Tópicos | descomplicando a política

<p>Nesta segunda-feira (10), o cientista político Adriano Oliveira comenta sobre <a href="http://www.leiaja.com/politica/2019/06/09/lava-jato-atuou-para-mudar-res... divulgados ontem (09) pelo site The Intercept</a>, que mostram uma intencionalidade da Lava Jato, intencionalidade esta que o analista político explica detalhadamente em seu podcast, trazendo questionamentos sobre a posição de Ministro da Justiça e Sérgio Moro neste ambiente político.&nbsp;</p><p>Segundo Adriano, as informações divulgadas podem trazer questionamentos acerca da operação, que contribui para a saída do PT do poder e causou instabilidade no sistema politico. Adriano também ressalta que vem afirmando recentemente em seus podcasts que esta operação colaborou com o nascimento do Bolsonarismo.&nbsp;</p><p>O programa Descomplicando a política é exibido na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 19h. Além disso, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.&nbsp;</p><p>Confira mais uma análise a seguir:</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; line-height: 14.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

<p>Nesta sexta-feira (07), o cientista político Adriano Oliveira fala em seu podcast sobre assuntos de grande repercussão nessas últimas duas semanas, como a Reforma da Previdência. Um tema de grande importância, pois permite a recuperação econômica e o equilíbrio fiscal do estado. O analista destaca que a Reforma da Previdência proposta por Paulo Guedes precisa dos seus ajustes.&nbsp;</p><p>No podcast é discutida a questão dos governadores, principalmente do Nordeste, que não assumem a defesa da Reforma, porém, os mesmos têm a ciência que a Reforma será necessária no ambiente que vivemos, em que muitos estados encontram-se falidos.&nbsp;</p><p>Muitas pessoas acusam os governadores e prefeitos de oportunismo eleitoral - oportunismo este, que Adriano explica detalhadamente em seu podcast, e ressalta que entende os diferentes pontos de vistas, porém deixando claro que esse tópico tem a responsabilidade do presidente (PSL), que ganhou a candidatura ao declarar a Reforma da presidência.&nbsp; Adriano aborda esses, entre outros assuntos atuais do meio político em seu podcast.</p><p>O programa Descomplicando a política é exibido na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 19h. Além disso, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.&nbsp;</p><p>Confira mais uma análise a seguir:</p><p>&nbsp;</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

<p>Nesta segunda-feira (03), o cientista político Adriano Oliveira fala em seu podcast sobre o posicionamento do ex-candidato à Presidência da República, Fernando Haddad, sobre a participação do movimento Lula Livre nas manifestação que estão sendo realizadas em prol da educação. Essa opinião diverge do que foi dito pela presidente do PT, a deputada federal Gleisi Hoffmann, que definiu que em movimentos relacionados ao corte de verba, ligados ao governo Bolsonaro as manifestações ao Lula Livre devem permanecer sim.</p><p>De acordo com Adriano Oliveira, as manifestações devem ser apartidárias, ou seja, partidos políticos não devem se envolver. Uma vez que partidos políticos no Brasil sofrem grande rejeição. Ele ressalta ainda que a Java jato reforçou a descrença dos eleitores com os partidos políticos.</p><p>O programa Descomplicando a política é exibido na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 19h. Além disso, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.</p><p>Confira mais uma análise a seguir:&nbsp;</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

<p>Nesta sexta-feira (31), o cientista político Adriano Oliveira fala em seu podcast sobre uma notícia ruim para economia brasileira, entretanto, já prevista. O PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil tem queda de 0,2% no primeiro trimestre, resultando pontos negativos. Com isso, muitos economistas afirmaram ontem (30), que agora é &quot;torcer para 2020&quot;. Adriano Oliveira destaca que o mercado subestimou os problemas do presidente do (PSL), pois foi acreditado que o mesmo seria capaz de ter uma forte articulação no Congresso Nacional, e também ressalta que o mercado desconsiderou o fato de que os seus filhos não trariam problemas.&nbsp;</p><p>Adriano conta algumas atitudes tomadas pelo presidente em que é possível declarar que mais uma vez Bolsonaro continua criminalizando a política. No podcast é discutido que sem política não tem solução, que o presidente precisa mudar seu estilo de governar.&nbsp;</p><p>O programa Descomplicando a política é exibido na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 19h. Além disso, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.&nbsp;</p><p>Confira mais uma análise a seguir:</p><p>&nbsp;</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

<p>Na primeira edição do podcast dessa semana, o cientista político Adriano Oliveira faz uma análise sobre as manifestações de apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), que aconteceram ontem (26). Elas representam parte do eleitorado dele que, segundo as últimas pesquisas de opinião pública, é cerca de 15 a 20% da população, não sendo um reflexo da população como um todo. As pesquisas de opinião pública mostram o aumento da impopularidade do presidente, que pode ser agravada caso não haja melhorias sociais, aumentando assim o número de manifestações contrárias.</p><p>Adriano pontua que no meio das manifestações de ontem havia muita gente contrária ao congresso, STF e o centrão, grupo de parlamentares que não se enquadram nem na esquerda nem na direita. Dando amplo apoio às elas e todas as suas pautas, Bolsonaro pode aumentas as rachaduras com o congresso, o que dificultaria ainda mais a aprovação dos seus projetos.</p><p>O programa&nbsp;Descomplicando&nbsp;a política é exibido na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 19h. Além disso, também é apresentado em duas edições no formato de&nbsp;podcast, as segundas e sextas-feiras.&nbsp;</p><p>Confira mais uma análise a seguir:&nbsp;</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}
p.p2 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; line-height: 20.0px; font: 15.0px 'Segoe UI'; color: #212121; -webkit-text-stroke: #212121}
span.s1 {font-kerning: none}
span.s2 {font-kerning: none; color: #ffffff; background-color: #d82300; -webkit-text-stroke: 0px #ffffff}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

<p>Nesta segunda-feira (20), o cientista político Adriano Oliveira fala em seu podcast sobre a situação limite do governo de Jair Bolsonaro(PSL), situação esta que se encontra cada vez mais grave. Adriano afirma que até o momento não é possível observar uma base parlamentar para o governo, além de que o presidente da república não gosta de fazer política. Para um regime democrático é necessário fazer política. Analistas econômicos já prevêem possibilidade da volta da inflação, trazendo resultados preocupantes.</p><p>No podcast também é discutido as atitudes tomadas por Jair Bolsonaro, após se deparar com manifestações extensas não favoráveis a ele nesta última quarta-feira (15). O cientista político compara o presidente brasileiro com o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pois ambos não respeitam o Congresso Nacional e as Instituições. Com isso, Adriano destaca que a única solução é o presidente Jair Bolsonaro mudar o seu estilo de governar.</p><p>O programa Descomplicando a política é exibido na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 19h. Além disso, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.</p><p>Confira mais uma análise a seguir:</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

<p>Nesta sexta-feira (17), o cientista político Adriano Oliveira aborda em seu podcast temáticas relacionadas às últimas manifestações, que mobilizaram milhares de professores e estudantes, em diversas capitais do país, motivados pelo anúncio dos cortes no orçamento da educação. Em sua análise, Adriano afirma que o presidente demonstrou, mais uma vez, incapacidade para o diálogo.&nbsp;</p><p>Segundo o cientista, Jair Bolsonaro (PSL) respondeu aos protestos de forma agressiva, causando ainda mais revolta por parte dos estudantes. Adriano cita, ainda, possíveis riscos que o presidente pode estar correndo em função desse tipo de comportamento.</p><p>No podcast, Adriano aborda todo ambiente da política, onde há necessidade de negociar, conversar, cooperar e ceder. O analista traz esses e outros assuntos na edição de hoje.</p><p>O programa Descomplicando a política é exibido na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 19h. Além disso, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.&nbsp;</p><p>Confira mais uma análise a seguir:</p><p>&nbsp;</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

<p>Nesta segunda-feira (13), o cientista político Adriano Oliveira fala em seu podcast sobre alguns pontos de relevância que possivelmente irão predominar nesta semana.&nbsp;</p><p>O analista traz a revelação que o presidente Jair Bolsonaro fez neste domingo (12), de que indicará o ministro Sérgio Moro para vaga no Supremo Tribunal Federal (STF), assim que houver oportunidade. Na opinião do analista, não há nada de errado nesta decisão do Presidente da República, porém declara ser algo emblemático, pois Moro foi o principal ator do Lava Jato.&nbsp;</p><p>Adriano Oliveira aborda questões relacionadas ao STF, para melhor entendimento do que acontece neste ambiente, retratando o fato de que, apesar de o STF ser um Tribunal Constitucional, a política continua dentro dele.&nbsp;</p><p>O programa Descomplicando a política é exibido na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 19h. Além disso, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.&nbsp;</p><p>Confira mais uma análise a seguir:&nbsp;</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

<p>O último podcast dessa semana sai um dia mais cedo devido ao feriado da Sexta-Feira Santa. Nessa edição, o cientista político Adriano Oliveira faz uma análise sobre a polêmica envolvendo o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli e a imprensa. Na última sexta-feira (12), o também ministro Alexandre de Moraes determinou que os sites da revista Crusoé e dO Antagonista retirassem do ar matérias relacionadas a trechos da delação de Marcelo Odebrecht, que citava Toffoli.&nbsp;</p><p>Adriano lembra que desde o início da operação Lava Jato (2014), virou corriqueira a divulgação de delações premiadas e o consequente lixamento moral por parte da mídia e redes sociais. Dessa forma, pessoas que ainda não foram condenadas, nem mesmo investigadas, sofrem as consequências negativas da divulgação. Essa situação fere o Estado de Direito, que afirma que apenas a Justiça pode condenar alguém.&nbsp;</p><p>O programa Descomplicando a política, além da exibição na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 19h, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.&nbsp;</p><p>Confira mais uma análise a seguir:</p><p>&nbsp;</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}
p.p2 {margin: 0.0px 0.0px 30.0px 0.0px; text-align: justify; line-height: 23.0px; font: 15.0px Verdana; color: #666666}
span.s1 {font-kerning: none}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

<p>Nesta segunda-feira (15), o cientista político Adriano Oliveira faz uma avaliação do pleito municipal do próximo ano. Ele aponta três pontos acerca do tema. O primeiro tem a ver com a possibilidade de que, em cidades maiores, é provável que a eleição seja marcada pela disputa entre candidatos apoiados por Bolsonaro (PSL) e candidatos apoiados pela oposição (em grande número, petista). Dessa forma, a popularidade do presidente marcará a votação de 2020. O segundo ponto destacado discorre sobre a crise econômica e suas consequências. Ainda nesse assunto, o terceiro questiona se prefeitos chegarão ao próximo ano bem avaliados, e com isso terão mais chance de nova vitória. Para todos esses questionamentos, Adriano aponta a importância das pesquisas eleitorais para avaliação.</p><p>O cientista ainda fala sobre a possibilidade de não haver aumento real para o salário mínimo: como o eleitor reagirá a essa situação?&nbsp;</p><p>O programa Descomplicando a Política, além da exibição na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 19h, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.</p><p>&nbsp;</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}
p.p2 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; line-height: 18.0px; font: 15.0px Verdana; color: #666666; -webkit-text-stroke: #666666}
span.s1 {font-kerning: none}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

<p>No primeiro podcast dessa semana, Adriano Oliveira comenta sobre a reação negativa que o presidente Bolsonaro (PSL) teve em relação ao lançamento do resultado da última pesquisa do Datafolha, que apontou um índice crescente de reprovação, comparado aos últimos presidentes petistas, Lula e Dilma. Em sua conta pessoal no Twitter, o governante menosprezou a avaliação, desqualificando o instituto. Segundo o analista, é desesperador ver Bolsonaro não fazendo uma avaliação dos erros do seu governo com o intuito de aumentar sua popularidade - que será abalada mais ainda quando a Reforma da Previdência for aprovada, uma vez que ela é necessária, mas não é popular.</p><p>Adriano frisa que o governo peca em não exercer um diálogo com Congresso, em não levar em conta a falta de políticas sociais (apesar do alto grau de desigualdade do país), além da constante referência que Bolsonaro e filhos fazem a Lula e ao PT, exagerando uma polarização que já foi minada pela eleição democrática de outubro no ano passado. Confira todos os detalhes no podcast.</p><p>O programa Descomplicando a Política, além da exibição na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 19h, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.</p><p>&nbsp;</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}
p.p2 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; line-height: 18.0px; font: 15.0px Verdana; color: #666666; -webkit-text-stroke: #666666}
span.s1 {font-kerning: none}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

<p>No primeiro podcast dessa semana, Adriano Oliveira comenta sobre a reação negativa que o presidente Bolsonaro (PSL) teve em relação ao lançamento do resultado da última pesquisa do Datafolha,que apontou um índice crescente de reprovação, comparado as últimos presidentes petistas, Lula e Dilma. Em sua conta pessoal no twitter, o governante menosprezou a avaliação, desqualificando o instituto. Segundo o analista, é desesperador ver Bolsonaro não fazendo uma avaliação dos erros do seu governo com o intuito de aumentar sua popularidade - que será abalada mais ainda quando a Reforma da Previdência for aprovada, uma vez que ela é necessária, mas não é popular.</p><p>Adriano frisa que o governo não exerce um diálogo com Congresso, a falta de políticas sociais (apesar do alto grau de desigualdade do país), além da constante referência que Bolsonaro e filhos fazem a Lula e ao PT, exagerando uma polarização que já foi minada pela eleição democrática de outubro. Confira todos os detalhes no podcast.</p><p>O programa Descomplicando a Política, além da exibição na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 19h, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.</p><p>&nbsp;</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}
p.p2 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; line-height: 18.0px; font: 15.0px Verdana; color: #666666; -webkit-text-stroke: #666666}
span.s1 {font-kerning: none}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

<p>No podcast de hoje (05) o cientista político Adriano Oliveira discorre sobre as polêmicas geradas na viagem do presidente Bolsonaro (PSL) a Israel, polêmicas em relação a árabes e judeus, e também ao que compete a questões da sociedade brasileira. Bolsonaro e pessoas envolvidas no seu governo defenderam a exaltação ao Golpe Militar de 1964.&nbsp;</p><p>O programa Descomplicando a Política, além da exibição na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 19h, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.</p><p>Confira mais uma edição do podcast:</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}
p.p2 {margin: 0.0px 0.0px 30.0px 0.0px; text-align: justify; line-height: 23.0px; font: 15.0px Verdana; color: #666666; -webkit-text-stroke: #666666}
span.s1 {font-kerning: none}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

<p>Neste início de semana, o cientista político avalia a expectativa para os próximos passos do governo Bolsonaro (PSL). Com a volta do presidente de sua visita a Israel, espera-se que ele se reúna com líderes de partidos e com o próprio Rodrigo Maia, para viabilizar a aprovação da Reforma da Previdência. Para Adriano, a Reforma provavelmente será aprovada, talvez não nas condições esperadas por Paulo Guedes, ministro da Economia do governo.</p><p>Entretanto, o analista salienta que Jair Bolsonaro e sua equipe têm que ter outra pauta para o Brasil, sem ser a Reforma e a ideologia antilulista que propagam desde as eleições. O país precisa reavaliar vários pontos, como as políticas sociais e as novas regras tributárias.</p><p>O programa Descomplicando a Política, além da exibição na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 19h, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.</p><p>Confira mais uma edição do podcast:&nbsp;</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}
p.p2 {margin: 0.0px 0.0px 30.0px 0.0px; text-align: justify; line-height: 23.0px; font: 15.0px Verdana; color: #666666; -webkit-text-stroke: #666666}
span.s1 {font-kerning: none}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

<p>Neste início de semana, o cientista político avalia a expectativa para os próximos passos do governo Bolsonaro (PSL). Com a volta do presidente de sua visita a Israel, espera-se que ele se reúna com líderes de partidos e com o próprio Rodrigo Maia, para viabilizar a aprovação da Reforma da Previdência. Para Adriano, a Reforma provavelmente será aprovada, talvez não nas condições esperadas por Paulo Guedes, ministro da Economia do governo.</p><p>Entretanto, o analista salienta que Jair Bolsonaro e sua equipe têm que ter outra pauta para o Brasil, sem ser a Reforma e a ideologia antilulista que propagam desde as eleições. O país precisa reavaliar vários pontos, como as políticas sociais e as novas regras tributárias.</p><p>O programa Descomplicando a Política, além da exibição na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 19h, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.</p><p>Confira mais uma edição do podcast:&nbsp;</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}
p.p2 {margin: 0.0px 0.0px 30.0px 0.0px; text-align: justify; line-height: 23.0px; font: 15.0px Verdana; color: #666666; -webkit-text-stroke: #666666}
span.s1 {font-kerning: none}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

<p>Nesta segunda-feira (25), o cientista Adriano Oliveira avalia o constante confronto que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) vem tendo com a Câmara dos deputados, principalmente com a figura do presidente da casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ). O analista aponta que esse ausência de base parlamentar pode levar a desconfiguração e até mesmo a não aprovação da Reforma da Previdência, ponto importante para a economia do país.&nbsp;</p><p>O presidente constantemente se refere à nova e à velha política, sem explicar necessariamente a configuração de cada uma, dando a entender à opinião pública que o congresso pode estar oferecendo algum tipo de troca que vai de encontro à lei. Entretanto, Adriano salienta que a ajuda mútua de políticos não se configura como nenhum ato infracional, uma vez que os governos precisam de coalização, e cada deputado precisa de apoio para a aprovação de suas emendas.</p><p>O programa Descomplicando a Política, além da exibição na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 19h, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.</p><p>Confira mais uma edição do podcast:</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}
p.p2 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; line-height: 15.0px; font: 12.0px Verdana; color: #666666; -webkit-text-stroke: #666666}
span.s1 {font-kerning: none}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

Nesta sexta-feira (22), o cientista político Adriano Oliveira aborda no seu podcast a repercussão dos áudios divulgados pelo site da revista "Veja", na última terça-feira (19), que apontam que no último dia 12, quando ainda estava internado em um hospital em São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro trocou pelo menos três mensagens de áudio pelo WhatsApp com o, agora, ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno.
 
Outro assunto abordado por Adriano foi a entrega da proposta da Reforma da Previdência do governo federal. O texto prevê que a idade mínima para pedir aposentadoria será de 62 anos para as mulheres e de 65 para os homens, com um tempo mínimo de contribuição de 20 anos. 
 
Ouça:

<p>Nesta segunda-feira (11), o cientista político Adriano Oliveira analisa o afastamento de Bolsonaro da Presidência da República devido à recuperação da cirurgia feita no dia 27 de janeiro. Internado desde então, o presidente não passou o exercício momentâneo da função para o vice, o general Hamilton Mourão. Por isso, questões importantes continuam suspensas, como a Reforma da presidência.</p><p>O programa Descomplicando a política, além da exibição na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 19h, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.&nbsp;</p><p>Confira mais uma análise a seguir:</p><p>&nbsp;</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 15.0px Verdana; color: #666666; -webkit-text-stroke: #666666}
p.p2 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'; -webkit-text-stroke: #666666; min-height: 15.0px}
p.p3 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; line-height: 18.0px; font: 15.0px Verdana; color: #666666; -webkit-text-stroke: #666666}
span.s1 {font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'; color: #000000; -webkit-text-stroke: 0px #000000}
span.s2 {font-kerning: none}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

 Nesta sexta-feira (08), o cientista político Adriano Oliveira analisa os três temas que mais se destacaram esta semana no cenário da política nacional: mudanças no projeto de segurança pública, anunciadas pelo ministro Sérgio Moro; a reforma da previdência, e a nova condenação do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva.

O programa Descomplicando a política, além da exibição na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 19h, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras. Confira mais uma análise a seguir:

 

O cientista político Adriano Oliveira inicia um novo projeto no LeiaJa.com. Além do programa AO VIVO, que retorna amanhã (05), ele também apresentará duas edições do Descomplicando a Política em formato de áudio. Todas as segundas e sextas você poderá acompanhar as expectativas e análises do cenário político brasileiro.

Confira a primeira edição do podcast:

 

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando