de agora, os dados serão revelados trimestralmente pela empresa e incluirão outra de suas plataformas públicas: o Instagram.

"A saúde da rede social é tão importante quanto os balanços financeiros que soltamos, então faremos isso com a mesma frequência", disse Mark Zuckerberg, em chamada com repórteres nesta quinta-feira. "Entender a presença de conteúdo danoso ajudará empresas e governos a desenhar sistemas melhores para lidar com o tema."

##RECOMENDA##

Os dados chamam a atenção por serem substancialmente superiores aos números mais recentes divulgados pelo Facebook: entre outubro e dezembro de 2018, a empresa desativou 1,2 bilhão de contas falsas. No mesmo período em 2017, foram 694 milhões de contas. Os valores, claro, não são adicionados à conta total de usuários do Facebook, uma vez que os perfis falsos são desativados antes mesmo de serem adicionados à rede social, explicou o vice-presidente de análise de dados (analytics) do Facebook, Alex Schultz.

A empresa divulgou ainda que estima que 25 em cada 10 mil visualizações de conteúdo (vídeos ou fotos) violem as regras de violência e conteúdo adulto, não permitidos pela empresa na plataforma – desses, entre 11 e 14 a cada 10 mil visualizações são de nudez ou conteúdo de atividade sexual. O Facebook comentou também que está melhorando sua capacidade de detectar vendas ilegais dentro da plataforma, como drogas ou armas – no primeiro trimestre, os sistemas da empresa conseguiram detectar 83,3% das violações de vendas de droga e 69,9% das de vendas de armas de fogo, sem necessidade de moderação humana.

O Facebook acrescentou que "tomou atitudes" com relação a 19,4 milhões de peças de conteúdo no 1º trimestre deste ano – destas, 2,1 milhões passaram por "apelação" e 453 mil retornaram à rede após uma justificativa dos usuários ter sido aceita pela rede social.

Um produtor musical, de 33 anos, foi preso em flagrante na manhã desta terça-feira (21), após tentar abusar sexualmente de uma menina, de 11 anos, no município de Guarabira, no interior da Paraíba. O pai da vítima descobriu as conversas na internet através de outro filho. 

José Cirilo dos Santos fingiu ser um adolescente de 16 anos e começou a conversar com a vítima pelas redes sociais. Segundo a Polícia Civil, ele também enviou fotos íntimas e havia marcado um encontro com a criança. "Ele havia marcado um encontro com a criança no Centro de Guarabira, na manhã de hoje (21), mas o pai da menor foi informado dessa situação por outro filho e acionou a polícia, que prendeu o acusado em flagrante”, declarou o delegado Hugo Lucena.

##RECOMENDA##

Durante o interrogatório, José dos Santos negou a intenção de estuprar a menina e justificou que desejava apenas manter uma amizade. O pedófilo foi encaminhado para o presídio e a Polícia Civil apreendeu celulares e outros equipamentos para a perícia.

Com informações da assessoria

Nem só de redes sociais e polêmicas se faz o Facebook. A empresa de Mark Zuckerberg lançou, na última segunda-feira (20), três mapas digitais que devem ajudar organizações sem fins lucrativos e universidades que trabalham com saúde pública, a mapear e enfrentar surtos de doenças, além de alcançar comunidades vulneráveis com mais precisão.

Os mapas são divididos em densidade populacional com estimativas demográficas, movimento populacional e mapas de cobertura de rede. O intuito é entender onde as pessoas vivem, como se locomovem e se possuem conectividade. Mas engana-se quem pensa que essa coleta é feita apenas pelos dados disponibilizados na rede social da empresa.

##RECOMENDA##

Para realizar o projeto com precisão o Facebook utiliza imagens de satélite e dados de censos, resultado de diversas parcerias com universidades, ONGs e empresas públicas e privadas, para construir os mapas. Os Serviços de Localização da rede social, que fornece dados quando há o acesso aos perfis pessoais, também servirão para complementar os dados.

O resultado é o mapeamento não apenas da estimativa do número de pessoas que vivem nas localizações acessadas, mas também dados demográficos, incluindo o número de crianças menores de cinco anos, mulheres em idade reprodutiva e divisões por idade, gênero, etc. Para acessar os mapas de densidade populacional basta acessar a página Humanitarian Data Exchange.

A primeira fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas foi aplicada para 18,1 milhões de estudantes brasileiros nesta terça-feira (21). Candidatos que fizeram a prova amanheceram dividindo a ansiedade com os memes nas redes sociais, a sua maioria, sobre a dificuldade do exame.

[@#galeria#@]

##RECOMENDA##

Olimpíada

Ao todo, 54,8 mil escolas da rede pública participaram da primeira etapa do exame, que teve 2h30 de aplicação para a resolução de 20 questões da matéria de ciências exatas. Os alunos classificados farão a segunda fase da olimpíada no dia 28 de setembro. O resultado final será divulgado no mês de dezembro. Ao todo, 6,5 mil estudantes devem ser premiados.

LeiaJá Também:

--> Pré-vestibular gratuito da UPE oferece 11.520 vagas

--> Maioria dos inscritos no Enem ainda não pagou taxa: R$ 85

--> Professores de redação elencam os temas mais fáceis que já caíram no Enem

Reprodução/Instagram/@jardimzim05

##RECOMENDA##

A caminho do protesto contra o bloqueio de recursos na educação, realizado em Brasília, nessa quarta-feira (15), um policial militar publicou nas redes sociais que iria "brincar com os comunas", o que seria uma alusão aos estudantes. O Ministério Público do Distrito Federal (MPDF) pediu investigações e declarou que a fala do militar constitui "inequívoco discurso de ódio".

"E vamos todos para o extra na Esplanada brincar com os comunas", publicou o militar Rodrigo Jardim, junto com emojis de bomba e explosão. Na imagem, também é possível identificar que ele estava fardado e, aparentemente, dentro de um dos ônibus da corporação.       

Nesta quinta (16), a Comissão de Defesa dos Direitos Humanos, Cidadania, Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Legislativa do DF também pediu esclarecimentos sobre o comportamento do militar. A Secretaria de Segurança Pública do DF determinou que um procedimento administrativo seja aberto para analisar o caso, mas disse que a postagem não condiz com o padrão profissional da PM-DF, além de contrariar normas de conduta preconizadas pela secretaria. A Polícia Militar afirmou que a imagem "está sendo analisada", de acordo com o G1.

LeiaJá também

--> Protesto é ‘esquenta para greve geral’, diz liderança

--> Galeria: veja imagens de protesto contra corte na educação

--> Sintepe estima 50 mil manifestantes em protesto no Recife

O Facebook segue firme na decisão de combater conteúdos ofensivos em sua plataforma. A rede social publicou, nesta quarta-feira (15), uma mudança nas políticas para a restrição de transmissões ao vivo. A medida deve bloquear a opção do Facebook Live para qualquer pessoa que violar as regras da empresa e entra em vigor após os ataques terroristas na Nova Zelândia, ocorridos em março.

Antes, usuários que postavam conteúdos que violavam os padrões da comunidade via no Facebook Live ou em outro lugar tinham suas publicações removidas da plataforma, mas nenhuma sanção maior. Caso continuassem publicando conteúdos ofensivos eram impedidos de usar de usar a rede social por um determinado período de tempo e por fim banidos, em caso de infrações mais graves.

##RECOMENDA##

O que mudou

Agora a empresa irá aplicar uma política de “infração única” para restringir ainda mais rapidamente as lives. Qualquer pessoa que violar as políticas de convivência aplicadas à rede será impedida de usar o Live por um tempo determinado, começando por 30 dias, a partir da primeira violação.

A plataforma de Mark Zuckerberg planeja estender essas restrições para outras áreas, evitado que esses mesmos usuários criem anúncios na rede. O objetivo é diminuir o risco de abuso no Live, como o do ataque de Christchurch.

LeiaJá também

--> Atirador da Nova Zelândia vai responder por 50 homicídios

--> Facebook remove páginas que divulgavam fake news na Itália

--> Facebook: conteúdos de vídeos originais serão priorizados

O gigante americano das redes sociais Facebook escolheu Londres como sede mundial de suas atividades de pagamento on-line, que entrará em funcionamento em breve pelo WhatsApp - informou o aplicativo de troca de mensagens nesta quarta-feira (8).

"Estamos ansiosos para trabalhar com alguns dos melhores especialistas técnicos e operacionais em Londres e Dublin para levar o WhatsApp para sua segunda década", afirmou o diretor de operações Matt Idema, em um breve comunicado.

##RECOMENDA##

Segundo o jornal econômico britânico Financial Times, o WhatsApp aumentará seu quadro de funcionários em 25%, contratando cerca de 100 pessoas, principalmente em Londres, mas também em Dublin.

"Essas equipes vão nos ajudar a oferecer pagamentos por WhatsApp e outras funções", comentou Idema.

Este serviço deve permitir aos usuários do app fazer pagamentos do mesmo modo que agora se trocam mensagens, fotos e vídeos. Criado em 2009 e comprado pelo Facebook em 2014, o WhatsApp diz ter mais de 1 bilhão de usuários em mais de 180 países.

Facebook quer lançar seu sistema de pagamentos em vários países este ano. Privilegiou o Reino Unido, porque o WhatsApp é mais popular aqui do que nos Estados Unidos. Além disso, espera, segundo o Financial Times, encontrar em Londres pessoal procedente de diferentes países, em particular Índia, onde o WhatsApp é muito usado.

Este anúncio é uma boa notícia para a capital britânica, que tem grandes ambições em matéria de "fintech", ou tecnologia a serviço das finanças, e que tenta manter seu atrativo empresarial, apesar das incertezas que o Brexit provoca.

Vários gigantes do Vale do Silício anunciaram nos últimos três anos investimentos em Londres, entre eles Apple, Google, Facebook e Snapchat.

A capital britânica também acolhe muitas pequenas empresas de "fintech" como o banco on-line Revolut, ou a plataforma de transferências TransferWise.

O Facebook anunciou na última segunda-feira (6), algumas mudanças no alcance de suas publicações em vídeo. A intenção é dar maior visibilidade a conteúdos originais, limitando o alcance de propagandas que tenham intenção apenas de gerar número de seguidores para páginas, conteúdos duplicados e que tenham pouca informação.

De acordo com a empresa “os vídeos na nossa plataforma devem ser autênticos, duradouros e memoráveis”. Para isso, a rede social vai levar em consideração originalidade, visualização de comportamentos e atributos de vídeo, lealdade, intenção e engajamento de forma orgânica, ou seja, que o usuário tenha realmente interesse em comentar.

##RECOMENDA##

Vídeos com mais de um minuto que mantém o espectador assistindo até o final serão uma das prioridades da plataforma, que entrou em guerra contra o famoso “clickbait”, - anúncios ou conteúdos com chamadas sensacionalistas feitas para atrair o clique dos usuários.

O Facebook também deixa claro quais serão as restrições de alcance da página e dá dicas de como as marcas podem conseguir o alcance desejado, com escrever títulos e descrições claras, que correspondam com o que será apresentado na plataforma.

LeiaJá também

--> O futuro das redes sociais é privado

--> Facebook estuda moeda digital para pagamentos na rede

--> Seguindo o Facebook, YouTube anuncia novidades para marcas

A cobertura exclusiva da primeira entrevista dada pelo ex-presidente Lula desde a sua prisão levou o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), a assumir o posto de mais influente senador do país em mídias sociais.

Os vídeos da conversa de Lula com os jornalistas Florestan Fernandes Júnior e Monica Bérgamo, exibidos nas redes de Humberto, alcançaram mais de cinco milhões de pessoas pelo Facebook somente na sexta-feira (26), data em que foram exibidos, e acabaram reproduzidos até nas redes da ex-presidente Dilma Rousseff.

##RECOMENDA##

O alto alcance das postagens fez Humberto subir seis posições e colocou o senador petista no topo do ranking FSB Influência Congresso, que afere a performance dos parlamentares nas redes sociais.

O líder do PT, que cresceu quase 20 pontos percentuais, derrubou outros senadores com alto número de seguidores, como Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente da República Jair Bolsonaro (PSL); o líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP); e o líder do PSB, Jorge Kajuru (GO).

"Nossas mídias sociais são um importante instrumento político de comunicação e interação com a população. Elas servem à difusão de conteúdo de qualidade e como mecanismo de informação aos nossos seguidores, para que acompanhem o nosso trabalho, a nossa atuação e fiscalizem as ações do governo", afirmou Humberto Costa.

Em Goiás, policiais Civis da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública (Dercap) prenderam, na terça-feira (30), Robson Alves, investigado por práticas de vendas de diplomas e certificados falsos de todos os níveis. As vendas eram feitas nas redes sociais. O investigado também foi atuado pelos crimes de falsificação de documento público e falsificação ideológica.

Robson foi investigado pela polícia durante seis meses, desde quando foram anunciadas nas redes sociais as vendas de certificados ilícitos. A polícia continua a investigação para identificar se há mais envolvidos no caso. Até então não se sabe quantos documentos inverídicos foram colocados em circulação.

##RECOMENDA##

Após identificar mais de 200 milhões de perfis com o status “solteiro” em sua rede social, os desenvolvedores do Facebook, resolveram criar um recurso dentro da rede social para ajudar na paquera. O Facebook Dating vem com a proposta de unir pessoas com os mesmos interesses para que possam, enfim, começar um relacionamento. Aparentemente, uma versão mais romântica do Tinder e de outros apps de relacionamento já conhecidos.

É possível descobrir matches com pessoas dos grupos que o usuário faz parte, ou que marcam presença nos mesmos eventos, além do bom e velho amigos de amigos. Para aqueles em que o fruto de interesse já faz parte do círculo de amizades há o Crush Secreto, um recurso que permite demonstrar interesse por até nove pessoas da sua lista de amigos.

##RECOMENDA##

Se os “crushes” que estiverem no Dating receberão uma notificação de que alguém tem uma queda por eles. Se ambos estiverem nas listas do crush secreto é considerado um match. Porém, se a pessoa paquerada não estiver no aplicativo, nem criar uma lista de Crush Secreto ou simplesmente não demonstrar interesse ninguém saberá que você incluiu o nome desse amigo entre seus crushs. Uma mão na roda para quem é tímido e tem vergonha de dar um primeiro passo.

Solteiro sim, exposto nunca

Para manter a nova política de privacidade anunciada pela empresa na F8, a ferramenta garante algumas medidas que vão assegurar que seus usuários não sejam expostos ou enganados com tanta facilidade.

Os perfis no Dating e no Facebook são associados, mas a atividade no app de paquera não é compartilhada no perfil do usuário, Feed de Notícias ou com qualquer outra pessoa. Apenas pessoas sugeridas como paqueras em potencial e os usuários para quem o seu perfil aparece como sugestão podem ver o perfil no Dating.

Outro ponto positivo é a possibilidade de editar as configurações de privacidade para quem não deseja ver pessoas com as quais têm amigos em comum e vice e versa, podendo denunciar ou bloquear perfis a qualquer momento. Por último, caso um encontro seja marcado o usuário poderá compartilhar seus planos e localização em tempo real diretamente com seus amigos ou familiares.

Além do Brasil, atualmente o recurso está disponível na Colômbia, Tailândia, Canadá, Argentina e México, Filipinas, Vietnã, Cingapura, Malásia, Laos, Peru, Chile, Bolívia, Equador, Paraguai, Uruguai, Guiana e Suriname. Disponível para Android e iOs.

LeiaJá também

--> O futuro das redes sociais é privado

--> Instagram anuncia fim da visualização de curtidas

--> 'Reações' do Facebook ganham novo design

Caroline Bittencourt morreu, aos 37 anos de idade, após sua embarcação virar no mar na região de São Sebastião, litoral de São Paulo. A modelo ficou quase um dia desaparecida, mas seu corpo foi encontrado na última segunda-feira, dia 29, e sua morte confirmada.

Apesar da triste situação, os fãs de Carol começaram a atacar Daniella Cicarelli nas redes sociais.

##RECOMENDA##

Já rezou pela alma da Carol? Você a humilhou em vida... destilou ódio... ela agora está nos braços do pai... sempre humilde, sempre cheia de amor..., escreveu uma seguidora.

Já outros, escreveram coisas do tipo:

E a Caroline Bittencourt?

Vai dormir com a consciência tranquila hoje?

Para quem não sabe, uma antiga briga entre as duas ficou marcada no mundo do entretenimento. Na ocasião, Daniella estava se casando com Ronaldo Fenômeno em um castelo na França, em 2005, e expulsou Carol, que tinha apenas 23 anos na época. Depois, ela chegou a dar os detalhes da confusão:

- Ela me viu, saiu correndo na minha direção e me expulsou. Me senti muito humilhada e saí da festa.

Segundo informações do Extra, após essa confusão, o cachê de Carol subiu de mil para 15 mil reais.

O Facebook resolveu testar um novo design para os emojis de reação às publicações. Apesar de não ser uma mudança definitiva, na versão para web já é possível conferir a novidade. Essa repaginada também deverá acontecer na versão do Messenger, que permite que as mesmas “reações” feitas nas publicações, sejam feitas no chat.

Quem mostrou a mudança foi a engenheira Jane Manchun Wong, que trabalha na empresa de Mark Zuckerberg, na última segunda-feira (29). Apesar de ainda não estar disponível para todos os usuários as atualizações já começam a aparecer.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

Quem acessou o Instagram e o Twitter Web nas últimas horas deve ter percebido algumas mudanças. Atualizações nas duas redes sociais trouxeram uma nova ferramenta para o aplicativo de fotos e um design totalmente repaginado para o passarinho azul.

Os usuários do Instagram agora podem realizar quizzes nos stories. A ferramenta de interação fica localizada nas figurinhas e funciona como um adesivo na foto. É possível colocar até quatro alternativas de resposta para uma pergunta, que pode ser escrita pelo usuário ou sugerida pelo próprio aplicativo. Nas respostas é necessário indicar a correta. Também é possível conferir a resposta dos seguidores e saber quem acertou a pergunta realizada.

##RECOMENDA##

[@#galeria#@]

Já a atualização do Twitter funciona para desktop. A empresa mudou todo o layout do aplicativo web, deixando-o mais limpo, predominantemente nas cores azul e branca e com letras e ícones maiores. Além disso, o lugar do trending topics, que antes ficava à esquerda agora localiza-se do lado direito.

A atualização não agradou muito os usuários da rede social, que tem estranhado a mudança. Para alguns a opção para voltar ao layout antigo permanece ativa, porém, já há perfis em que a mudança não é mais possível.

LeiaJá também

--> Cantor Péricles ganha emoji no Twitter

--> CEO do Twitter recebeu salário simbólico de 1,40 dólar

--> Milhões de senhas do Instagram salvas sem criptografia

Muitos artistas, diariamente, compartilham com os fãs alguns momentos de lazer com a família. Quando no meio das postagens surge alguma criança, o fofurômetro aumenta a cada detalhe exposto na internet. Rapidamente, as celebridades que são conhecidas em diversas do entretenimento são ofuscadas pelo brilho dos filhos e passam a ser coadjuvantes.

O LeiaJá reuniu 'pimpolhos' de alguns famosos que fazem o maior sucesso nas redes sociais. Confira:

##RECOMENDA##

Enrico Bacchi

O primogênito da atriz e apresentadora Karina Bacchi já era estrela muito antes de vir ao mundo. Após nascer do procedimento de inseminação artificial, Enrico é um dos xodós dos internautas. Com apenas um ano de idade, o garoto coleciona no Instagram quase dois milhões de seguidores. Quando aparece nas publicações da mãe, Enrico Bacchi recebe inúmeras mensagens carinhosas.

 

Valentina Muniz

Assim como Enrico Bacchi, Valentina Muniz, filha de Wellington Muniz (Ceará) e Mirella Santos, ostenta mais de dois milhões de admiradores no seu perfil do Instagram. A conta criada pelos pais mostra o dia a dia de Valentina, que vai de looks a registros com amiguinhos e familiares. Conhecida pela espontaneidade, a herdeira de Ceará e Mirella causa histeria entre os internautas todas as vezes que algo seu é publicado.

 

Titi Ewbank Gagliasso

A pequena Chissomo Ewbank Gagliasso, ou melhor, Titi, sempre repercute nas redes sociais dos pais, os atores Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank. Quando é flagrada pelos pais, Titi, de cinco anos, vira logo o centro das atenções. Em março, Gio Ewbank se derreteu ao homenagear a filha. "Mesmo tão pequena, você já deve ter percebido o gigantesco poder que carrega. Nós temos essa incrível capacidade de nos reinventar, superar e vencer as adversidades. Filha, você pode tudo!".

 

Zoe Sato Nagle

Em novembro de 2018, o Brasil parou para conhecer a pequena Zoe. Estrela desde quando estava na barriga de Sabrina Sato, Zoe 'quebra a internet' todas as vezes que a mãe ou o pai, o ator Duda Nagle, divulga sua beleza no Instagram. No perfil de Sabrina, a foto em que Zoe foi apresentada publicamente pela primeira vez alcançou mais de 3 milhões de curtidas. "Maior amor do mundo", escreveu a apresentadora da Record TV em dezembro de 2018.

 

Melinda e Teodoro Teló

Todos os dias, Thais Fersoza compartilha com os fãs do Instagram sua rotina como mãe. Exibindo na rede social as travessuras de Melinda e Teodoro, a esposa do cantor Michel Teló recebe elogios dos seguidores pela relação que tem com as crias, além de ver que os filhos são paparicados 24h na internet. Nesta quinta-feira (18), Thais publicou com os internautas uma foto em família. "Bom dia com amor!", escreveu.

*Fotos: Reprodução/Instagram

A brincadeira de uma internauta sobre os cursos universitários que ela faria se não tivesse escolhido a área do direito gerou comoção no twitter na madrugada desta quinta-feira (18). As milhares de publicações com o assunto fez com que o “top 5” logo chegasse aos trending topics, acompanhado de uma série de cursos.

A graduação mais comentada pelos universitários nas redes sociais foi relações internacionais, seguida por publicidade, ciências sociais e educação física. A popularidade de um curso tão “pouco conhecido” gerou comentários engraçados na rede. “Relações internacionais nos trens pq aparentemente um monte de gente tem interesse em fazer esse curso. Spoiler alert : BILADA, CINO”, brincou uma das internautas.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando