Notícias

| Cidades

[@#galeria#@]

A Prefeitura de Paulista, na Região Metropolitana do Recife, está se preparando para o período de inverno. Por isso, o trabalho de limpeza dos canais da cidade está sendo feito com o apoio de 30 homens e máquinas pesadas.

##RECOMENDA##

De acordo com a prefeitura, em cada comunidade visitada, equipes realizam um grande mutirão de limpeza, removendo o lixo e a vegetação existente no interior e nas margens dos canais. O trabalho também conta com máquinas do tipo PC e retroescavadeira, que são usadas para desobstruir os canais mais profundos, facilitando o devido escoamento da água da chuva.

A expectativa é de que ao longo dos próximos meses a gestão municipal realize a limpeza de mais de 30 canais que cortam a cidade. O serviço também vai incluir a limpeza e desobstrução de galerias de água pluvial. A iniciativa visa prevenir a ocorrência de alagamentos e prejuízos aos moradores da cidade.

Após a explosão do botijão de gás que deixou duas pessoas mortas e três feridas na última sexta-feira (19), em Camaragibe, Grande Recife. É importante ficar atento aos sinais de vazamento e aos procedimentos para a troca do produto. Em entrevista ao LeiaJá, o major Barros do Corpo de Bombeiros pontuou alguns métodos necessários para evitar acidentes.

A precaução começa pela análise do certificado do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e o prazo de validade, tanto da mangueira quanto do registro, popularmente chamado de relógio. Ambos são válidos até cinco anos, mas é interessante que a troca seja feita antes do prazo expirar. Outro ponto a ser notado é o estado de conservação do botijão, como a presença de danos e avarias. "Também é importante ler as orientações de instalação que vêm no cilindro, para que a pessoa não tenha problemas no armazenamento e na instalação", continuou o major.

##RECOMENDA##

O ideal é que o botijão fique fora da cozinha e que a mangueira não passe atrás do fogão, para evitar aquecimento. Sobre a mangueira, também é necessário ficar atento ao ressecamento e entupimento por concentração de gordura. 

No momento da troca, o Major esclareceu que a 'borboleta' do registro não deve ser manuseada com força excessiva. Enquanto a mangueira deve ter presilhas bem conectadas ao relógio e ao fogão. Outra questão levantada foram as condições do próprio fogão, pois, "não adianta estar com tudo bem instalado, se o fogão tem algum defeito ou vazamento. Toda estrutura tem que estar em boas condições para não ser surpreendido com um acidente", pontuou o oficial. Acompanhe o vídeo ao fim da matéria.

Como identifico um vazamento?

Muitos não sabem, mas o odor forte do GLP (gás liquefeito de petróleo), que usamos na cozinha, é produzido artificialmente pelo fabricante para ajudar a identificar vazamentos- o cheiro é o principal indicativo. Percebido o odor, deve-se fechar o registro; abrir as janelas e as portas para dissipar o gás através da ventilação natural; pegar o botijão e colocar fora da residência, em um local arejado e longe de outras pessoas; e caso percebido que o problema é com a estrutura do botijão, chamar a empresa responsável para realizar a troca do equipamento.  Em casos de maior gravidade, a orientação é ligar para o Corpo de Bombeiros através do 193.

Gás encanado

Diferente do GLP, que é mais denso e inflamável, geralmente é utilizado gás natural nos sistemas encanados. Ele é mais seguro e tem menor condição explosiva, por isso, é mais ‘tranquilo’ para evitar e controlar um vazamento de gás em uma central. Lembrando que a instalação deve ser feita por um técnico.

Confira

[@#video#@]

Um jacaré foi visto por populares na Avenida Belmino Correia, na área central de Camaragibe, Região Metropolitana do Recife (RMR), na manhã desta quarta-feira (24). O réptil apareceu em um ponto de alagamento da via, a cerca de 400 metros da sede da prefeitura da cidade.

A ocorrência foi confirmada pela Prefeitura de Camaragibe. A Brigada Ambiental do município chegou a ir ao local, mas o animal já havia se evadido por alguma galeria. Caso o animal tivesse sido capturado, seria encaminhado para o Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), no Recife.

##RECOMENDA##

 

A Justiça de São Paulo voltou a conceder as saídas temporárias anuais de Suzane von Richthofen. Ela estava com as saídas suspensas após ser detida em uma festa de casamento em dezembro de 2018. A detenta foi condenada a 39 anos de prisão pela morte dos pais e cumpre pena na penitenciária de Tremembé-SP.

Com a decisão, após a Defensoria Pública de São Paulo entrar com o pedido de habeas corpus, Suzane terá direito as chamadas 'saidinhas' de Dia das Mães e Dia dos Pais. Ela perdeu o direito a uma saída no período da Páscoa. O novo despacho, assinado pelo desembargador Damião Cogan, da 5ª Câmara de Direito Criminal de São Paulo considera que a presa não descumpriu as condições das saídas temporárias.

##RECOMENDA##

Suzane foi detida no dia 22 de dezembro de 2018 pela Polícia Militar após ser flagrada em festa de casamento durante saída temporária. No plantão judiciário, foi decidido que não houve descumprimento das imposições fixadas, devido à inexistência de previsão que impedisse a condenada de participar de eventos sociais, como casamento. Em fevereiro, entretanto, a 2ª Vara de Execuções Criminais (VEC) de Taubaté-SP suspendeu o benefício. A juíza da vez considerou que houve descumprimento porque Suzane estava em uma festa de casamento em Taubaté ao invés de seguir para o endereço indicado à Justiça, que é a casa da família do namorado em Angatuba.

A defesa de Suzane argumentou que a suspensão deveria ser considerada nula em razão da violação à coisa julgada, ao duplo grau de jurisdição e ao princípio do juiz natural. A defensoria pontuou também que a punição era equiparada à falta disciplinar de natureza grave, pois a paciente permanecerá presa por mais um ano, justamente o período de reabilitação dos presos faltosos graves.

Na análise do pedido de Habeas Corpus, a 5ª Câmara de Direito Criminal concluiu que não houve descumprimento, pois a presa deveria se recolher no local indicado no período entre 21h e 8h, além de estar proibida de frequentar bares, boates, lugares de reputação duvidosas e de consumir bebida alcoólica. O Boletim de Ocorrência da PM registra que o horário da detenção de Suzane ocorreu às 16h40. "Portanto, conclui-se que a paciente não descumpriu as condições, vez que a obrigatoriedade de se recolher no endereço declinado não foi infringida, recuperando-se o direito ao benefício", diz o despacho assinado por Cogan.

 

A Justiça Federal derrubou a liminar que suspendia o aumento das tarifas do metrô do Recife e mais quatro capitais. Com a decisão, a tarifa do metrô da capital pernambucana deve voltar aos R$ 3.

Segundo o superintendente da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) no Recife, Leonardo Villar Beltrão, a equipe jurídica está analisando a decisão. "Eles estão estudando, por exemplo, se tem risco de outra ação anular essa decisão, se o reajuste já pode ser programado", citou Beltrão. Além do Recife, a decisão atinge também Belo Horizonte-MG, Natal-RN, Maceió-AL e João Pessoa-PB.

##RECOMENDA##

A suspensão do aumento ocorreu em novembro de 2018. A ação coletiva que solicitava a suspensão argumentava que o aumento, aplicado em junho de 2018, era elevado e repentino. O texto pontuava também que a CBTU não implementou medidas para oferta de um transporte público de qualidade que justificasse o aumento.

No Recife, a tarifa sofreu uma recomposição de 87,5%, saltando o valor de R$ 1,60 para R$ 3. A CBTU defende que o chamado ‘reequilíbrio tarifário’ representa uma necessidade orçamentária diante de anos de congelamento de tarifas e aumento de custos operacionais e manutenção. A capital pernambucana ficou seis anos sem aumento. Ainda não há uma data para a tarifa de Recife voltar aos R$ 3, mas a companhia garante que haverá ampla divulgação à população.

Nesta terça-feira (23), Guarulhos cediou pela primeira vez um simulado de acidente aéreo em área urbana. A ação foi realizada no Centro de Treinamento Work Fire, localizado no bairro de Bonsucesso. Na simulação foram socorridas 95 pessoas, entre elas, vítimas com ferimentos leves, graves e vítimas fatais, tentando reproduzir uma situação de resgate mais próxima possível da realidade.

A ação idealizada pela Defesa Civil de Guarulhos, em parceria com o Corpo de Bombeiros, Gru Airport, Samu, Base Aérea de São Paulo, Instituto de Criminalística, entre outras entidades, contou com cerca de 400 profissionais.

##RECOMENDA##

A cidade já realizou outros simulados, porém todos dentro do perímetro do Aeroporto Internacional de Guarulhos e não em área urbana. "A ideia surgiu porque nunca tivemos um treinamento fora do aeroporto e, nós temos a ameaça de ter um acidente como este a qualquer momento. Pensamos em realizar o treinamento com todas essas pessoas que possivelmente atuarão em uma ocorrência real", ressalta o coordenador da Defesa Civil de Guarulhos, Coronel Waldir Pires. As simulações, geralmente, acontecem uma vez por ano nas dependências do aeroporto.

O Coordenador de Salvamento e Combate a Incêndio da Gru Airport, Claudio Rodrigues de Carvalho, conta qual a probabilidade de uma ocorrência como esta acontecer, visando que o Aeroporto Internacional de Guarulhos é um dos maiores e mais movimentados da América Latina. "O aeroporto trabalha com as maiores e mais modernas aeronaves do mundo, quanto maior a tecnologia da aeronave menor o risco de um acidente. Como por exemplo, o maior acidente que tivemos aqui na cidade foi em 1989, quando um avião da Transbrasil caiu próximo à Avenida Otavio Braga de Mesquita. Desde então não tivemos um acidente deste nível em Guarulhos", afirma.

[@#video#@]

O LeiaJá acompanhou a simulação, cujo roteiro contou com duas explosões. O Corpo de Bombeiros chegou ao local para controlar as chamas e socorrer as possíveis vítimas. Por meio de uma triagem, que foi realizada próxima ao local do acidente, as vítimas eram categorizadas em graus de risco e encaminhadas para os hospitais da região, como Hospital Geral de Guarulhos e Hospital Pimentas. Os funcionários das entidades envolvidas na ação foram os figurantes da simulação.

[@#galeria#@]

Policiais militares do 26º Batalhão da Polícia Militar (BPM) prenderam, na manhã desta terça-feira (23), um homem acusado de invadir uma casa de praia na Ilha de Itamaracá, na Região Metropolitana do Recife (RMR). O acusado estava com duas espadas no momento da prisão.

A PM fazia rondas na área quando foi alertada por populares sobre um roubo que estaria ocorrendo no bairro de Baixa Verde. No local, moradores informaram que o suspeito havia acabado de sair da casa levando dois ventiladores.

##RECOMENDA##

O suspeito foi encontrado pouco depois carregando um botijão de gás. Próximo a ele foram encontrados os ventiladores e uma sacola com duas espadas e uma caixa de som. Ele foi encaminhado para a delegacia, sendo autuado por furto qualificado.

 

[@#video#@]

O Conselho Municipal de Transportes aprovou o aumento da passagem de ônibus urbano de Belém dos atuais R$ 3,30 para R$ 3,60. Os empresários propunham o valor de R$ 3,95. A nova tarifa espera a sanção do prefeito Zenaldo Coutinho. O LeiaJá Pará foi às ruas para saber a opinião das pessoas sobre como isso vai afetar a população.

##RECOMENDA##

Com apoio de Felipe Martins.

LeiaJá também

Aprovado aumento do ônibus em Belém. MP cobra explicações.

A cidade de São Paulo registrou no primeiro trimestre deste ano 16 mortes de ciclistas em acidentes de trânsito, de acordo com o levantamento do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito (Infosiga), banco de dados do Governo do Estado.

O número representa um aumento de 220% em relação ao mesmo período de 2018, quando houve o registro de cinco óbitos, e é o maior desde o início do levantamento histórica, em 2015.

##RECOMENDA##

Os óbitos de ciclistas puxaram para cima o total de mortes registradas em acidentes de trânsito na capital paulista. Entre janeiro e março de 2019, foram contabilizados 208 casos, contra 202 no mesmo período do ano passado. Uma alta de 2,9%.

A Prefeitura de SP informou em comunicado que realiza análise constante dos acidentes e que a população precisa se conscientizar sobre a necessidade de respeita as leis de trânsito.

Segundo a gestão municipal, São Paulo possui 498,3 quilômetros de malha cicloviária permanente e 122,2 quilômetros de ciclofaixas de lazer, que são abertas aos domingos e feriados. Um levantamento da Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo (Ciclocidade), divulgado em dezembro de 2018, no entanto, mostra que 40% das ciclovias e ciclofaixas da capital apresentavam problemas de manutenção.

Até 2020, de acordo com a prefeitura, R$ 325,7 milhões serão investidos na construção de 173,3 quilômetros de ciclovias e na reforma de outros 310,6 quilômetros.

João Miguel Ribeiro, uma criança de três anos, morreu após se engasgar com um pirulito. O caso aconteceu na Rua 4, que fica no bairro Rio Corrente, em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, no início da tarde desta última segunda-feira (22).

A avó da criança disse à TV Grande Rio que ainda tentou reanimar o neto, mas não teve sucesso. Os familiares acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Com a demora da ambulância o tio resolveu levar o menino até o prédio do SAMU.

##RECOMENDA##

A equipe do serviço confirmou à TV que João Miguel chegou na unidade em parada cardiorrespiratória. O médico ainda tentou reanimar o garoto, mas ele já estava em óbito. A criança será enterrada nesta terça-feira (23), em Petrolina.

LeiaJá também

-> Criança de 3 anos morre após se engasgar com pitomba

A Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) está investigando a denúncia de que policiais, agentes penitenciários e até um suposto diretor do presídio Frei Damião Bozzano, que fica no Complexo Prisional do Curado, no Recife, estariam apreendendo drogas, armas e revendendo para os próprios presos.

O esquema veio à tona após um áudio ser compartilhado em grupos de WhatsApp. De acordo com o blog Ronda JC, a gravação divulgada na rede detalha que o suposto esquema acontece da seguinte forma: após buscas de rotina nos pavilhões do presídio, todo o material apreendido é "renegociado com presos de confiança", que são os responsáveis pelo repasse para outros detentos em troca de dinheiro.

##RECOMENDA##

Todo o lucro, ainda de acordo com esse áudio e publicação do blog, é dividido entre todos os envolvidos. Um diretor, um chefe de segurança e dois detentos podem estar envolvidos no esquema ilegal.

O Hospital Agamenon Magalhães (HAM), na Zona Norte do Recife, convoca genitoras que produzem leite em excesso para realizar doações à unidade referência no atendimento materno-infantil. O estoque conta com apenas 15 litros, suficiente para até dez dias. O leite materno recebido promoverá a recuperação e o crescimento saudável de recém-nascidos internados na UTI, UCI e alojamentos Canguru.

Para extração, o indicado é que a mãe use um lenço para proteger a boca e a cabeça, além de higienizar as mãos antes do processo. O leite retirado deve ser armazenado em pote de vidro com tampo de plástico. Para higienização, o ideal é lavá-los com água corrente e sabão neutro em seguida, colocá-los em uma panela com água e levar ao fogo. Após iniciar fervura, deixar por mais 15 minutos. As mães interessadas em doar seu leite devem ligar para o Hospital através do 3184.1690.

##RECOMENDA##

 

Um fato inusitado aconteceu em Orlando, nos Estados Unidos. Um 'Coelho da Páscoa' se envolveu em uma briga entre um homem e uma mulher que acontecia na rua, bem próximo ao bar onde o 'coelhinho' estava. A briga aconteceu no domingo de Páscoa.

Ao site Wesh 2 News, Antonie Edwards confirmou que era ele quem estava fantasiado e que havia se envolvido na briga quando viu que um homem estava batendo na mulher.

##RECOMENDA##

Lindsey Edwards, responsável pelo flagra, diz que pouco antes do coelho entrar na briga, viu o agressor cuspir na mulher. Segundos depois, a polícia chegou e dispersou os envolvidos. Ninguém foi preso.

Confira o vídeo

[@#video#@]

A mulher acusada de sequestrar um bebê de 14 dias no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), no Centro do Recife, passou por audiência de custódia e foi liberada. A criança raptada já está com a mãe.

Nessa segunda-feira (22), Eliane Antônia de Oliveira revelou que raptou a criança porque havia perdido recentemente seu filho. Ela recebeu o alvará de soltura pelo crime previsto no artigo 237 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) - “Subtrair criança ou adolescente ao poder de quem o tem sob sua guarda em virtude da lei ou ordem judicial, com o fim de colocação em lar substituto”.

##RECOMENDA##

A Justiça atendeu ao pedido do Ministério Público (MP) e a concessão do alvará considerou o fato dela ser ré primária e ter endereço fixo. Durante a liberdade provisória, Eliane cumprirá algumas medidas cautelares, como: comparecimento bimestral na justiça para justificar suas atividades; recolhimento domiciliar após 22h; proibição de ausentar-se de Recife sem autorização prévia.

“Me desculpa, Holiday”, pede Jeane da Silva, ex-moradora do edifício e a penúltima a deixar o prédio no dia 23 de março, quando o imóvel foi totalmente desocupado. Nesta terça-feira (23) completa um mês da data. Jeane está dormindo com três filhos no chão da cozinha de sua lanchonete na comunidade Entra Apulso, na Zona Sul do Recife. “Me desculpa, Holiday, por não ter olhado para você e ter já usufruído tanto de você’, ela continua, ‘porque cada um da gente usufruiu muito, minha gente. Cada um que trabalhou aqui, cada um que teve essa comodidade, de você fazer tudo, cada um teve seu fruto, cada um ganhou dinheiro, teve sossego, teve uma boa moradia, teve o prazer de abrir a janela todos os dias e ver o mar. Cada um teve o seu lucro dado pelo Holiday. Mas cada um de nós esqueceu um pouquinho de olhar pelo Holiday. Então não adianta culpar um. São todos culpados”.

Foi traumática a saída dos moradores do Edifício Holiday, construção modernista erguida no final da década de 50 quando o bairro de Boa Viagem era dominado por imóveis baixos, distante da área nobre a qual se tornou. O Corpo de Bombeiros e a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) identificaram no local um elevado risco de incêndio devido às más condições das instalações elétricas. Em março, houve uma queda de energia no local e a Celpe não promoveu a religação, amparada em uma determinação judicial da 2ª Vara Cível da Capital. “A decisão foi tomada em função das condições precárias das instalações elétricas do prédio, que apresentam risco iminente de incêndio e acidentes envolvendo energia elétrica”, respondeu a companhia na ocasião. Sem eletricidade e também sem água, os residentes receberam um terceiro baque: a Justiça determinou a interdição do Holiday em cinco dias úteis.

##RECOMENDA##

"Imagine que você está com um filho na UTI e o médico fala assim 'eu vou desligar os aparelhos amanhã de cinco horas da tarde'. Eu olhava para aquilo ali e queria tanto mudar isso. 'Meu deus me dá mais um tempo, dá um tempo para eu correr, me dá um tempo para eu tentar corrigir todo o esquecimento que foi feito'”, recorda Jeane. Além de fazer almoço no local onde agora mora, Jeane vende empada na praia, a poucos metros do edifício onde era locatária e com o qual tanto se identificou.

A mulher é otimista e espera comemorar o próximo réveillon já na construção reformada. “Eu creio que agora vai ficar melhor do que nunca. Essa obra para mim é agradecer por todo bem que esse lugar me causou”. A obra que Jeane cita ainda está em planejamento. Engenheiros e técnicos solidários à causa ainda precisam conhecer melhor as condições do imóvel para iniciarem o projeto.  No dia 12 de abril, o síndico recebeu de volta a chave do local. O juiz determinou a apresentação de um documento listando todas as pessoas envolvidas na obra para haver a autorização de entrada no terreno. Enquanto a reforma não começa, o síndico aguarda bem próximo dali.

*

É início da tarde e um Palio Fire preto está, como de costume, estacionado na Rua Salgueiro, a via do Edifício Holiday. Dentro do veículo, Rufino Neto dorme no banco reclinado do motorista. É no carro que o síndico mora agora.

Na importante posição de síndico do prédio, Rufino foi um dos mais envolvidos nas tentativas de reverter a decisão judicial de desocupação. Distanciou-se do trabalho informal que tinha em um escritório de advocacia e foi demitido - mas não pelo distanciamento, segundo ele. “Ela [chefe] me ajudou no primeiro, segundo, terceiro mês, depois falou 'olha, quando melhorar você retorna porque o escritório está em crise agora', foi isso que aconteceu”, ele resume.

Rufino tem dois filhos, uma menina de 12 anos e um garoto de 11. Separou-se da mãe deles na metade de 2018; deixou o apartamento 1601 e foi para o 12º andar. Atualmente, todo o dinheiro obtido é voltado para os filhos, que dividem um apartamento com a mãe, uma vizinha e duas cachorras. “É muito apertado. Até para uma cachorra passar a outra tem que subir no sofá. Eles não estão morando bem”, resume o síndico.

O homem explica sua nova rotina: “Eu fico me virando no meu carro. O pessoal da feira me ajuda muito. Eu vivo assim: durmo na casa de um amigo, de uma amiga, de pessoas que cedem”, explica. Mesmo recebendo convites, ele prefere não dar trabalho e continua passando os dias em seu automóvel. “Não gosto de extrapolar muito porque um dia a gente acaba sendo um abuso”, completa. O síndico diz estar enfrentando dificuldades para dormir.

Rufino também denuncia sumiço de pertences de moradores durante as mudanças - inclusive os dele. “O videogame do meu filho sumiu durante a mudança. Eu não estou generalizando toda a turma que veio fazer a mudança, mas ali tinham pessoas de má índole. Levaram notebook de pessoas, minhas lâmpadas foram saqueadas”, cita.

Por fim, o ex-morador do Holiday clama: “Eu peço a sociedade que nos ajude, com doação de materiais elétricos, de construção, o que puder. Alguém que queira patrocinar aqui, colocar sua marca, divulgar seu nome. Eu digo: a gente vai voltar. A gente está na mídia e seu nome aqui vai valer muito tanto para a gente quanto para vocês divulgarem aqui em Boa Viagem. Isso aqui é um outdoor imenso, um painel para vocês. E enquanto der para eu me virar, eu estou me virando. Eu peço ajuda para a minha família, um aluguel mais barato para que meus filhos possam morar bem. Peço isso, um aluguel que eu possa pagar”.

Apesar da sugestão, eles ainda não receberam uma proposta para usar o imóvel como outdoor. De fato, o prédio se destaca e é visível a uma boa distância. Uma idosa que conhece bem aqueles andares agora abandonados teria uma visão privilegiada desses tais anúncios esperados por Rufino.

*

Da janela da sua sala abafada, contemplando a fachada do Edifício Holiday logo à frente, Neide Santos, de 74 anos, conclui que precisa voltar a trabalhar. Ela é mãe de Fernando Santos, outro morador que assumiu um papel de liderança no período pré-desocupação e foi o último a se mudar. Ela teve outros sete filhos, dois já morreram. Chegou ao Holiday aos 14 anos.

Na época de sua chegada, os arredores do prédio de 17 andares eram mato e lama, ela lembra. Neide viu de perto Boa Viagem virar uma terra de espigões. Mesmo tendo uma família bem estruturada, formada por uma mãe funcionária pública e pai e avô oficiais do Exército, a mulher sempre fez o que dava na telha. Antes da maioridade, foi toda maquiada e bem vestida em busca de um emprego em uma fábrica de cigarros. Ao chegar lá se deparou com um aviso de que não havia mais vagas - saiu de lá empregada.

Neide confessa nunca ter precisado se preocupar financeiramente. “Eu não sabia o que era responsabilidade, nunca me preocupei com as coisas. Fui mimada”, admite. O marido que morreu em 1998 lhe dava dinheiro o tempo todo, entretanto, não permitia que trabalhasse.

Em determinada época de sua vida, Neide chegou a abrir uma sorveteria em Barreiros, Mata Sul de Pernambuco. Ouvia dos clientes que seu sorvete era melhor que o da própria cidade. Ela nunca contou para eles, porém, que comprava o sorvete de Barreiros e apenas os enfeitava. Uma cheia, certo dia, atingiu a sorveteria dela, destruindo seus freezers.

Na esperança de alguma doação, Neide mais de uma vez em uma conversa curta pede dois freezers para voltar a vender sorvete. No Edifício Holiday, ela era proprietária de apartamentos. Hoje volta a se preocupar com o pagamento de aluguel. Não consegue tirar da cabeça o prédio onde morou por tanto tempo. Até porque ele está logo ali. Virou a paisagem da sua janela, uma estrutura gigante de pedra a mirar suas costas com olhos vazios como em eterna vigilância.

Enquanto o prazo para a desocupação se esgotava, a idosa precisou correr. O residencial onde vive agora pediu adiantamento de três meses de aluguel. Foi preciso implorar para conseguir um empréstimo. Além da sua própria mudança, auxiliou na dos filhos, como Fernando, atualmente desempregado. Ela sustenta um neto criado desde recém-nascido e outro filho que não morava no Holiday. Neide está com pressão alta e não consegue mais fazer a tradicional feira, que repartia com os filhos. Ela pede mais uma vez freezers para voltar a trabalhar.

A aposentada não nega que não voltaria ao Holiday se tivesse condições de se mudar para um lugar melhor. Ela também sabe o lado positivo de viver no histórico prédio. “A gente mora em um ambiente que de pobre só tem a gente mesmo. Holiday é maravilhoso. Perto de Bompreço, tem de tudo que a gente procura, perto de comércio, praia… nós como pobres temos a mordomia que o rico tem”, avalia.

*

Em nota, a Defesa Civil informa que, entre os dias 14 e 30 de março, a prefeitura realizou 296 mudanças a pedido dos moradores. No último dia 12, após a Defesa Civil finalizar a remoção de entulhos ordenada pela Justiça, a chave do prédio foi entregue ao síndico. “A Prefeitura do Recife reforça que todas as mudanças foram acompanhadas pelos próprios moradores, pela Secretaria de Defesa Social e pela Justiça de Pernambuco”, informa a nota do órgão.

[@#video#@]

LeiaJá também

--> Melancolia no último dia para desocupação do Holiday

--> Holiday: o drama de quem vive no escuro

--> “Não vamos sair”, afirmam vários moradores do Holiday

Guilherme Lozano Oliveira, de 23 anos, é acusado de matar, esquartejar e congelar o corpo de Kely Cristina de Oliveira por mais de 45 dias em uma geladeira. Guilherme é ex-skinhead e vai a júri popular nesta terça-feira (23), depois de cinco anos preso.

A vítima, tia do acusado, foi morta por ele em 2015, na casa onde os dois moravam, na Zona Norte da cidade de São Paulo. Na época, Guilherme confessou ter dado um golpe de jiu-jitsu, conhecido como "mata-leão", no pescoço da vítima na tentativa de "contê-la" depois de uma discussão.

##RECOMENDA##

O julgamento, de acordo com o G1, está previsto para começar às 9h desta terça (23), no Fórum da Barra Funda, Zona Oeste de São Paulo. O ex-skinhead responde preso pelos crimes de homicídio doloso qualificado por motivo torpe, feminicídio e ocultação de cadáver.

A previsão é de que o julgamento acabe hoje mesmo e a sentença seja lida pela juíza da 2ª Vara Criminal da cidade.

Mário Gouveia Cavalcanti Junior, de 75 anos, dono do parque aquático Águas Finas, foi morto durante um assalto em sua casa, na madrugada desta terça-feira (23). A residência e o parque ficam em Aldeia, localizado em Camaragibe, Região Metropolitana do Recife (RMR).

Mais de 15 bandidos invadiram a residência procurando por dinheiro e uma possível coleção de armas do empresário, segundo reportagem da TV Globo. Também estavam na casa a esposa de Mário e mais dois funcionários, que não se feriram.

##RECOMENDA##

Ainda de acordo com a imprensa local, possivelmente duas caminhonetes foram usadas para transportar os criminosos, uma delas foi encontrada nas proximidades do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), no Cordeiro, na Zona Oeste da capital pernambucana.

A Polícia Civil não confirmou se os suspeitos foram identificados e presos, mas afirma que, por meio da DHPP Divisão Norte, está investigando os fatos. Mário Gouveia chegou a ser levado de helicóptero para um hospital particular na área central do Recife, mas não resistiu aos ferimentos.

Pela 1ª vez, os bancos da feira da sulanca, em Caruaru, Agreste de Pernambuco, serão recadastrados a partir desta terça-feira (23). De acordo com a prefeitura do município, os feirantes receberam fichas cadastrais com cores diferentes e foram informados, nesta segunda-feira (22), com cartilhas sobre as datas que devem comparecer ao Espaço Cultural Tancredo Neves, Centro de Caruaru.

##RECOMENDA##

O recadastramento será realizado entre os dias 23 de abril e 14 de maio, das 8h às 16h. Os feirantes devem levar documento com foto (RG ou CNH), comprovante de residência e os oito últimos comprovantes de pagamento da taxa do uso do solo. Além dos documentos originais, é necessário levar cópias.

“Atualmente, temos a estimativa de 9 mil feirantes que comercializam na feira de nossa cidade. Pela primeira vez, a Prefeitura de Caruaru estará fazendo esse trabalho. As informações dos bancos vão nos auxiliar a conhecer melhor o perfil dos feirantes e dos produtos comercializados no local”, pontuou o secretário da Fazenda, Diogo Bezerra.

LeiaJá também

-> Polo de Confecções do Agreste, um potencial ainda pouco conhecido

Uma mulher foi presa em Londrina, no Paraná, com 33 porções de maconha escondidas dentro de um ovo de páscoa. Ela estava andando na rua e jogou as drogas no chão quando viu o carro da polícia. Os policiais deram uma busca na região e conseguiram encontrar outras 22 porções da droga.

A mulher foi encaminhada para realizar exames médicos, pois há suspeitas de que ela esteja grávida.

##RECOMENDA##

Droga estava escondida em ovo de páscoa. Foto: Divulgação/Polícia Militar

Por Junior Oliveira

 

 

Páginas

Leia as Mais!

+ LIDAS

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando