Notícias

| Mundo

A Comissão Europeia limitará as gorduras trans, presentes geralmente em doces industrializados e cujo consumo em excesso é ruim para a saúde, anunciou a instituição nesta quarta-feira.

A partir de 2 de abril de 2021, o limite máximo autorizado será de dois gramas de gorduras trans produzidos industrialmente para cada 100 gramas de gordura na comida destinada ao consumo.

Estas gorduras se encontram nos alimentos fritos, na confeitaria industrial, biscoitos, bolos e em sopas desidratadas.

Trata-se de "proteger a saúde do consumidor e de oferecer aos europeus opções mais saudáveis", afirmou a Comissão em um comunicado.

Este limite de 2% já é aplicado na Dinamarca desde 2003. Nos Estados Unidos, as gorduras trans artificiais nos alimentos estão proibidas desde junho de 2015.

Presentes nos óleos vegetais parcialmente hidrogenados, as gorduras trans são usadas normalmente na indústria alimentar desde os anos 1950 por sua capacidade de estabilização e conservação.

Os trabalhos de demolição de dois prédios no condomínio Figueiras do Itanhangá, na Muzema, no Rio de Janeiro, foram iniciados nesta quarta-feira (24). As duas construções ficam ao lado dos dois edifícios que desabaram no dia 12 deste mês, deixando 24 mortos e sete feridos.

Duas pessoas permanecem internadas: Paloma Paes Leme, de 44 anos, e o filho dela, Rafael, de 4 anos, estão na Unidade Intermediária Pediátrica do Hospital Miguel Couto, na Gávea, com quadro clínico estável.
 
Segundo a prefeitura, as demolições serão feitas de forma manual pela Secretaria Municipal de Conservação (Seconserva), com auxílio de máquinas para não abalar estruturalmente os prédios das imediações.

##RECOMENDA##

O trabalho deve durar 30 dias e está em avaliação a necessidade de contratar emergencialmente uma empresa para auxiliar na demolição, o que poderia acelerar o processo.

Buscas são encerradas

O Corpo de Bombeiros encontrou o corpo da última vítima nos escombros na madrugada de domingo (21) e deu por encerradas as buscas.

Na segunda-feira (22), a Defesa Civil municipal fez nova vistoria no local da tragédia e emitiu laudo em que condena os prédios localizados nos lotes 93-A e 92, vizinhos ao desabamento. Eles apresentavam graves riscos estruturais.
 
A Defesa Civil vai analisar se os moradores do primeiro prédio a ser demolido, no total de quatro famílias, poderão entrar para retirar pertences, móveis e eletrodomésticos.

Como o acesso ao prédio de oito andares está bloqueado por escombros, a Seconserva fará um acesso por um dos apartamentos do primeiro andar.
 
A Polícia Militar foi acionada para apoiar a ação e a Guarda Municipal estará com 30 agentes no local, para auxiliar no isolamento da área e no controle do trânsito.
 
A Secretaria Municipal de Urbanismo aumentou a fiscalização na região e elabora atos administrativos para dar suporte às ações da prefeitura.

Já foram abertos 33 processos novos de notificação no condomínio, com a identificação individual das construções irregulares.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou nesta terça-feira que, para frustração dos Estados Unidos e de seus adversários regionais, segue no comando do governo e exerce na plenitude suas competências, inclusive o controle das Forças Armadas, três meses após o oposicionista Juan Guaidó se autoproclamar presidente interino. "Esse ensaio de golpe de Estado fracassado passará à história como uma comédia", afirmou.

Guaidó é o presidente da Assembleia Nacional, controlada pela oposição, e se declarou presidente interino em 23 de janeiro, após considerar fraudulenta a eleição de maio de 2018 que deu a Maduro um segundo mandato. Guaidó é reconhecido por mais de 50 países e busca pressionar o rival para que deixe o poder. Maduro, por sua vez, diz que o oposicionista integra um complô comandado por Washington para derrubá-lo.

##RECOMENDA##

"Temos o controle do governo, a condução da Força Armada Nacional Bolivariana, o controle do território nacional e como presidente estou governando todos os dias e cumprindo meus preceitos constitucionais", afirmou Maduro, que qualificou como uma "palhaçada" a tentativa de retirá-lo do poder. Apesar de sanções internacionais e da grave crise econômica e social, Maduro continua com o apoio das Forças Armadas, fiel da balança nas disputas políticas no país. Fonte: Associated Press.

A Casa Branca perdeu, nesta terça-feira, o prazo estipulado pelo Congresso para a entrega das seis últimas declarações de imposto de renda do presidente Donald Trump, ampliando a tensão, em uma disputa que deve chegar à Justiça.

Richard Neal, presidente da comissão parlamentar que investiga as questões fiscais, tinha dado ao Serviço de Impostos Internos americano até 10 de abril para entregar as declarações de imposto de renda do mandatário, e de as entidades associadas a ele, correspondentes aos anos de 2013 a 2018.

A data-limite tinha sido estendida até esta terça mas Trump já disse que não quer que essas informações sejam publicados, com o mesmo motivo usado na campanha presidencial de 2016 - que os documentos estão sendo auditados pelo Serviço de Impostos Internos, embora o instituto tenha informado que não tem problemas com sua divulgação.Embora a lei não obrigue a isso, Trump rompeu uma tradição de longa data durante as eleições de 2016 ao não publicar esses documentos - como fez a maioria dos presidentes desde os anos 70.

"O presidente foi bem claro: uma vez que (as declarações) tiverem saído da auditoria, pensará em fazê-lo", disse na terça à Fox News o subsecretário de imprensa da Casa Branca, Hogan Gidley.

"Não está disposto a fazê-lo neste momento", acrescentou.

Quinze pessoas morreram nesta quarta-feira (24) em uma explosão na cidade de Jisr al Shughur, na província de Idlib, noroeste da Síria, informou a ONG Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH).

Treze civis e duas pessoas não identificadas morreram e outras 30 ficaram feridas em uma explosão perto de um mercado de Jisr al Shughur, afirmou à AFP Rami Abdel Rahman, diretor do OSDH. A causa da explosão ainda não foi determinada.

"Não está claro se a explosão foi provocada por um carro-bomba ou um automóvel que transportava explosivos", declarou o diretor do OSDH. O Partido Islâmico do Turquestão, uma formação de jihadistas estrangeiros, com forte presença da minoria uigur, está bem implementado em Jisr al Shughur,

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) dispõe de células adormecidas na província de Idlib, controlada desde o início do ano pelo grupo jihadista Hayat Tahrir al Sham (HTS, ex-braço da Al-Qaeda).

A empresa Le Bras Frères, responsável por montar os andaimes no teto da catedral Notre-Dame de Paris, que estava em reforma no momento do incêndio da semana passada, admitiu que alguns operários fumavam na obra, apesar da proibição.

"Efetivamente, alguns funcionários violavam esta proibição de vez em quando e lamentamos", afirmou à AFP o porta-voz da empresa, Marc Eskenazi. "Informamos a polícia", completou.

O porta-voz respondeu desta maneira a um texto da revista satírica Le Canard enchaîné, publicado nesta quarta-feira (24), que afirma que a polícia encontrou sete guimbas de cigarro perto dos andaimes.

Eskenazi, no entanto, descartou a possibilidade de uma guimba mal apagada ter provocado o incêndio que destruiu na segunda-feira da semana passada parte do teto da catedral gótica e derrubou seu emblemático pináculo (conhecido como flecha).

"Qualquer pessoa que já tentou alguma vez acender o fogo em uma chaminé (sabe que) não acontece muita coisa quando você lança uma guimba sobre um tronco de carvalho", disse, em referência aos 1.200 troncos que sustentavam o teto da catedral.

"Era proibido fumar nos andaimes. Mas era um pouco complicado descer porque levava tempo", declarou Eskenazi.

Questionado sobre a possibilidade do fogo ter começado nos motores elétricos dos elevadores instalados para montar os andaimes, Eskenazi disse que "não se identificou nenhum problema" nestes.

"De todas as maneiras ficam longe da flecha. E pelo que foi estabelecido, o incêndio começou dentro do edifício", afirmou.

"Sob nenhuma circunstância são responsáveis pelo incêndio", declarou.

Os primeiros indícios apontam que o fogo começou por acidente, provavelmente por um curto-circuito, mas os especialistas ainda precisam examinar minuciosamente todos os vestígios em busca de provas para determinar as causas exatas.

A catedral de Notre-Dame é o monumento histórico mais visitado da Europa, com entre 12 e 14 milhões de turistas por ano.

O balanço de vítimas dos atentados contra igrejas e hotéis de luxo no Sri Lanka no domingo aumentou a 359 mortos, anunciou a polícia.

O balanço anterior era de 321 vítimas fatais, mas diversas pessoas não resistiram aos ferimentos. Ao menos 500 pessoas ficaram feridas nos atentados, os mais violentos desde 11 de setembro de 2001.

Os ataques foram reivindicados pelo grupo Estado Islâmico (EI), mas o governo do país atribuiu a responsabilidade a um grupo islamita local relativamente desconhecido, o National Thowheeth Jama'ath, que teria recebido "ajuda internacional".

"As forças de segurança acreditam que existem vínculos estrangeiros e algumas provas apontam nesta direção", afirmou na terça-feira o primeiro-ministro cingalês, Ranil Wickremesinghe.

"Estamos examinando esta reivindicação, há suspeitas de ligações com o ISIS", completou, em referência ao Estado Islâmico.

Na madrugada de quarta-feira, a polícia cingalesa executou novas operações e 18 pessoas foram detidas no âmbito das investigações dos ataques.

Quase 60 pessoas foram detidas desde os atentados de domingo, que atingiram hotéis de luxo e igrejas católicas lotadas para a missa da Páscoa na capital do país, Colombo, e em outras cidades.

Um supremacista branco condenado por matar um negro, que foi acorrentado e arrastado por um carro, tem a execução marcada para esta quarta-feira (24) no estado americano do Texas.

John William King, 44 anos, é um dos três condenados pelo assassinato em junho de 1998 de James Byrd e receberá a injeção letal na penitenciária de Huntsville.

Lawrence Brewer, outro participante do crime, foi executado em 2011. O terceiro, Shawn Berry, cumpre pena de prisão perpétua por ter colaborado com os investigadores.

Berry afirmou no julgamento que os três beberam, deram carona a Byrd e o levaram para uma área afastada, onde o agrediram brutalmente e o acorrentaram à parte traseira de uma caminhonete.

Byrd ainda estava vivo quando foi arrastado por quase três quilômetros. Os legistas afirmaram que ele sofreu terrivelmente e foi decapitado quando sua cabeça bateu em um tubo de concreto.

O corpo desmembrado foi encontrado diante de uma igreja frequentada pela comunidade negra da pequena cidade de Jasper, no Texas.

Quase 10 anos após a condenação no caso Byrd, o então presidente Barack Obama assinou uma lei que tornou mais rígidas as penas para os crimes de ódio e que tem os nomes de James Byrd e de Matthew Shepard, um jovem homossexual assassinado no mesmo ano.

O líder norte-coreano, Kim Jong Un, chegou nesta quarta-feira (24) a Vladivostok para sua primeira reunião de cúpula com o presidente russo, Vladimir Putin, com o objetivo de buscar apoio internacional em sua disputa com os Estados Unidos.

"Espero que esta visita seja um êxito e que eu possa, nas conversas com o presidente Putin, falar de maneira concreta sobre a solução na península coreana e o desenvolvimento de nossas relações bilaterais", declarou o norte-coreano a um canal de TV russo durante uma escala em sua viagem.

O encontro em Vladivostok, no extremo oriente da Rússia, será o primeiro entre o dirigente norte-coreano e um chefe de Estado desde a reunião de Hanói em fevereiro com o presidente americano Donald Trump, que terminou sem um acordo sobre o arsenal nuclear do Norte.

A agência oficial norte-coreana KCNA informou a saída de Kim Jong Un de Pyongyang "ao amanhecer de quarta-feira".

O trem blindado privado de Kim passou nesta quarta-feira pela cidade fronteiriça russa de Khazan, de acordo com a imprensa russa, onde ele foi recebido com pão e sal, como determina a tradição.

"Nosso presidente terá conversações na quinta-feira com o líder norte-coreano Kim Jong Un", anunciou Yuri Ushakov, assessor da presidência russa para Relações Internacionais.

"A reunião se concentrará na resolução político-diplomática da questão nuclear na península coreana", afirmou Ushakov, antes de acrescentar que a "Rússia tem a intenção de apoiar de todas as formas possíveis as tendências positivas neste âmbito".

Ushakov disse que não estão previstas a divulgação de um comunicado conjunto nem a assinatura de acordos.

As expectativas sobre a reunião cresceram desde que o Kremlin anunciou o encontro na semana passada.

Em Vladivostok, um porto muito importante às margens do Pacífico e situado a 200 quilômetros da fronteira com a Coreia do Norte, bandeiras russas e norte-coreanas foram hasteadas nas ruas.

Será a primeira reunião entre governantes dos dois países desde que Kim Jong Il - pai do atual líder norte-coreano - se reuniu com o então presidente e atual primeiro-ministro Dmitri Medvedev há oito anos.

A Rússia mantém relações amistosas com Pyongyang e fornece ajuda alimentar à Coreia do Norte. Putin já havia manifestado o interesse em uma reunião com o dirigente norte-coreano.

Após um ano de 2018 marcado por uma grande aproximação entre as duas Coreias e de uma primeira e histórica reunião entre Kim Jong Un e Donald Trump, a distensão parece ter desaparecido, sobretudo após o fracasso do encontro em Hanói.

Kim se reuniu quatro vezes com o presidente chinês, Xi Jinping, três vezes com o presidente sul-coreano Moon Jae-in e uma vez com o presidente do Vietnã desde março de 2018.

Os analistas consideram que agora está buscando um apoio internacional maior ante a disputa com Washington.

Moscou defende um diálogo com Pyongyang baseado em um plano definido pela China e a Rússia.

O país já pediu o alívio das sanções internacionais contra a Coreia do Norte, enquanto o governo dos Estados Unidos acusa Moscou de tentar ajudar Pyongyang a evitar algumas medidas.

Aos gritos de "A Amazônia não está à venda!", um pequeno grupo de indígenas brasileiros protestou nesta terça-feira no coração de Manhattan, onde lamentam "a tragédia" do governo de Jair Bolsonaro.

Às vésperas de uma grande marcha nacional anual em Brasília em defesa de seus direitos, manifestantes entregaram à missão brasileira na ONU uma petição com 12 mil assinaturas para denunciar as políticas de Bolsonaro contra os indígenas.

"É muito urgente que o mundo escute a voz dos povos indígenas. Estamos ameaçados pela mineração, as hidroelétricas, a indústria do agronegócio", disse a líder Sonia Guajajara, de 45 anos, coordenadora nacional da Articulação de Povos Indígenas do Brasil (Apib).

Ao lado de indígenas de outras países, Guajajara está em Nova York para assistir nesta semana ao fórum anual da ONU sobre temas indígenas.

"A nossa luta hoje não é simplesmente para garantia de direitos, é luta pela vida", disse a ex-candidata a vice-presidente.

Leila Salazar López, diretora-executiva da ONG Amazon Watch, avaliou que "atacar os indígenas da Amazônia é atacar os pulmões da Terra, é atacar o coração do nosso planeta, que precisamos para sobreviver".

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) reivindicou nesta terça-feira, 23, os atentados que deixaram mais de 300 mortos e 500 feridos - dos quais 375 continuam internados em hospitais - no domingo de Páscoa no Sri Lanka.

"Os autores dos ataques contra os cidadãos do países da coalizão (anti-EI) e os cristãos no Sri Lanka de anteontem são combatentes do EI", afirmou o grupo extremista em uma mensagem divulgada por sua agência de propaganda, Amaq, mas cuja autenticidade não pôde ser verificada.

##RECOMENDA##

Na segunda-feira, as autoridades do Sri Lanka atribuíram os atentados ao movimento islamita local National Thowheeth Jama'ath (NTJ), que não reivindicou os ataques, mas disseram que ainda investigavam se o grupo havia recebido apoio logístico internacional.

Os primeiros elementos da investigação também apontam que os ataques foram uma represália ao recente massacre em duas mesquitas da Nova Zelândia, afirmou o ministro cingalês da Defesa, Ruwan Wijewardene.

"As investigações preliminares revelaram que o que aconteceu no Sri Lanka foi uma represália pelo ataque contra os muçulmanos de Christchurch", declarou Wijewardene no Parlamento, em referência ao ataque que deixou 50 mortos no dia 15 de março em duas mesquitas desta cidade do sul da Nova Zelândia.

Wijewardene disse que as investigações revelam que o NTJ tem vínculos com o relativamente desconhecido movimento islamita radical na Índia Jamaat-ul-Mujahideen India (JMI).

As autoridades têm poucas informações sobre o JMI, exceto alguns dados revelados ano passado, e a informação de que ele está ligado a um grupo de nome similar em Bangladesh.

O ministro acrescentou que o país está recebendo apoio internacional na investigação, mas não revelou detalhes. "Houve falhas de segurança e haverá investigações", afirmou Wijewardene, um reconhecimento que foi compartilhado por outros integrantes do governo cingalês, sobretudo desde que veio à tona a informação de que as forças de segurança tinham sido alertadas no início do mês para possíveis ataques a igrejas e destinos turísticos no país.

"Temos que tomar medidas para proibir grupos extremistas como este. Além disso, temos que levar os membros desta organização à Justiça", frisou Wijewardene.

Até o momento, segundo os últimos dados informados pelo porta-voz da polícia do Sri Lanka, Ruwan Gunasekara, 40 pessoas foram detidas por suspeita de envolvimento com os atentados.

Além disso, o porta-voz policial solicitou à população em comunicado que "mantenha-se em alerta máximo", já que há indícios de que ainda pode haver "um caminhão e uma caminhonete lotados com explosivos" em alguma parte do país, sem fornecer mais detalhes. (Com agências internacionais)

A Câmara Federal de Cassação Penal confirmou para 21 de maio a data do primeiro julgamento contra a ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner, que pretende se candidatar novamente e lidera as pesquisas para as eleições de outubro.

Kirchner é acusada de beneficiar o grupo Austral, do empresário Lázaro Báez, em 52 contratos para obras públicas. O processo estava agendado para 26 de fevereiro, mas os problemas de saúde e a subsequente morte de um dos juízes, Jorge Tassara, acabou adiando o julgamento.

##RECOMENDA##

A ex-presidente, que é alvo de outras acusações de corrupção na Justiça, exerce hoje o cargo de senadora e tem imunidade parlamentar. Segundo todas as pesquisas realizadas desde meados de março, Kirchner lidera a corrida eleitoral contra Mauricio Macri, que enfrenta uma queda de popularidade devido à crise econômica na Argentina.

Da Ansa

Um curioso caso de polícia chamou atenção neste domingo (21) na Itália. Um empresário acusado de evasão fiscal escondeu 40 mil euros dentro de um fogão, mas viu o dinheiro virar cinzas após sua noiva ter usado o forno para cozinhar um strudel.

O episódio foi revelado durante o julgamento do empresário Alberto Vazzoler, em Pádua. De acordo com as autoridades, o italiano guardava grandes quantias de dinheiro dentro de casa para não ser descoberto em uma eventual "blitz" investigativa.

##RECOMENDA##

Além disso, a polícia revelou que o italiano tinha uma quantia de 40 milhões de euros em contas em paraísos fiscais.

No momento que o dinheiro virou pó, sua noiva, Silvia Moro, estava falando no telefone com sua irmã e não percebeu que as cédulas estavam escondidas dentro do forno quando colocou o strudel.

Da Ansa

As obras de cobertura para proteger da chuva a catedral de Notre-Dame de Paris começaram nesta terça-feira, oito dias depois do devastador incêndio que destruiu parcialmente o monumento gótico.

"As obras de cobertura começaram", disse à AFP assessor de imprensa da Notre-Dame, André Finot. "Começaremos com a abóboda e depois passaremos para a nave", acrescentou.

Está prevista chuva na quarta-feira em Paris e a infiltração de água poderia danificar o edifício e as obras de arte que ainda estão dentro da catedral, que já recebeu quantidades significativas de água durante a operação dos bombeiros para apagar o fogo em 15 de abril.

Nas próximas semanas, um imenso "guarda-chuva" será implantado para proteger a catedral.

O presidente Emmanuel Macron estabeleceu uma meta de 5 anos para a reconstrução da catedral, um prazo que divide os especialistas.

Segundo vários arquitetos, a fase que precederá as obras de reconstrução será a mais longa e complexa: limpeza e saneamento do monumento, investigação sobre as causas do acidente, consolidação das partes mais frágeis, licitações...

A isso se somará o concurso internacional lançado para reconstruir a emblemática torre em forma de agulha de 93 metros que desabou nos primeiros 90 minutos do incêndio.

Depois, a tecnologia permitirá um rápido progresso na reconstrução.

Os primeiros indícios sugerem que o incêndio se originou acidentalmente, provavelmente por um curto-circuito, mas os especialistas terão que estudar minuciosamente todos os restos calcinados em busca de provas para determinar exatamente as causas.

A Catedral de Notre-Dame é o monumento histórico mais visitado da Europa, com 12 a 14 milhões de turistas anuais.

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou os atentados coordenados que deixaram pelo menos 321 mortos no domingo no Sri Lanka, que nesta terça-feira (23) presta uma homenagem emocionada às vítimas.

"Os autores dos ataques contra os cidadãos dos países da Coalizão (anti-EI) e os cristãos no Sri Lanka de anteontem são combatentes do EI", anunciou o grupo extremista por meio de sua agência de propaganda Amaq.

Estes foram os ataques islamitas mais violentos já registrados no sul da Ásia, o que levou o governo a decretar estado de emergência. Entre as vítimas estão pelo menos 45 crianças e adolescentes, incluindo um bebê de 18 meses, anunciou a ONU.

Os primeiros elementos da investigação revelam que dois irmãos cingaleses muçulmanos estavam entre os homens-bomba e tiveram um papel fundamental nos atentados.

O ministro cingalês da Defesa, Ruwan Wijewardene, afirmou nesta terça-feira que o "que aconteceu no Sri Lanka foi uma represália pelo ataque contra os muçulmanos de Christchurch", cidade neozelandesa onde um massacre matou 50 pessoas em duas mesquitas no dia 15 de março.

Os 21 milhões de habitantes do Sri Lanka observaram três minutos de silêncio às 8H30 locais, horário da primeira explosão no domingo de Páscoa, ativada por um homem-bomba na igreja católica de Santo Antônio de Colombo.

Na segunda-feira, a polícia encontrou perto do local outro artefato que explodiu antes da desativação. O governo decretou a terça-feira como dia de luto nacional: as bandeiras foram hasteadas a meio mastro nos edifícios públicos e a rádio e televisão transmitiam programas musicais.

Na igreja de Santo Antônio, dezenas de pessoas, com velas nas mãos, rezaram em silêncio, mas não conseguiram conter as lágrimas. Após os três minutos de silêncio, os fiéis retomaram a oração em voz alta.

Quase 30 quilômetros ao norte da capital, na cidade de Negombo, na igreja de São Sebastião, alvo de um atentado suicida, os corpos de várias vítimas foram velados. Os caixões estavam cercados por parentes.

"Há tantos corpos que não podemos velar todos ao mesmo tempo", explicou à AFP Anthony Jayakody, arcebispo auxiliar de Colombo.

As forças de segurança prosseguem com as investigações sobre os atentados, atribuídos pelo governo ao grupo islamita National Thowheeth Jama'ath (NTJ). O estado de emergência, que permite uma ação mais rápida e autônoma das forças de segurança, entrou em vigor à meia-noite de segunda-feira.

A polícia anunciou novas operações e 40 pessoas foram detidas até o momento. O número de vítimas aumentou nas últimas horas, depois que vários feridos em estado grave não resistiram aos ferimentos.

Entre as vítimas fatais estão pelo menos 39 estrangeiros, indicou uma fonte policial à AFP.

- Crise política -

Os investigadores buscam determinar se o NTJ teve um apoio logístico a partir do exterior.

O grupo, relativamente desconhecido, foi relacionado no ano passado com atos de vandalismo contra estátuas budistas.

"Não vemos como uma pequena organização neste país poderia fazer tudo isto", afirmou na segunda-feira Rajitha Senaratne, porta-voz do governo e ministro da Saúde.

"Investigamos sobre uma eventual ajuda estrangeira e seus outros vínculos, como treinaram os homens-bomba, como fabricaram as bombas", completou.

Uma nota transmitida 10 dias antes dos ataques à polícia do Sri Lanka alertava que o NTJ preparava atentados contra igrejas e a embaixada da Índia em Colombo.

Senaratne afirmou que o alerta não foi transmitido ao primeiro-ministro Ranil Wickremesinghe nem a outros membros do governo, o que poderia provocar uma nova crise entre o presidente e o premier.

A polícia está sob a autoridade do presidente Maithripala Sirisena, que está em conflito aberto com o primeiro-ministro.

No ano passado, o presidente destituiu o primeiro-ministro, mas teve que aceitar seu retorno ao poder após sete semanas de caos político.

O violento Domingo de Páscoa terminou com oito atentados, seis durante a manhã e dois no período da tarde, em vários pontos do Sri Lanka, um país muito procurado pelos turistas por suas praias e sua vegetação.

Em Colombo foram atacadas a igreja de Santo Antônio e três hotéis de luxo.

Igrejas foram atacadas em Negombo, ao norte de Colombo, e em Batticaloa, região leste da ilha.

Durante a tarde foram registradas explosões em um hotel de Dehiwala, na periferia sul de Colombo, e em Orugodawatta, zona norte da capital.

O general Le Duc Anh, que foi presidente do Vietnã nos anos 1990 e ajudou a derrubar o regime do Khmer Vermelho no vizinho Camboja, faleceu aos 99 anos. Le Duc Anh faleceu "após uma longa doença", anunciou a imprensa estatal.

Nascido em 1920, Le Duc Anh, cego de um olho, entrou para o Partido Comunista na década de 1930.

Ele participou nos combates contra a então potência colonial França e foi um dos "libertadores de Saigon" contra o governo apoiado pelos Estados Unidos durante a guerra do Vietnã.

Também teve um papel importante na invasão do Camboja pelas tropas vietnamitas, que terminou com a expulsão do Khmer Vermelho do poder em 1978 e instalou no país vizinho um regime apoiado por Hanói.

"Na época, o Khmer Vermelho tinha a intenção de chegar a Saigon", declarou em 2009 à imprensa vietnamita.

"Sem o nosso apoio, como os cambojanos conseguiriam libertar o próprio país?", completou.

Duc Anh foi presidente do Vietnã entre 1992 e 1997. Sempre defendeu o trabalho do regime comunista, apesar do país ter adotado a partir de meados dos anos 1980 uma série de reformas para ter acesso à economia de mercado.

Em 1995, ele assinou várias ordens de detenção contra os reformistas radicais dentro do partido que criticaram o monopólio do poder.

O líder norte-coreano, Kim Jong Un, "em breve" visitará a Rússia para conversar com o presidente Vladimir Putin, informou a imprensa estatal, confirmando um anúncio feito pelo Kremlin.

Kim "em breve realizará uma visita à Federação Russa a convite" de Putin, disse a agência oficial norte-coreana KCNA. Os dois líderes "manterão conversações durante esta visita", acrescenta a curta nota da imprensa estatal norte-coreana.

O Kremlin anunciou na quinta-feira passada a preparação de uma cúpula inédita entre Putin e Kim, prevista para o final de abril. "A convite de Vladimir Putin (...) Kim Jong-un viajará para a Rússia para uma visita durante a segunda metade do mês de abril".

Este será o primeiro encontro entre Kim e o presidente russo. Os dois países mantêm relações de amizade.

Citando fontes diplomáticas, o jornal russo "Izvestia" informou na quarta-feira que o encontro será na cidade russa de Vladivostok, situada perto da Coreia do Norte, antes de uma viagem de Putin à China em 26 e 27 de abril para um fórum econômico.

Os socorristas procuravam nesta terça-feira (23) dezenas de pessoas que estariam presas em um prédio que desabou na véspera na região de Manila, após um terremoto que deixou ao menos 11 mortos.

O terremoto de 6,3 graus de magnitude, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), provocou importantes danos no Aeroporto Internacional Clark, um aeródromo secundário da capital, e balançou vários prédios em Manila, provocando cenas de pânico.

O tremor, o mais forte já registrado na capital filipina em anos, ocorreu às 17H11 local (06H11 Brasília), com epicentro a 40 km de profundidade na zona de Castillejos, na província de Zambales, 100 km a nordeste de Manila.

Mas os maiores danos ocorreram na província vizinha de Pampanga, onde onze pessoas morreram, segundo as autoridades filipinas. O tremor também deixou dezenas de pessoas feridas, em todo o arquipélago, e o número de vítimas deve aumentar.

Equipes de socorristas foram enviados a diversas zonas, e muitas localidades estão sem eletricidade e comunicação. Em Porac, na ilha de Luzón, os socorristas correm contra o tempo para encontrar cerca de 30 pessoas sob os escombros de um prédio.

"Podemos escutar ao menos uma pessoa viva", declarou Lilia Pineda, governadora de Pampanga. "Está presa sob lages de cimento".

O terremoto também danificou igrejas antigas que nos últimos dias haviam recebido milhares de fiéis para as missas da Semana Santa, em um arquipélago onde 80% da população é católica.

As Filipinas se encontram no "Cinturão de Fogo" do Pacífico, onde a colisão de placas tectônicas provoca uma importante atividade sísmica e vulcânica. O pior terremoto no arquipélago ocorreu em 1976, quando morreram cerca de 8 mil pessoas.

O número de mortos nos atentados de domingo (21) no Sri Lanka aumentou para 310 nesta terça-feira (23), após o falecimento de vários feridos nos hospitais, anunciou a polícia local.

As autoridades detiveram até o momento 40 pessoas, com base na investigação sobre os ataques, que deixaram ainda 500 feridos e foram atribuídos a um movimento islâmico local, o National Thowheeth Jama'ath (NTJ), segundo o porta-voz da polícia Ruwan Gunasekera. O boletim precedente informava 290 mortos.

Ao menos 31 estrangeiros, entre eles indianos, portugueses, turcos, britânicos, australianos, japoneses, americanos, dinamarqueses e um francês, estão entre os mortos. A população do Sri Lanka observou na manhã desta terça-feira três minutos de silêncio em homenagem aos mortos na série de atentados suicidas.

As bandeiras nacionais foram colocadas a meio pau e as pessoas abaixaram a cabeça quando começou o período de silêncio, às 08H30 local (00H00 Brasília), na mesma hora em que ocorreram os seis ataques, há dois dias.

O governo declarou esta terça-feira dia de luto nacional, com as bandeiras de todas as instituições governamentais a meio pau, os bares fechados e as emissoras de rádio e TV transmitindo apenas música tranquila.

Na igreja de Santo Antônio de Colombo, palco do primeiro atentado na manhã de domingo, dezenas de pessoas rezaram em silêncio, com velas nas mãos e sob lágrimas. Ao final dos três minutos de silêncio, a multidão passou a rezar em voz alta.

Pensando em como os desejos sexuais humanos são categorizados e como certas coisas são tratadas como tabu, a artista britânica Joey Holder estudou as diversas formas de acasalamento e cópula dos mais variados insetos, dando forma aos consolos que fazem parte do projeto "The Evolution of the Spermalege" que trata exatamente dos órgãos reprodutores desses bichos, e que faz parte da exposição "Joy Before the Object" ("prazer antes do objeto", em tradução livre) que estará aberta na Seventeen Galery, em Londres, do dia 12 de abril a 25 de maio.

##RECOMENDA##

Obras da artista foram confeccionadas em silicone utilizando impressora 3D. Foto: Exstrange/Reprodução

Citando a feminista futurista Donna Haraway, Joey conta que vê as obras como arte, porém não nega a possibilidade de serem usadas para fins eróticos, visto que são feitas de silicone e dermatologicamente testadas.

Com o intuito de capturar a complexidade do mundo natural, dando aura às peculiaridades das formas de reprodução dos insetos (sejam eles hermafroditas, assexuados, ou hermafroditas sequenciais – aqueles que podem mudar de macho para fêmea, e vice-versa) a artista levanta um discurso discutindo as formas que enxergamos e como lidamos com o nosso corpo e natureza, questionando como a cultura e sociedade estabelecem o que é  "aceito" e "desejável".

Por Junior Oliveira

Páginas

Leia as Mais!

+ LIDAS

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando