Tópicos | Concurso Público

O pacote econômico entregue pelo presidente da República Jair Bolsonaro ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, nesta terça-feira (5), prevê a suspensão de concursos públicos, reajustes salariais e progressão de carreira por dois anos. Caso o pacote seja aprovado, também está prevista a possibilidade de reduzir a jornada de trabalho de servidores públicos em até 25%, com queda proporcional do salário. 

De acordo com o texto da Proposta de Emenda à Constituição que prevê a criação de “medidas permanentes e emergenciais de controle do crescimento das despesas obrigatórias”, as suspensões começam a valer a partir de 2026, caso o Congresso Nacional aprove a medida. “Até 2026, o Congresso Nacional terá tempo mais do que suficiente para reavaliar, um a um, todos os benefícios ou incentivos de natureza tributária federais”, diz a PEC. 

##RECOMENDA##

Ainda segundo a proposta de emenda, a redução de jornada de trabalho dos servidores “deverá ser feita conforme o interesse público, centrada em órgãos e funções que não comprometam a prestação de serviço público, mas que possam, temporariamente, contribuir para a redução do elevado gasto de pessoal”. Já sobre a suspensão da progressão de carreira de todos os servidores públicos, a proposta informa o seguinte: “Excetuando-se, em linhas gerais, aquelas promoções acompanhadas de alterações das atribuições”. 

Segundo o artigo 167-A da proposta de emenda, o Poder Executivo, os órgãos do Poder Judiciário, do Poder Legislativo, Ministério Público da União, Conselho Nacional do Ministério Público a Defensoria Pública da União, ficam proibidos de conceder  vantagem, aumento, reajuste ou adequação de remuneração de servidores. 

Também fica vedada a criação de cargo, emprego ou função que gere aumento de despesa, alteração de estrutura de carreira que implique aumento de despesa, admissão ou contratação de pessoal, a qualquer título, ressalvadas as reposições de cargos de chefia e de direção que não acarretem aumento de despesa, realização de concurso público, exceto para as reposições de vacâncias, entre outras medidas ligadas ao funcionalismo público. 

LeiaJá também

--> Bolsonaro entrega novo pacote de reformas ao Congresso

--> Guedes chama pacote de "agenda de transformação"

--> PEC do pacto deve transferir até R$ 500 bi, diz Guedes

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) divulgou três editais nesta segunda-feira (4), referentes aos concursos públicos que vão admitir 1.660 profissionais de níveis médio, técnico e superior. As inscrições começam nesta quarta-feira (6).

O anúncio da abertura dos certames foi feito no Diário Oficial da União (DOU), no qual informa que as mais de mil vagas serão distribuídas para 36 unidades da rede hospitalar. Além disso, as oportunidades são divididas em 533 vagas e formação de cadastro reserva na área médica, 998 vagas e formação de cadastro reserva na área assistencial e outras 129 vagas e formação de cadastro reserva na área administrativa. As remunerações oferecidas variam de R$ 2.170,22 a R$ 14.412,63, a depender do cargo.

##RECOMENDA##

A área médica abrange várias especialidades, incluindo infectologia, medicina do trabalho, oftamologia, genética médica, pediatria, pneumologia, psiquiatria, neurologia, urologia, cirurgia geral, cardiologia, ortopedia e traumatologia, entre outras.

Nos cargos do campo assistencial, há vagas para enfermeiro, farmacêutico, nutricionista, fisioterapeuta, biólogo, biomédico, técnico em radiologia, técnico de enfermagem, técnico em análises clínicas, técnico em saúde bucal,  assistente social, pedagogo, terapeuta ocupacional, profissional de educação física, psicólogo, fonoaudiólogo e tácnico em farmácia. 

Já no ramo administrativo, podem se candidatar, técnicos em contabilidade, assistentes administivos, advogados, arquiteto, engenheiro civil, engenheiros eletricistas, engenheiros mecânicos, técnicos em segurança do trabalho, analistas de tecnologia da informação e jornalistas. 

Os participantes do concurso passarão por duas etapas. A primeira é a realização das provas objetivas, que estão previstas para o dia 2 de fevereiro de 2020. Os candidatos responderão a questões de língua portuguesa, raciocínio lógico (exceto para médicos), noções de informática (para os cargos da área administrativa), legislação do SUS, legislação do Ebserh e conhecimentos específicos. A segunda e última etapa é a análise de títulos de caráter classificatório.

Os interessados devem se inscrever exclusivamente via internet, na página do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (Ibfc), até o dia 10 de dezembro. Para garantir a inscrição, o candidato deve fazer o pagamento da taxa de inscrição que custa R$ 80,00 para as vagas de nível médio e técnico; R$ 240,00 para médicos e R$ 180,00 para demais cargos de nível superior.

Confira os editais abaixo:

Edital nº 02 - Área Médica

Edital nº 03 - Área Assistencial

Edital nº 04 - Área Administrativa

A Prefeitura de Vicência, em Pernambuco, anunciou um processo seletivo que tem como objetivo contratar 48 funcionários de níveis fundamental, médio e superior, para suprir a necessidade de pessoal para atendimento da Secretaria Municipal de Assistência Social do município. Com carga horária de 30 ou 40 horas semanais, a depender do cargo escolhido, o trabalho prevê remuneração que pode variar de R$ 998 a R$ 2.500. 

Dentre as oportunidades, há uma vaga para assistente social CadÚnico, duas vagas para assistente técnico de programas sociais, quatro vagas para recepcionista e nove oportunidades para auxiliar de serviços gerais. Os outros cargos podem ser consultados através do edital do processo seletivo

##RECOMENDA##

A seleção se dará por meio de análise de experiência profissional e de títulos. A previsão é que o resultado preliminar seja divulgado no dia 17 de dezembro, com o resultado final previsto para 23 de dezembro.

Os interessados poderão se inscrever, de 4 de novembro a 4 de dezembro, no site da banca organizadora do certame, mediante pagamento de taxa de inscrição no valor de R$ 35 a R$ 42. Outras informações podem ser obtidas no edital do processo seletivo

A Prefeitura de Colinas do Tocantins anunciou o primeiro concurso em dez anos com 598 vagas. O edital foi publicado nesta manhã de segunda-feira (28), e as inscrições já estão abertas. As oportunidades são para vários cargos que exigem níveis médio ou superior.

As 598 vagas serão distribuidas em 151 para preenchimento imediato e 447 para cadastro reserva. Para os cargos de nível superior há vagas para médico (várias especialidades), agente de trânsito, assistente social, auditor fiscal, engenheiro civil, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, nutricionista, odontólogo, pedagogo, terapeuta ocupacional e veterinário. 

##RECOMENDA##

Já para os cargos de nível médio os cargos oferecidos são os seguintes: agente de combate a edemias, agente de consultório dentário, assistente administrativo, fiscal de meio ambiente, fiscal de posturas, fiscal de tributos, guarda municipal e técnico em segurança do trabalho. De acordo com o edital, os valores da remuniração variam de R$ 998,00 a R$ R$ 13.845,98.

As inscrições podem ser feitas até 1º de dezembro exclusivamente no site do Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (IDIB). A única etapa do concurso consiste na aplicação de uma prova objetiva com questões de conhecimentos específicos e de conhecimentos básicos de português, informática e raciocínio lógico.

As provas estão previstas para serem realizadas no dia 19 de janeiro de 2020. Para outras informações, confira o edital de abertura.

A Polícia Militar (PM) de Tocantins vai lançar um novo concurso com mil vagas para o cargo de soldado. Autorização do certame foi anunciada nesta quinta-feira (24), em cerimônia de homenagem aos 30 anos da PM no Estado. O edital deve ser divulgado em breve. 

De acordo com o comandante geral da PM, coronel Jaizon Veras Barbosa, o concurso está previsto para 2020 e os processos para a contratação da banca organizadora já está em tramitação. 

##RECOMENDA##

O último concurso também com mil vagas foi anulado em setembro deste ano, após uma série de irregularidades, como candidatos suspeitos de usarem aparelhos de celular no momento da prova e violação de envelopes em que estavam as os exames. A remuneração inicial oferecida foi de R$ 2.215,10, além de aúxílio-alimentação, auxílio-transporte e plano de saúde. 

Conforme o edital do certame anterior, as etapas do certame foram compostas com prova objetiva de português, raciocínio lógico e matemático, noções de direito, noções de informática, questões específicas sobre a PM do Tocantins; uma redação dissertativa; além de teste de capacidade física e avaliação psicológica. 

A Câmara Municipal de Prata, localizada no interior do estado de Minas Gerais lançou o edital do concurso público que vai contratar 12 profissionais para ocupar vários cargos no órgão. As vagas são de níveis fundamental, médio e superior e os aprovados poderão receber de R$ 1.555,35 a R$ 3.318,08, a depender da função.

As vagas são para advogado, assistente administrativo, assistente de comunicação, analista de recursos humanos, contador, controlador interno, oficial administrativo, recepcionista, serviços gerais, técnico audiovisual e técnicos em processos legislativos.  Os interessados poderão se inscrever a partir do dia 6 de janeiro até 6 de fevereiro de 2020, exclusivamente no endereço eletrônico. O valor da taxa de inscrição é de R$ 50, R$ 70 e R$ 100 para as vagas de exigem nível fundamental, médio e superior, respectivamente.  

##RECOMENDA##

De acordo com o edital, as etapas da seleção consistem na aplicação de provas objetivas de caráter eliminatório e classificatório e na avaliação de títulos de caráter classificatório. As provas conterão questões língua portuguesa, raciocínio lógico/matemática, informática, legislação municipal e conhecimentos específicos, cujos assuntos serão formulados de acordo com o cargo. Os exames deverão ser realizados nos dias 7 e 8 de março de 2020.

Outras informações sobre o certame estão disponíveis no edital de abertura.

Terminam nesta quarta-feira (16) as inscrições para o concurso público da Prefeitura Muncipal de Taquaritinga do Norte, no agreste de Pernambuco. São 182 oportunidades para profissionais com todos os níveis de escolaridade. A participação pode ser efetivada no site da banca organizadora e a taxa custa de R$50 a R$100, dependendo de cada função.

Entres os cargos estão serviços gerais, gari, guarda municipal, motorista, assistente administrativo, professor da educação infantil, professor dos anos iniciais do ensino fundamental, agente comunitário de saúde,  médicos de diferentes especialidades, farmacêutico, instrutor de educação física, entre outros. O quadro completo está disponível no edital do certame.

##RECOMENDA##

Os candidatos serão submetidos às provas objetivas de caráter classificatório e eliminatório, com conteúdos de língua portuguesa e conhecimentos específicos. Para alguns profissionais ainda será exigido avaliação de títulos e curso de formação. A data para aplicação da primeira etapa está prevista para 24 de novembro.

Os aprovados trabalharão em regime de 20h ou 40 h semanais ou 187, 5 horas mensais. Os salários variam de acordo com o posto ocupado, indo de R$998 a R$3.672. Já os docentes receberão R$12,79 por hora/aula.

 

O Ministério da Educação (MEC) divulgou as bancas organizadoras definidas para os concursos públicos da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). Os processos seletivos somam 2 mil vagas para diversos postos de trabalho distribuídos entre 39 hospitais universitários federais e no Hospital de Clínicas de Uberlândia (HC-UFU).

Segundo informações do MEC publicadas nesta quarta-feira (9), o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC) organizará a seleção para os hospitais federais, enquanto a Fundação Vunesp conduzirá o certame do HC-UFU. As instituições federais contam com 1.363 vagas e o HC dispõe de mais de 630 oportunidades.

##RECOMENDA##

As seleções oferecem funções nas áreas médica, assistencial e administrativa. Nos dois processos seletivos, os candidatos serão submetidos à prova objetiva, análise de títulos e avaliação de experiência profissional.

De acordo com o MEC, o edital dos concursos deverá ser divulgado ainda em 2019. Neles os candidatos encontrarão informações como prazo de inscrições, níveis de escolaridade exigidos e remunerações salariais.

LeiaJá também

--> PCR divulga concurso público com salário até R$ 4,6 mil

A Empresa Municipal de Informática (Emprel), instituição vinculada à Prefeitura do Recife (PCR), divulgou a realização de um concurso público. Segundo o edital de abertura do certame, os salários para os aprovados, dependendo do cargo pretendido, variam de R$ 2.775,43 a R$ 4.652,53.

Assistente de operações e monitoramento, analista de infraestrutura e suporte, e analista de sistemas são as funções oferecidas. No total, sete oportunidades estão sendo oferecidas pela Prefeitura, cuja seleção contará com prova objetiva e exame discursivo no dia 1° de dezembro deste ano.

##RECOMENDA##

Os interessados em participar da disputa devem se inscrever, até 7 de novembro, por meio do site da banca organizadora do processo seletivo. A taxa de inscrição pode variar de R$ 75 a R$ 100, conforme o cargo almejado pelo candidato.

De acordo com a Prefeitura do Recife, a validade do concurso será de dois anos, podendo ocorrer prorrogação pelo mesmo período. Mais informações podem ser obtidas por meio do edital do certame.

LeiaJá também

--> Em nova seleção, PCR oferece salário até R$ 5,3 mil

Com mais de 170 oportunidades, a Prefeitura de Orobó, no Agreste de Pernambuco, abriu concurso público destinado a vários cargos. Podem participar do processo seletivo candidatos de níveis fundamental, médio, técnico e superior.

Algumas das funções disponíveis são agente comunitário de saúde, assistente social, auxiliar de serviços gerais, fonoaudiólogo, merendeira, professor, nutricionista, procurador jurídico, médico, e auxiliar de saúde bucal. Dependendo da ocupação, os salários para os aprovados podem variar de R$ 998 a R$ 6 mil.

##RECOMENDA##

O processo seletivo contará com prova de títulos e prova objetiva. De acordo com o cronograma do concurso, o resultado final será anunciado no dia 31 de janeiro de 2020.

Os interessados em participar da seleção devem se inscrever até 6 de novembro por meio da página eletrônica da organização do certame. A taxa de participação pode variar R$ 80 a R$ 120, conforme o cargo pretendido. Mais informações podem ser obtidas no edital do concurso público.

A Prefeitura de Arari, no Maranhão, prorrogou as inscrições para o concurso público com 192 vagas em vários níveis de escolaridade. Para participar é preciso acessar o site da banca organizadora e pagar a taxa, variando de R$ 65 a R$ 110. O prazo de candidaturas segue até o dia 6 de outubro.

Entre as oportunidades, há vagas de auxiliar de serviços gerais, coletor de lixo domiciliar, técnico de controle de meio ambiente, agente de defesa ambiental, professores de ensino infantil e fundamental, de diversas disciplinas; médico veterinário, enfermeiro hospitalar, médicos, farmacêutico, fonoaudiólogo e assistente administrativo.

##RECOMENDA##

O processo de seleção será por meio de provas objetivas com conhecimentos específicos e gerais, além de análise de títulos e provas práticas para algumas funções. A primeira etapa está prevista para começar dia 20 de outubro.

Os aprovados devem cumprir jornada de trabalho de 20 a 40 horas semanais e recebem remuneração equivalente ao cargo ocupado, indo de R$ 998 a R$ 2 mil. Mais detalhes podem ser acessados no edital do certame.

A Prefeitura de Porto Seguro, na Bahia, divulgou abertura de concurso público para contratação de novos servidores. As inscrições devem ser feitas pela internet, começam na próxima segunda-feira (30) e vão até o dia 27 de outubro. A taxa de participação varia conforme a escolaridade indo de R$60 a R$150.

São 579 vagas imediatas e 1.487 para o cadastro de reserva, divididas entre nível médio, técnico e superior. Há oportunidades para agente de saúde, auxiliar de classe, agente de trânsito, técnico agrícola, técnico de enfermagem, médico de diferentes especialidades, professores da educação básica, engenheiro, assistente social, biólogo, entre outros. As remunerações variam conforme ocupação e carga horária, indo de R$ 1.250,00 à R$ 8.333,60.

##RECOMENDA##

O concurso vai cobrar dos candidatos conhecimentos gerais e específicos. Alguns cargos ainda exigirão avaliação curricular, análise de títulos e curso de formação. A primeira etapa tem data prevista para 01 de dezembro.

Para mais detalhes confira o edital.

Estudantes sofrem com falta de atenção nos estudos. Foto: Pixabay

##RECOMENDA##

Quando o seu pai assumiu a responsabilidade de possibilitar estrutura, qualificação e o tempo necessário de preparação para concursos públicos, *Katarina Santos, 23, inicialmente, adorou a oportunidade. Recém-formada em um curso de nível superior, a jovem abriu mão de investir em um empreendimento para agarrar a chance dada pelo pai e dedicar-se aos livros e vídeo aulas. Seu sonho é ingressar em uma carreira pública, de preferência na sua área de atuação profissional. 

A oportunidade dada pelo pai, no entanto, tornou-se um dilema para Katarina. Desde fevereiro deste ano, ela tenta estudar em casa para processos seletivos federais, mas sofre de falta de concentração. Ansiedade e a própria pressão imposta pela família, cujo discurso geralmente é repleto de cobranças para que a jovem dedique total atenção aos estudos, são situações que também a incomodam, além de distrações que a impedem de se concentrar.

Segundo a Organização Mundical da Saúde (OMS), o Brasil é o país com o maior número de pessoas com algum tipo de transtorno de ansiedade. O levantamento aponta que 9,3% da população sofre com o malefício, correspondendo a 18 milhões de brasileiros.

Katarina, ao ser questionada por que não consegue concentrar-se, é incisiva na resposta: “Por causa da minha mente ansiosa e da falta de disciplina”. A estudante também aponta situações que atrapalham a rotina de estudos. “Estudar em casa, com o celular ao lado, por mais que esteja no silencioso. Estudar sabendo que tenho algum compromisso ou problemas a resolver”, detalha a jovem. 

Para Katarina, está claro que ela não criará uma rotina inteligente de estudos em sua residência. “Não vou conseguir em casa, por ‘N’ fatores. Um deles é minha mãe, que acha que só pelo fato de eu estar em casa, estou sempre disponível, ou seja, me atrapalha sempre. Eu preciso estudar fora de casa, não necessariamente fazer um curso. Uma biblioteca ou sala de estudos já ajudam bastante; é até mais motivador”, desabafa.

*Nome fictício. A entrevistada preferiu preservar a sua identidade.  

Passos que levam à concentração 

Com mais de dez anos de experiência em aulas para concursos públicos e Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o professor de português Tiago Xavier acompanha a rotina de estudantes afetados pela falta de concentração. Segundo o educador, estudar em casa, de fato, é tarefa difícil. Nas residências, diversas situações podem tirar o foco dos estudos. 

Professor Tiago Xavier soma mais de dez anos de experiência em ensino. Foto: Nathan Santos/LeiaJáImagens

“Converso bastante com os alunos e noto que a maior reclamação deles é que em casa dispersam por qualquer coisa. Por vários motivos: o cara está estudando no quarto dele, mas ele é casado, e se é casado tem a esposa e filhos. E se ele está em casa, sempre alguém vai chamar para fazer alguma tarefa. Tem cachorro, o cão late, o cara dispersa. Qualquer detalhe, barulho de televisão ou de alguém que está conversando, faz o estudante perder a concentração”, explica Xavier. 

De acordo com o professor, no universo dos preparatórios para concursos públicos, existem dois tipos de candidatos. Ambos estão sujeitos a perder o foco. Há o aluno que estuda para concurso de maneira eventual. “Saiu o edital agora e assim ele começa a estudar”, comenta o educador, complementando que esse tipo de estudante, geralmente, não inicia os estudos antes da publicação do edital.

Outro perfil de estudante é o concurseiro. Ele começa a se preparar antes mesmo da publicação do edital. “É o cara que já vem há seis, sete meses, um ano, dois anos estudando para um concurso. Ele já está habituado com os tipos de banca e está esperando um concurso que nem o edital saiu ainda. Eu considero o tempo de quatro a cinco meses para o aluno estudar tranquilamente”, comenta Xavier. Nas duas situações, os candidatos devem seguir passos que os ajudem a manter o foco nos livros. 

Um desses passos, segundo Tiago Xavier, é cuidar do ambiente físico onde os estudos serão realizados. “O ambiente físico influencia muito. Iluminação, o som, acho que isso influencia bastante. É indicado um local iluminado, sem som externo, com clima agradável”, orienta o docente. 

Não é indicado que os candidatos estudem deitados. Tiago Xavier alerta: “Tem gente que estuda deitado já esperando dormir. Estudar é estudar e dormir é dormir! Para mim, obrigatoriamente, o concurseiro precisa ter um birô, com cadeira confortável, para estar sentado e estudando. Não existe o concurseiro que vai estudar deitado. Cama não é ambiente adequado para estudo”. 

Ainda de acordo com o professor de português, a utilização das redes sociais tem lados positivos e negativos. Como benefícios, estão vídeo aulas, questões, dicas curtas, entre outros conteúdos educativos disponibilizados na internet que podem ajudar candidatos a concursos e ao Enem. Em outra esfera, dedicar horas a ferramentas como Instagram e Facebook sem fins de estudo atrapalha muito os concurseiros.  

Até a forma como o aluno escreve no caderno os conteúdos dados pelos professores pode atrapalhar a compreensão das dicas. “Algo que faz o candidato se perder é a desorganização. Quando estou dando aula e escrevo no quadro, utilizo três cores de piloto. Muitas vezes o aluno escreve de maneira desorganizada”, explica o professor de português. Segundo ele, o aluno precisa escrever organizadamente, com as frases ordenadas conforme o professor colocou no quadro e, se possível, ainda deve escrever o texto com cores diferentes para facilitar a leitura. 

Questionado sobre se é melhor estudar em casa ou acompanhado por um professor em um preparatório, Xavier afirma que isso vai variar conforme o perfil de cada estudante. No entanto, independente do perfil do candidato, se ele está em um curso ou em casa, existe uma lista de atitudes que podem contribuir para a concentração nos estudos. Veja no vídeo do professor Tiago Xavier: 

 

Cronograma é essencial 

Segundo o coordenador pedagógico do preparatório para concursos ‘Nuce’, situado no Recife, Breno Ralino, estabelecer um cronograma de estudos, com horários e disciplinas bem detalhados, é algo primordial para qualquer estudante. Ralino também orienta que os candidatos realizem revisões após assistirem suas aulas. 

“Tem que exercitar o que viu na aula anterior. Sempre enfatizo esses exercícios. Em casa, os alunos geralmente fazem o cronograma com mais de uma disciplina. É importante ter a teoria e resolver bastante questões”, reforça o coordenador pedagógico. 

Em entrevista ao LeiaJá, Ralino montou um cronograma básico de estudos. Ele explica cada detalhe no vídeo a seguir: 

Aporte psicológico por um estudo focado

De acordo com o psicólogo e professor de geografia Dino Rangel, existem vários aspectos que levam um estudante a perder concentração durante os estudos. Um deles é o foco. Segundo o especialista, o foco deve estar atrelado a algo que o candidato tem vontade de fazer. Se não há esse desejo, dificilmente ele terá concentração 

“Muitas vezes, aquilo que chama atenção da gente é aquilo que nós objetivamos. Aquilo que não interessa muito não nos chama atenção. Então, o concurseiro, muitas vezes, pode não ter atenção devida para uma questão da ordem do desejo de ser. Se é algo que o estudante deseja fazer, que ele sonha fazer, naturalmente isso pode levá-lo a ter um foco maior”, explica o psicólogo. 

A questão do ambiente físico para estudos também pode pesar para os candidatos, segundo Rangel.  “Um ambiente conturbado, seja no contexto de som, ou familiares, gera fatores que podem impedir o aluno de ter atenção. Isso pode bloquear o estudante. A estratégia que ele deve buscar é encontrar um ambiente no qual ele se sinta familiarizado. Existem pessoas que rendem mais de madrugada que pela manhã, e aí o candidato precisa focar mais nos estudos, organizar o horário e otimizar o tempo”, comenta. 

Dino Rangel também destaca que existe um fator de ordem psicológica. “Por exemplo, se o estudante tiver traços de TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade), ele pode estar passando por um problema, como crises de ansiedade e depressão, que são transtornos que podem pesar psicologicamente no humor e pensamento dele, provocando alguma alteração no senso de realidade, no desejo de querer e na motivação”, explana o psicólogo.  

Ainda sobre a questão psicológica, Rangel alerta que distúrbios podem ofuscar a vontade de um indivíduo de estudar. “Se o aluno tem traços de depressão, desmotivação e desânimo, muitas vezes um transtorno depressivo maior, falta de vontade, questão da alimentação e isolamento expressivo podem dificultar a atenção. Se ele passa por uma situação familiar delicada, como cobrança dos pais, isso pode complicar também. Há ainda o problema da falta de planejamento, uma vez que o candidato quer fazer tudo ao mesmo tempo. A psicologia pode auxiliar de forma expressiva, levando esse aluno a uma conscientização de ser. O aluno se conscientiza sabendo aquilo que ele realmente quer. A psicologia ajuda na reflexão da condição na qual o indivíduo se encontra. ‘O que eu estou fazendo é o que eu quero? O que está me atrapalhando a ter atenção? Uma ansiedade, depressão, um transtorno, bipolaridade? É uma questão dos meus pais? É uma questão minha?’. A psicologia vai levar o indivíduo a pensar sobre o que está o atrapalhando de ter a devida atenção”, detalha o especialista, enfatizando que terapias com psicólogos podem ajudar pessoas que sofrem com a falta de concentração. 

LeiaJá também entrevistou o médico psiquiatra Antônio Alvim, membro titular da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). O especialista, sob o olhar psiquiátrico, explicou como a falta de concentração pode ser considerada um transtorno. Alvim revelou que existe medicação para combater o problema. Confira: 

LJ - No que diz respeito à psiquiatria e à questão clínica, quando a falta de atenção pode ser considerada uma doença?  

AA - A falta de atenção pode ser um sintoma e ela pode estar presente em um quadro de ansiedade muito grande ou presente em uma pessoa que está deprimida, uma pessoa que não dormiu direito na noite anterior. Existe também o quadro da falta de atenção que a gente chama, na medicina, de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), que um dos sintomas principais desse transtorno é justamente a dificuldade de prestar atenção.  

LJ - Podemos considerar esse transtorno uma doença? 

AA - Em psiquiatria a gente não usa o termo doença. A gente sabe que ele tem uma base biológica bem estabelecida e tem uma prevalência que é semelhante em vários países do mundo, então, a gente não usa o termo doença, mas sim transtorno. 

LJ - E como esse transtorno age no corpo e na mente da vítimae? 

AA - Ele é marcado por dificuldades em três esferas do comportamento, que é na atenção, na impulsividade e na hiperatividade. Então, é um padrão de comportamento que a pessoa tenha alterações nessas três esferas. Na questão dos estudos, isso vai ser marcado principalmente em forma de desatenção, como dificuldade de prestar atenção, não prestar atenção a detalhes, errar bobeiras, pular questões porque não leu direito. Começar a ler uma questão e de repente ficar “voando”, distraído. 

LJ – O transtorno também está relacionado à questão do estresse, já que algumas pessoas não têm paciência de estudar?  

AA - É importante, justamente, o que a gente usa, em medicina, o termo diagnóstico diferencial, porque, muitas vezes, a impaciência pode ser sintoma de um transtorno de ansiedade, por exemplo, que pode levar à dificuldade de atenção. Mas, por outro lado, a pessoa que começa a estudar ou, às vezes, estuda bastante mas não consegue prestar atenção e aí chega na hora da prova e erra bobeira, porque não conseguiu prestar atenção ou não leu direito, isso pode também levar a um quadro de estresse, porque o indivíduo se dedica e acaba tendo prejuízo ou um desempenho que está aquém do esperado. 

LJ - Quando é notório que a pessoa precisa de acompanhamento psiquiátrico? 

AA - A gente sempre baseia, na psiquiatria, na questão do prejuízo. Mesmo quando a gente tem tristeza, ela faz parte da nossa vida. Quando a pessoa começa a ter uma tristeza muito intensa e muito prejuízo com isso, a gente chama de depressão. E falta de atenção, eventualmente, pode estar presente nas nossas vidas, mas quando ela começa a ficar muito frequente, quando isso começa a trazer prejuízos à vida de uma pessoa, talvez seja a hora de procurar um psiquiatra.  

LJ - O TDAH é um transtorno que o indivíduo já nasce com ele ou se desenvolve ao longo da vida? Como ele age no corpo? Há algum processo químico?  

AA - O TDAH é considerado um transtorno do neurodesenvolvimento, que é algo que está se acontecendo em um cérebro que está se desenvolvendo de maneira diferente. Então, esses sintomas da desatenção já estão presentes desde muito cedo na vida do indivíduo. Muitas vezes é difícil fazer o diagnóstico em crianças muito novas e a maior parte dos diagnósticos é feita a partir do momento que as crianças entram na escola, porque começam a ter mais cobrança. Isso está presente desde cedo na vida da criança. Não é comum que um adulto que nunca teve problemas e, de repente, na véspera de um concurso, diga que está com déficit de atenção. Pode ser outra causa que está levando a essa desatenção e não o TDAH. Hoje, já é bem estabelecido como o transtorno age. Alterações, tanto do ponto de vista anatômico, tanto funcional, em diversas áreas cerebrais, estão relacionadas, por exemplo, à atenção, à impulsividade e à memória.  

LJ - Como a psiquiatria trata o transtorno? Existem medicamentos para falta de atenção?  

AA - A primeira coisa que a gente precisa é de um diagnóstico correto de TDAH. A segunda questão é que existe, sim, tratamento para déficit de atenção. Temos os chamados psicoestimulantes, que são medicamentos muito seguros e bem estudados, e paralelo a isso, acompanhamento com psicoterapia e também exercícios físicos.  

 LJ - O medicamento age com rapidez? 

AA - Sim. O uso dele eu costumo comparar ao uso de um óculos. A pessoa coloca óculos, enxerga, e quando tira o óculos, tem dificuldade de enxergar. O início do efeito da medicação é muito rápido. 

Foi publicado nesta quarta (25), no Diário Oficial da União, o novo concurso público do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que vai contratar temporariamente 2.658 profissionais com ensino médio. Os salários podem chegar a R$ 3.100.

As mais de 2.600 vagas são para os cargos de Coordenador Censitário (1.343 vagas) e Agente Censitário Operacional (1.315 vagas). Ambos vão atuar na realização do Censo Demográfico 2020. Além deste concurso, só neste ano, o IBGE lançou outros dois processos seletivos para analista censitário e também para agente censitário.

##RECOMENDA##

Neste certame, os salários oferecidos são de R$ 1.700 para agente censitário operacional e R$ 3.100 para coordenador censitário. Além de ter o ensino médio completo como requisito, também é necessário possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria “B”, no mínimo. De acordo com o edital, a contratação é válida por 12 meses, podendo ser renovada por igual período.

Etapas do certame e outros detalhes serão divulgados na íntegra, no momento da abertura das inscrições, às 10h desta quarta, no site da Fundação Getúlio Vargas, banca organizadora do concurso. 

Conquistar estabilidade, bons salários e o cargo dos sonhos é o ideal de vida de muita gente que decide dedicar horas à preparação para concursos públicos. Segundo a Associação Nacional de Proteção e Apoio aos Concursos (ANPAC), o número de pessoas que decidem estudar para conquistar uma vaga pública cresce em até 40% todos os anos.

O que pouca gente sabe é a possibilidade de candidatar-se também a concursos no exterior. Um país que permite que brasileiros participem de suas seleções é Portugal. Mas antes da inscrição para a prova é preciso procurar o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e solicitar a igualdade de direito.

##RECOMENDA##

Para realizar a solicitação é necessário apresentar comprovante de residência e de nacionalidade emitido pelo consulado brasileiro. Além disso, é preciso validar os diplomas e certificados. Os processos devem ser feitos com antecedência, já que existem prazos para serem concluídos, podendo levar até 6 meses, dependendo o nível de escolaridade. Cada instituição solicitada para realizar a revalidação cobra uma taxa específica, a partir de  €30 (R$137,07) para nível médio e a partir de €450 (R$2055,66) para superior, mestrado e doutorado. 

Confira alguns sites que possuem editais divulgados

Direção Geral da Administração Escolar (DGAE)  - A plataforma disponibiliza certames na área de educação, para professores, diretores, cargos administrativos e afins. 

Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS)  - Na página os candidatos encontram os editais disponíveis para a área de saúde, com vagas para médicos e demais profissionais da área. 

Bolsa de Emprego Público (BEP) - O site é um espaço para publicação de vagas em diversas áreas, para todas as escolaridades. 

Base Concursos Públicos - Mais um portal online com oportunidades de emprego na carreira pública em Portugal. 

Em relação às provas, de acordo com os editais, é semelhante aos processos realizados no Brasil. Dependendo do cargo, há provas de conhecimentos gerais, português e matemática e conhecimentos específicos. Para alguns certames existe uma avaliação curricular, psicológica e entrevistas. A média salarial oferecida para o servidor lusitano é de €1.689, aproximadamente R$7.700.

A Prefeitura Municipal de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, divulgou edital de abertura de concurso público para contratação de 376 novos servidores com todos os níveis de escolaridade. As inscrições devem ser feitas entre os dias 23 de setembro e 25 de outubro. A taxa custa R$ 60, R$80 e R$100, variando conforme o cargo.

Para participar é preciso entrar no site da banca organizadora e efetuar o cadastro, no entanto quem não tem acesso a internet pode se dirigir à biblioteca pública do município, na Avenida Germiniano Maciel, no centro da cidade. O atendimento é das 09h às 12h e das 14h às 17h.

##RECOMENDA##

Há oportunidades para professores de diversas disciplinas do ensino básico; várias especialidades médicas, como psiquiatra, clínico e obstetra; agente administrativo; auxiliar de farmácia; fiscal sanitário; vigia; pedreiro; operador de máquinas; técnico de segurança do trabalho; auxiliar de serviços gerais; psicólogo; nutricionista, entre outros.  Os salários dependem da função e da carga horária trabalhada, de 20h a 40h semanais, indo de R$998 a R$3000.

O certame vai exigir que os candidatos se submetam a provas de conhecimentos gerais, de português, matemática e conhecimentos específicos. Para determinadas funções ainda haverá prova prática e de títulos. A primeira etapa tem data prevista para 01 de dezembro.

Mais informações estão disponíveis no edital.

A Prefeitura de Parnamirim, no Rio Grande do Norte, divulgou edital de abertura de concurso público. São 244 vagas para o cargo de apoio escolar com ensino médio completo. As inscrições devem ser feitas pelo site da banca organizadora entre os dias 23 de setembro e 22 de outubro. A taxa custa R$65. Doadores de sangue e de medula óssea tem isenção da taxa, além das pessoas com cadastro em programas sociais.

Entre as oportunidades de ampla concorrência, há vagas para deficientes e cadastro de reserva. Os salários oferecidos são de R$988 para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.

##RECOMENDA##

A seleção vai ser realizada por meio de provas objetivas de múltipla escolha, com conteúdo específicos com noções de primeiros socorros, direitos da criança e do adolescente e noções do estatuto da pessoa com deficiência; e questões de português e matemática. A data de aplicação está prevista para 17 de novembro.

O certame tem validade de 2 anos, com possibilidade de prorrogação por mais 2. Para mais detalhes, confira o edital.

 

A Secretaria de Economia do Distrito Federal anunciou, nesta terça-feira (17), a abertura de um novo concurso público com a oferta de 120 vagas para o cargo de auditor fiscal da Receita Federal. A divulgação foi feita no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). A remuneração oferecida é de R$ 14.970,00 para jornada de trabalho de 40 horas semanais.

De acordo com o edital, do total de 120 vagas, 40 são para contratação imediata e 80 para cadastro reserva. A banca organizadora é o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) que será responsável pela elaboração das fases da seleção que consistem em: provas objetivas e discursivas e avaliação de vida pregressa. As provas serão aplicadas no dia 2 de fevereiro de 2020 e as discursivas em 14 de abril do mesmo ano.

##RECOMENDA##

Na prova objetiva, os candidatos responderão a questões de língua portuguesa; conhecimentos sobre o Distrito Federal; contabilidade pública; direito administrativo; direito constitucional; direito civil; direito empresarial e direito penal; economia e finanças públicas; tecnologia da informação; matemática financeira; raciocínio lógico e estatística; auditoria fiscal do ICMS e ISS; contabilidade geral e contabilidade de custos; direito financeiro; direito tributário e legislação tributária.

Interessados em participar devem ter concluído o curso superior em qualquer área de formação. As inscrições estarão abertas de 22 de novembro a 19 de dezembro no site do Cebraspe. A taxa de inscrição custa R$ 55,00. 

 

Estão abertas a partir desta segunda (16) as inscrições para o concurso da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) que vai contratar 10 novos analistas jurídicos e assistentes técnicos. Os salários oferecidos variam de R$ 3.531,95 a R$ 6.000,00, de acordo com o cargo.

Conforme o edital, estão sendo ofertadas cinco vagas para analistas jurídicos no qual requer nível superior completo e outras cinco oportunidades para assistente técnico da defensoria, sendo solicitado o nível médio. Todas as vagas são direcionadas aos municípios de Coari, Eirunepé, Iranduba, Lábrea, Manacapuru, Maués e São Gabriel da Cachoeira.

##RECOMENDA##

As inscrições seguem abertas até 16 de outubro, no site da Fundação Carlos Chagas (FCC), banca organizadora do concurso. A taxa de inscrição custa R$ 110,00 para o cargo de nível superior e R$ 85,00 para o de nível médio.

O processo seletivo é composto por provas objetivas discursivas a serem aplicadas no dia 15 de dezembro. Os assuntos direcionados ao nível superior são:

 Direito Constitucional; Direito Administrativo; Direito Civil; Direito Processual Civil; Direito Penal; Direito Processual Penal; Direitos Humanos; Direito da Criança e do Adolescente, do Idoso, da Pessoa com Deficiência e da Mulher.

Os candidatos ao cargo de nível médio deverão responder questões de: Língua portuguesa; Conhecimentos jurídicos; Conhecimentos institucionais.

Segundo o edital, o concurso terá validade dois anos, podendo ser prorrogado por igual período. Saiba outros detalhes do certame no edital de abertura.

 

Já está disponível o edital do novo concurso do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ). O certame que oferece 18 vagas para cargos dos níveis médio e superior. De acordo com o concurso, anunciado na noite desta quinta-feira (12), o MP-RJ vai pagar salários de R$7.139,16 para as vagas de analista e de R$ 4.382,84 para os cargos de oficial e técnico.

As vagas estão divididas em 11 oportunidades para analista administrativo e processual e sete vagas para técnico e oficial. Para concorrer ao cargo de analista administrativo, é necessário ter formação superior nas áreas de administração, ciências contábeis, economia ou direito. Já para analista processual, é exigido o curso completo em direito. Os interessados em pleitear a vaga de técnico ou oficial devem nível médio, podendo também possuir curso técnico. Para os três cargos é exigida a idade mínima de 18 anos na participação do concurso.

##RECOMENDA##

A seleção consiste na aplicação de uma prova escrita objetiva de caráter eliminatório e classificatório para todos os cargos. Os candidatos devem ficar atentos ao locais de prova, que serão realizadas no dia 24 de novembro, nos municípios de Cabo Frio, Campos dos Goytacazes, Duque de Caxias, Itaperuna, Niterói, Nova Friburgo, Nova Iguaçu, Petrópolis, Rio de Janeiro, Teresópolis e Volta Redonda. 

As inscrições estarão abertas a partir do dia 16 de setembro até 29 de outubro no site da Fundação Getúlio Vargas (FGV), banca organizadora do concurso. A taxa de inscrição é R$ 120,00 para as vagas de analista e R$ 90,00 para os cargos de técnico e oficial. Mais detalhes sobre a seleção podem ser conferidos no edital de abertura do certame, disponibilizado no Diário Oficial do Rio de Janeiro desta sexta-feira (13).

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando