Tópicos | Console

A forma como nos conectamos com os jogos e suas plataformas está mudando. Este ano, diversas empresas anunciaram que estão investindo em serviços de jogos on-demand, os famosos streaming de games, para seus títulos. Alguns desses serviços devem chegar com a próxima geração de consoles, como o PS Now que, de acordo com a Sony, estará integralmente disponível para o PlayStation 5, em 2020.

E ela não está sozinha. No próximo dia 19 de novembro, o Stadia - streaming do Google - chega ao mercado para se juntar ao time das empresas que vão disponibilizar jogos na nuvem. O objetivo é permitir ao usuário acessar qualquer título em diversos dispositivos eletrônicos, sejam eles tablets, celulares ou laptops. Mas você sabe quais as companhias que vão oferecer o serviço? E o que será que essas novidades vão trazer? Confira os detalhes para saber e escolher qual dos streamings de jogos é mais interessante para você. 

##RECOMENDA##

Playstation Now

A Sony foi uma das primeiras grandes empresas a entrar no mundo dos streamings de games. Em 2012, a gigante comprou a Gaikai - que havia criado uma das primeiras plataformas de streaming de jogos lançadas no mundo. Na época, o serviço não deu muito certo por conta da qualidade da rede de internet. Porém, em 2014, foi relançado com o nome PlayStation Now, oferecendo acesso a títulos de PS2, 3 e 4 e finalmente começou a ganhar público. Nessa versão, seria possível que os jogadores tivessem acesso aos seus títulos favoritos, em diversos dispositivos diferentes como celulares, tablets, PCs, além do console da empresa.

Atualmente, são mais de 700 jogos disponíveis no Playstation Now que agrega títulos de todas as versões do Playstation e do Vita, seja por tempo limitado ou em caráter definitivo. O serviço não está disponível no Brasil e, lá fora, custa US$ 9,99 no plano mensal e US$ 59,99 no plano anual, após o reajuste em seus preços.

Steam

Depois de lançar o Steam Link versão beta, em maio, a Steam parece está querendo se inserir cada vez mais nas tecnologias que marcam os streamings. O app permite fazer streaming de jogos instalados no PC para o celular e agora a Valve anunciou que, deverá testar ainda este mês, uma ferramenta que vai possibilitar o modo multiplayer local online na Steam. Essa nova função, chamada de "Remote Play Together", possibilitará que o jogo seja compartilhado com outro usuário via streaming. Por ainda estar em fase de testes o serviço chega sem nenhum adicional.

Stadia

Um dos serviços de streaming mais falados e esperados do momento, o Google Stadia, é uma das promessas do segmento. Desde o começo do ano a gigante da internet divulga informações como o preço e design dos controles, títulos disponíveis, entre outros detalhes. Ao todo, estão confirmados 36 títulos disponíveis no catálogo, entre eles Red Dead Redemption 2, Mortal Kombat 11, Kine e muito mais. Todos compatíveis com dispositivos de TV, laptop, desktop, tablets e smartphones. 

Para dúvidas sobre quais dispositivos são suportados, requisitos de conexão à Internet de banda larga e detalhes sobre o Stadia Pro, a empresa disponibiliza essas informações no site do Stadia. É importante lembrar que o produto ainda não tem previsão de chegar ao Brasil e está na pré-venda custando $129 (cerca de R$ 535). 

Microsoft xCloud

Para não ficar para trás na corrida do streaming de games, a Microsoft também iniciou suas próprias pesquisas para a plataforma. O Project xCloud ganhou aplicativo para testes, disponível apenas para telefones com Android instalados. De acordo com o site do Xbox, inicialmente, serão 4 jogos disponíveis, mas outros serão adicionados ao longo do tempo. Para testar não é preciso possuir os jogos ou um console da empresa, mas existem algumas regrinhas para que o serviço funcione corretamente.

A primeira delas é que você precisa ser convidado para o teste. Qualquer um pode se inscrever a Microsoft vai selecionar aqueles que terão a oportunidade de testar o serviço em primeira mão. Além disso, é preciso ter um dispositivo móvel compatível com Android versão 6.0 ou superior, luetooth versão 4.0 ou superior controle sem fio Xbox compatível com Bluetooth, Wi-Fi de 5 GHz ou conexão de dados móveis de 10 Mbps e - é claro - o aplicativo de streaming de jogos do Xbox (versão prévia). Ainda não há valores ou data de lançamento confirmados.

Amazon

Quem parece também estar de olho nessa fatia de mercado é a Amazon. No começo do ano rolaram rumores que a gigante estaria criando seu próprio streaming de jogos. A empresa já é uma das maiores provedoras de computação em nuvem do mundo e - dado a ampliação de seus serviços ao redor do globo. Apesar da expectativa, não há indícios recentes de que a empresa esteja prestes a lançar a plataforma.

GeForce Now

Para fechar a nossa lista, em agosto deste ano, a Nvidia anunciou seu serviço de streaming de jogos, o Nvidia GeForce Now, estaria disponível para telefones Android. Recentemente o 

serviço entrou em fase de testes, na Coreia do Sul, e lá o usuário pode fazer login em sua conta na plataforma, para testar o jogo que desejar. A vantagem do serviço é que ele imita o desempenho de hardwares mais potentes para o celular baseado na velocidade da conexão de dados.

Como a empresa não conta com uma biblioteca própria, como no caso do Stadia, o GeForce Now pretende disponibilizar acesso aos títulos dos principais fornecedores de jogos, como Steam, Epic Games, entre outras. Dessa forma, os jogadores poderão utilizar seus próprios pagando apenas uma assinatura para utilizar o sistema. O valor cobrado é feito por hora, e depende da placa gráfica utilizada para transmissão dos jogos.

A Sony, através d o CEO Jim Ryan, anunciou nesta terça (8) a previsão de lançamento do novo console da marca, que se chamará mesmo PlayStation 5.  O videogame deve chegar às lojas no final de 2020 e o executivo da empresa deu alguns detalhes sobre o produto.

“Um dos nossos objetivos com a próxima geração é aprofundar o sentimento de imersão quando você joga, e tivemos a oportunidade com o nosso novo controle de reinventar como o sensor de toque pode ajudar nessa imersão”, escreveu Ryan.

##RECOMENDA##

Segundo o CEO, há duas inovações importantes com o controle do PlayStation 5. “Primeiro, estamos adotando feedback háptico para substituir a tecnologia "rumble" encontrada nos controladores desde a quinta geração de consoles. Com os hápticos, você realmente sente uma gama mais ampla de sensações; colidir com uma parede de um carro de corrida é muito diferente de atacar no campo de futebol. Você pode até ter uma noção de uma variedade de texturas ao percorrer campos de grama de caminhar na lama”, prometeu.

A segunda inovação serão os “gatilhos adaptativos”, que foram incorporados aos botões de gatilho (L2 / R2). “Os desenvolvedores podem programar a resistência dos gatilhos para que você sinta a sensação tátil de desenhar um arco e flecha ou acelerar um veículo off-road em terrenos rochosos. Em combinação com os hápticos, isso pode produzir uma experiência poderosa que simula melhor várias ações. Os criadores de jogos começaram a receber versões anteriores do novo controlador, e mal podemos esperar para ver para onde a imaginação deles está com esses novos recursos à sua disposição”, disse Jim Ryan em texto publicado no site da Sony.

A Nintendo divulgou nesta quarta-feira (10) uma opção menor do Nintendo Switch. A versão Lite do portátil chegará ao mercado como uma alternativa mais barata para rodar os jogos da empresa japonesa e são poucas as diferenças entre ele e o principal console da companhia.

Entre as principais diferenças está a falta de compatibilidade com outras plataformas, como a TV, por exemplo. O Nintendo Switch Lite é projetado exclusivamente para games rodados no aparelho. A parte positiva é que ele reproduz a biblioteca de jogos Switch maior, que funcionam no modo portátil.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

O aparelho vem em três cores: amarelo, cinza e turquesa. Eles aceitam modos multiplayer, ligando até oito usuários e jogos online. O console portátil chega ao mercado custando US $ 199,99 e vem também uma versão comemorativa para combinar com os novos games Pokémon Sword e Shield, com botões ciano e magenta e ilustrações dos dois novos Pokémon Lendários, Zacian e Zamazenta.  

o Nintendo Switch Lite tem lançamento marcado para o dia 20 de setembro e a versão comemorativa Pokémon deve ficar disponível em 08 de novembro de 2019.

LeiaJá também

--> Dragon Quest Builders 2 está entre as estreias da semana

--> E3: Confira todas as datas anunciadas pela Nintendo

--> Pokémon Sword e Shield já têm data de lançamento

Luz, console e ação! No último domingo (9), começou o maior evento de games do mundo: a Electronic Entertainment Expo (E3) 2019. Com a ausência da Sony, os olhos e ouvidos estavam voltados para a outra gigante, a Microsoft, que fez a primeira apresentação da feira recheada de novidades, entre elas o anúncio do Projeto Scarlett e o visual do controle Elite 2, entre outros anúncios. Confira:

Projeto Scarlett é real

##RECOMENDA##

Para quem estava ansioso esperando o anúncio do próximo Xbox, o dia finalmente chegou. A Microsoft revelou oficialmente o Projeto Scarlett, que deverá ser o sucessor do Xbox One, marcado para ser lançado em 2020. O dispositivo deverá suportar jogos de 8K, taxas de quadros de até 120fps em jogos, rastreamento de raio e suporte a taxa de atualização variável. A Microsoft também está usando um SSD no Projeto Scarlett. O foco é o carregamento mais rápido do console

Andando nas nuvens do xCloud

Outro anúncio feito durante a conferência foi a data de lançamento do tão aguardado serviço de jogos na nuvem, o xCloud. A plataforma de streaming estará disponível em outubro, mas ainda não há uma data exata para começar a funcionar. De acordo com a Microsoft, será possível transmitir toda a sua biblioteca Xbox One - incluindo jogos do Xbox Game Pass - para uma variedade de dispositivos, incluindo, dispositivos móveis e PCs.

O serviço deverá enfrentar concorrência do PlayStation Now, da Sony, e o serviço de streaming de nuvem Stadia, do Google - que já teve seus valores anunciados e deverá ser lançado um mês após o xCloud, em novembro.

Controle novo

[@#video#@]

E se vai ter console novo tem que ter controle novo também, certo? A Microsoft acha que sim e, por isso, aproveitou para lançar também uma nova versão do controle  Elite 2. O joystick foi totalmente reprojetado, aparece em uma versão sem fio, com novos thumbsticks de tensão ajustáveis, botões de gatilho para jogos de tiro, USB-C e Bluetooth e uma bateria recarregável que dura até 40 horas por carga.

O design é bonito, elegante e tem um grip emborrachado. Além disso, o novo controle conta com muito mais opções de personalização, para melhorar a experiência nos games. Ele estará disponível no dia 4 de novembro em 24 países, ao preço de US$ 179,99 (aproximadamente R$ 700).

Xbox Game Pass Ultimate

Pouco antes do painel começar a Microsoft divulgou que a sua assinatura Xbox Game Pass Ultimate, anunciada no início deste ano, chegou com acesso aos jogos Xbox Live Gold, Xbox Game Pass e PC. Os valores ficam, separadamente, por US $ 9,99 por mês após uma oferta introdutória de US $ 4,99, para o Xbox Game Pass para PC, e US$ 10 para os outros dois serviços. O Ultimate - que une todos - dará um desconto de aproximadamente US$ 15 por mês, se você quiser todas as três assinaturas da Microsoft. A nova assinatura do Xbox Game Pass Ultimate está disponível no site da empresa.

Mesmo que ainda não tenha seu nome oficialmente confirmado, o novo Playstation 5 já começou a mostrar ao que virá. Um vídeo gravado pelo jornalista do Wall Street Journal,Takashi Mochizuki, mostra que o novo console da Sony deve vir com uma velocidade muito superior ao seu antecessor.

[@#galeria#@]

##RECOMENDA##

Graças ao armazenamento em SSD, que permite que a transmissão de dados seja muito mais rápida do que quando feita em HD, o aparelho terá um carregamento de jogos mais ágil. No vídeo gravado pelo repórter é possível ver que o tempo de carregamento do novo hardware é em média de 0,83 segundo, em comparação ao  PS4 Pro que demorou cerca de 8 segundos para realizar uma ação igual.

O console ainda não tem data para chegar às lojas e rumores indicam que ele só deverá ser lançado em 2020. Expectativa gerada pela empresa é que, com a novidade chegando, as telas de loading passem a ser coisas do passado.

LeiaJá também

--> Final Fantasy VII ganha remake para PS4

--> O que sabemos da E3 até agora

Em uma inusitada entrevista ao site Wired, Mark Cerny - nome por trás do novo console da Sony, revelou detalhes do funcionamento interno do Playstation 5. A empresa, que não vai participar da E3 este ano, não revelou detalhes do design, mas garantiu que a novidade não será lançada em 2019. Rumores apontam para 2020.

Entre as novidades apresentadas pelo engenheiro estão menor tempo de carregamento de jogos, retrocompatibilidade com games do PS4 e leitor de discos e as mídias físicas, além de suporte ao atual PlayStation VR.

##RECOMENDA##

Já na parte técnica Cerny falou sobre um processador de oito núcleos, baseado na linha Ryzen da AMD, para o novo console. A GPU, uma variante personalizada da família Navi da Radeon, suportará ray tracing, técnica que permite mais realismo ao curso da luz para simular interações complexas em ambientes tridimensionais. O som também deve ser um ponto forte do aparelho.

O console também terá suporte as novíssimas TVs 8K, que vem chegando ao mercado este ano. Infelizmente, como não irá participar do maior evento de jogos do mundo, em junho, é possível que novas notícias, principalmente sobre preço e design, demorem para chegar.

LeiaJá também

--> Capcom lança controle estilo Arcade para consoles

--> Usuários da PSN podem trocar nome online

--> Jogos clássicos são destaque nos lançamentos da semana

Se você tem saudade da época dos famosos “playtimes”, que atraiam gerações em torno das máquinas em estilo arcade, a Capcom tem uma novidade que vai tocar o fundo do seu coração. A empresa revelou nesta terça-feira (16), o lançamento do Capcom Home Arcade, um controle estilo as máquinas antigas, com lançamento marcado para 25 de outubro.

Com 16 games clássicos já confirmados, armazenados no controle, o produto é equipado com peças Sanwa JLF-TP-8YT e botões OBSF, que são conhecidos pela durabilidade. Para usá-lo basta conectá-lo à tela de escolha (computador, televisão) através de um cabo HDMI, ligá-lo via Micro-USB e pronto.

##RECOMENDA##

É possível jogar nos modos single e multiplayer, este último tanto de forma cooperativa quanto em batalhas frente-a-frente. Para aqueles que gostam de competir é possível fazer o upload das melhores pontuações via WiFi, para um placar mundial de recordes da própria Capcom. Até agora a venda dos produto só está confirmada para a Europa e é possível adquirí-lo na pré-venda por cerca de 230 euros (aproximadamente R$ 1,300).

Confira os títutlos

1944: The Loop Master;

Alien Vs. Predator;

Armored Warriors;

Capcom Sports Club;

Captain Commando;

Ciberbots: Fullmetal Madness;

Darkstalkers: The Night Warriors;

ECO Fighters;

Final Fight;

Ghouls’N Ghosts;

Giga Wing;

Mega Man: The Power Battle;

Progear;

Street Fighter II: Hyper Fighting;

Strider;

Super Puzzle Fighter II Turbo.

Veja mais do visual do controle

[@#video#@]

A Ubisoft acaba de lançar 'Just Dance 2019', o novo título da série de jogos de dança mais vendida do mundo, que está disponível em versões para Nintendo Switch, Wii U, Wii, Xbox One, Xbox 360 e PlayStation 4. O catálogo deste ano traz 40 músicas, entre elas o hit de funk "Bum Bum Tam Tam", do MC Fioti.

Outros sucessos da edição atual do jogo incluem "Havana" (Camila Cabello), "One Kiss" (Calvin Harris e Dua Lipa) e "Finesse" (Bruno Mars e Cardi B). Além das 40 músicas disponíveis, os jogadores podem acessar outras 400 canções com o serviço de streaming Just Dance Unlimited. Os usuários terão acesso gratuito por um mês à plataforma.

##RECOMENDA##

Com a nova interface intuitiva, o game registra os hábitos de dança dos jogadores e sugere conteúdos de acordo com as preferências do usuário. Entre as novidades da edição 2019 também estão listas pré-montadas para diferentes estilos e ocasiões.

Em "Just Dance 2019", até seis pessoas podem jogar ao mesmo tempo no Nintendo Switch usando o controle Joy-Con ou no Xbox One e PlayStation 4 usando o aplicativo gratuito Just Dance Controller (disponível para iOS e Android), que permite ao smartphone rastrear e pontuar os movimentos de dança.

LeiaJá também

--> Adolescente de 16 anos conquista mundial de "Tetris"

O estúdio Mad Mimic anunciou que seu jogo "Mônica e a Guarda dos Coelhos" chegará aos consoles e PCs em 05 de dezembro de 2018. Os fãs da turminha mais amada dos gibis poderão reunir os amigos em volta do videogame para curtir as aventuras de Mônica, Magali, Cebolinha, Cascão e companhia.

Além disso, dois novos personagens foram anunciados para reforçar o elenco de heróis do game - Jeremias e Marina. Novos nomes serão anunciados nas próximas semanas, segundo a desenvolvedora.

##RECOMENDA##

Com versões confirmadas para PC, Mac, Playstation 4, Xbox One e Nintendo Switch, "Mônica e a Guarda dos Coelhos" marca o retorno dos amados personagens dos gibis aos videogames. O game pode ser jogado sozinho ou com até 4 amigos e tem como foco o trabalho em equipe e a cooperação.

LeiaJá também

---> Turma da Mônica ganha app com acervo histórico de gibis

Diversos proprietários do PlayStation 4 estão alertando sobre uma mensagem que contém uma série de caracteres que podem fazer com que o console da Sony pare de funcionar abruptamente. Em alguns casos, é necessário redefinir o videogame para as configurações de fábrica para que ele volte ao seu estado normal novamente.

Embora vários usuários tenham dito que foram atingidos, o ataque não foi oficialmente confirmado e a Sony não fez nenhum comentário. Para se manter seguro, a recomendação é alterar suas configurações de recebimento de mensagens para que apenas os amigos possam enviar textos ao seu console.

##RECOMENDA##

Mas se o usuário já recebeu a mensagem maliciosa, uma opção é baixar o aplicativo PlayStation Messages em um smartphone e excluir o texto problemático a partir dele. O ataque parece ser similar a outros vistos em plataformas móveis, onde um texto contendo uma sequência de caracteres (ou um específico) pode causar problemas no hardware.

LeiaJá também

--> Violação no Facebook afetou 30 milhões de contas

A Sony está seguindo os passos da Nintendo e anunciou nesta quarta-feira (19) que está trazendo de volta ao mercado seu console PlayStation quase 25 anos após seu lançamento original. O videogame retorna numa versão em miniatura com o nome PlayStation Classic, informou a companhia.

Ele custará US$ 99,99 (cerca de R$ 415 em conversão direta) e virá com 20 títulos em sua memória, entre eles "Final Fantasy VII" e "Tekken 3". Segundo a Sony, o mini console é aproximadamente 45% menor que sua versão original.

##RECOMENDA##

O produto, que será lançado globalmente em 3 de dezembro, sai da caixa com um cabo HDMI para conectar a TV do jogador, juntamente com dois controles com suporte a multiplayer local.

A Sony não divulgou a lista completa de jogos que virão na memória do console, mas citou também nomes como "Jumping Flash", "R4 Ridge Racer Type 4" e "Wild Arms". A empresa diz que todos os títulos serão reproduzidos em seu formato original. Não há previsão de lançamento para o Brasil.

LeiaJá também

--> Vivo oferece acesso grátis ao serviço Amazon Prime Video

A divisão japonesa da Sony encerrou oficialmente o suporte para o PlayStation 2, conforme relatado pelo site Kotaku. Isso significa que em breve os clientes não poderão mais pedir reparo para o console na assistência técnica oficial da companhia.

Os clientes têm até o dia 7 de setembro para colocar seus dispositivos (e todos os periféricos com defeito) no depósito de reparos do PlayStation Clinic. De agora em diante, os donos do PlayStation 2 no Japão terão que procurar assistências terceirizadas se quiserem consertar o videogame mais vendido da história.

##RECOMENDA##

A Sony alertou que até mesmo os clientes que seguirem os procedimentos e prazos descritos para solicitar o reparo do console podem não ser atendidos devido ao estoque cada vez menor de peças que a empresa tem disponível.

O PlayStation 2 foi lançado em 4 de março de 2000 no Japão e vários meses depois nos EUA. Ele se tornou o console de videogames mais vendido de todos os tempos. A possibilidade de ser conectado a múltiplas mídias é uma das explicações de seu sucesso.

LeiaJá também

--> China quer limitar acesso a games para combater miopia

A Nintendo anunciou que já vendeu mais de 700 milhões de consoles em todas as suas plataformas desde o lançamento do Nintendinho (NES), em 1983. No total, até o dia 30 de junho de 2018, exatos 727,65 milhões de videogames da gigante japonesa foram comercializados.

Atualmente, o console mais vendido é o Nintendo DS, com 154 milhões de unidades. Em segundo lugar aparece o Game Boy (118 milhões), e em terceiro o Wii (101 milhões). Dos 700 milhões de videogames comercializados pela companhia, 427 milhões deles foram portáteis.

##RECOMENDA##

Em relação ao videogame mais recente da empresa, o Nintendo Switch, 19,67 milhões de unidades já foram comercializadas. Os dados foram divulgados no mais recente relatório fiscal da empresa. Os números de vendas não incluem o NES Classic, SNES Classic ou o Virtual Boy, que foi descontinuado logo após seu lançamento em 1995.

LeiaJá também

--> Vendas do NES Classic ultrapassam PS4, Xbox One e Switch

A Nintendo liderou as vendas de videogames em junho nos EUA com seu console NES Classic Edition. A nova versão do Nintendinho vendeu mais do que o PlayStation 4, da Sony, e o Xbox One, da Microsoft - além de superar o Switch e 3DS, da própria Nintendo.

Segundo dados da empresa NPD, em apenas dois dias do mês de junho, o NES Classic Edition vendeu mais do que qualquer outro console disponível. Conhecido no Brasil como Nintendinho, o videogame chegou ao mercado em meados dos anos 80, mas teve um grande relançamento em 2016 como o NES Classic Edition.

##RECOMENDA##

Ao contrário do original, o NES Classic Edition não tem cartuchos. Em vez disso, ele traz na memória 30 clássicos dos videogames. Ao ser lançado em 2016, o NES Classic Edition se esgotou rapidamente das prateleiras. O sucesso foi tanto que a Nintendo anunciou em 2018 que voltaria a produzir o videogame.

LeiaJá também

--> Motorola lança Z3, celular capaz de navegar na rede 5G

Seis anos após o lançamento do PlayStation Vita (PS Vita), a Sony anunciou que está finalizando a produção de jogos físicos para o console portátil, relatou o site Kotaku. Um representante confirmou que as filiais americanas e europeias da empresa interromperão a fabricação até o final do ano fiscal de 2018.

A medida não afetará as vendas digitais de games. Portanto, desde que você tenha um cartão de memória para abrigar todos os jogos, provavelmente não será afetado pela decisão.

##RECOMENDA##

Além de encerrar a produção de cartuchos, a Sony também já anunciou que não vai mais fornecer títulos gratuitos para os assinantes do serviço PlayStation Plus que usam o PS Vita a partir do ano que vem.

Lançado no final de 2011 no Japão, o PS Vita chegou ao mercado para substituir o seu antecessor, o PSP. Além de jogos exclusivos da Sony, o PS Vita oferece ainda suporte para clássicos do PlayStation 1, bem como para alguns títulos de PSP.

LeiaJá também

--> NES Classic Edition volta às lojas em junho

A Nintendo anunciou que o console NES Classic Edition, uma versão moderna do Nintendinho, voltará às lojas dos EUA em 29 de junho. O videogame foi lançado originalmente em 2016, mas sumiu rapidamente das prateleiras devido ao grande sucesso.

O videogame volta ao mercado em uma versão compacta com 30 jogos disponíveis em sua memória, entre eles clássicos que fizeram história como "Castlevania", "Final Fantasy", "The Legend of Zelda" e "Super Mario Bros". O console custa US$ 59,99 (cerca de R$ 215, sem impostos).

##RECOMENDA##

Embora o mini console pareça quase idêntico à sua versão original, lançada em 1983, existem algumas diferenças pontuais. A nova edição se conecta à TV através de um cabo HDMI, dando os jogadores a chance de aproveitar alguns títulos eletrônicos clássicos em aparelhos com resolução HD.

LeiaJá também

--> Nintendo Switch receberá 20 jogos clássicos do NES

Em evento realizado nesta sexta-feira (13), a Sega apresentou o novo Mega Drive Mini, uma versão do seu clássico console de 16 bits que cabe na palma de uma mão. A empresa pretende lançar o videogame ainda 2018 no Japão, em comemoração ao seu 30º aniversário. Não há previsão para o Brasil.

O Mega Drive original foi lançado em 1988, e fez sucesso com games como "Altered Beast", "Golden Axe" e "Sonic the Hedgehog". A Sega revelou poucos detalhes sobre esta nova versão do console, mas a expectativa é que ele possa ser usado em televisores modernos e já venha com jogos na memória.

##RECOMENDA##

Como o Mega Drive Mini será fabricado pela própria Sega, podemos, portanto, esperar por uma qualidade de emulação que seja mais fiel do que as inúmeras versões oficialmente licenciadas de fabricantes terceirizados que estão disponíveis no mercado até o momento.

LeiaJá também

--> Atari anuncia seu primeiro console inédito em 20 anos

A icônica marca de videogames Atari anunciou o lançamento do Atari VCS, o primeiro console inédito da empresa em mais de 20 anos. O aparelho foi apresentado nesta segunda-feira (19), junto com um joystick clássico e um controle moderno para agradar tanto os jogadores mais conservadores quanto os mais novos. Ainda sem data oficial de chegada ao mercado, o videogame tem pré-venda marcada para abril.

O console é inspirado no Atari 2600 original, o modelo mais popular da empresa. Ele será capaz de rodar, além do principais jogos da marca, também alguns títulos para PC como "Minecraft", por exemplo. A empresa diz que está trabalhando com desenvolvedores, criadores de conteúdo e outros parceiros para anunciar mais games.

##RECOMENDA##

O novo logotipo do Atari VCS, como o próprio hardware, combina passado e presente, inspirando-se na rica história da empresa. A Atari, porém, não ofereceu mais detalhes sobre preços, componentes ou outros detalhes do console. A companhia prevê que o valor do aparelho seja entre US$ 250 e US$ 300.

LeiaJá também

--> Clássicos do Mega Drive serão lançados para PS4, PC e Xbox

A Nintendo anunciou vários lançamentos para seus consoles Switch e 3DS, incluindo o popular jogo de luta "Super Smash Bros". Durante uma conferência realizada nesta quinta-feira (8), a empresa exibiu um breve trailer do novo título, que coloca os personagens mais famosos da empresa em um ringue.

Segundo a empresa, "Super Smash Bros" estreia no Nintendo Switch ainda em 2018. Além de Link e Mario, a empresa revelou que pela primeira vez os personagens de "Splatoon" estarão disponíveis aos jogadores. A franquia é uma das mais famosas da empresa e teve sua estreia no Nintendo 64, em 1998.

##RECOMENDA##

Outros novos jogos anunciados para a Nintendo Switch incluem "Undertale", "Crash Bandicoot Trilogy", "Okami", "Captain Toad: Treasure Tracker", "Little Nightmares", "Hyrule Warriors" e "South Park". Um spin-off da série "No More Heroes" também será lançado para Switch em 2018, com o título "Travis Strikes Again".

E não acaba por aí. A Nintendo também continuará lançando jogos para o seu console portátil 3DS e anunciou que versões de "Luigi's Mansion" e de "Mario & Luigi: Bowser's Inside Story" estão a caminho.

LeiaJá também

--> Game Boy do tamanho de um chaveiro será lançado em maio

Um console do tamanho de um chaveiro está para ser lançado por cerca de R$ 170. Chamado PocketSprite, o videogame assume o formato do Game Boy e tem apenas 5,5 cm de altura e 3,5 cm de espessura. Apesar de caber na palma de uma mão, o aparelho é capaz de rodar jogos como "Super Mario Bros" e "Sonic".

Ele está equipado com uma pequena tela de OLED colorida, 16 MB de espaço de armazenamento e até Wi-Fi, para que o usuário consiga passar os jogos do seu computador para o mini-console. A configuração é o suficiente para executar os emuladores de "Game Boy", "Game Boy Color", "Sega Master System" e "Sega Game Gear".

##RECOMENDA##

Segundo a fabricante, a bateria do PocketSprite é recarregável e consegue oferecer horas de jogatina com uma única carga completa. Toda a plataforma foi construída em código aberto e está disponível no GitHub. O produto será vendido em uma versão já pronta ou em um kit, que pode ser montado pelo próprio usuário.

Nem a Nintendo nem a Sega estão diretamente envolvidas com a iniciativa. A empresa por trás do produto está arrecadando fundos na plataforma de financiamento coletivo CrowndSupply. Sua meta era de US$ 20 mil, mas os apoiadores já doaram um valor seis vezes maior. Com isso, a companhia informa que a entrega dos aparelhos iniciará em 15 de maio.

LeiaJá também

--> Universidade na China oferece curso para atletas dos games

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando