EUA retiram tropas da Líbia em meio a tensões na capital

A decisão deste domingo (7) afeta um número indeterminado de tropas americanas que estavam na Líbia para prestar apoio a missões diplomáticas e realizar atividades de contraterrorismo, disseram autoridades militares

seg, 08/04/2019 - 07:19

Militares dos Estados Unidos disseram que retirara um pequeno contingente de Forças americanas da Líbia enquanto o país está à beira de uma guerra civil em grande escala, com combates continuando em torno da capital Trípoli. Ao citar a capacidade das Forças dos EUA de "flexionar onde for necessário" na Líbia, o coronel Christopher Karns, porta-voz do Comando da África, confirmou a saída de Trípoli. "As condições de segurança em algumas regiões do país diminuíram", disse Karns, recusando-se a fornecer detalhes sobre a direção dos contingentes. "É importante que vários grupos afiliados ao terror, como o Estado Islâmico, não tenham um mapa exato de nosso paradeiro", afirmou.

A decisão deste domingo (7) afeta um número indeterminado de tropas americanas que estavam na Líbia para prestar apoio a missões diplomáticas e realizar atividades de contraterrorismo, disseram autoridades militares. Ainda foi comentado que a situação de segurança no país justifica a remoção dessas tropas.

Na quinta-feira, o general Khalifa Hafta, ex-comandante líbio, ordenou que suas forças atacassem Trípoli, em uma ofensiva contra um governo internacionalmente reconhecido e sediado na capital. Os confrontos continuaram no fim de semana, quando ambos os lados lançaram ataques aéreos, cada um utilizando um pequeno número de aeronaves militares. "As realidades de segurança no território líbio estão se tornando cada vez mais complexas e imprevisíveis", disse o general Thomas Waldhauser, comandante da Africom, que tem sede na Alemanha. O comando comentou que a decisão foi temporária, mas não especificou um cronograma para o retorno das tropas. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tags:

COMENTÁRIOS dos leitores